USO DE HERBICIDA NA REDUÇÃO DAS TENSÕES DE CRESCIMENTO NA MADEIRA SERRADA DE Eucalyptus grandis

Pedro Henrique Gonzalez de Cademartori, Darci Alberto Gatto, Diego Martins Stangerlin, Tarso Mastella, Jonas Flores Vargas, Elio José Santini

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/1980509819697

O presente trabalho objetivou a avaliar a eficiência de herbicida na redução dos efeitos das tensões de crescimento quanto à incidência de rachaduras de topo e empenamentos em tábuas oriundas de árvores de Eucalyptus grandis. Para tanto, selecionaram-se ao acaso 40 indivíduos arbóreos, subdivididos em quatro tratamentos com aplicação de herbicida (princípio ativo “Imazapyr”) e um tratamento testemunha (sem aplicação de herbicida), com oito repetições cada. Após a ação do herbicida, as árvores foram derrubadas e a primeira tora de cada indivíduo foi seccionada. Estas foram desdobradas em peças de madeira serrada para análise antes e depois da operação de secagem ao ar livre. Os resultados indicaram maior eficiência do herbicida nos tratamentos 4 e 5 quanto ao efeito das tensões de crescimento na forma de rachaduras de topo nas tábuas. Para o arqueamento, os tratamentos 2 e 4 apresentaram os menores graus de defeitos. A flecha de encurvamento sofreu influência da operação de secagem ao ar livre, enquanto o encanoamento não foi verificado de forma significativa nas peças de madeira serrada dos cinco tratamentos estudados.


Palavras-chave


qualidade da madeira; desdobro da madeira; tecnologia da madeira.

Texto completo:

PDF

Referências


ARCHER, R. R. Growth stresses and strains in trees. Berlin: Springer-Verlag, 1986. 24 p.

BARNACLE, J. E. Notes on felling damage and its interaction with tree growth stresses. In: SYMPOSIUM ON THE EFFECT OF TREE INJURIES, FELLING AND GROWTH STRESSES ON LOG QUALITY AND TIMBER UTILIZATION, Gainsville, 1971. Proceedings…, Gainsville: IUFRO, 1971.

CALONEGO, F. W.; SEVERO, E. T. D. Efeito da vaporização de toras na redução dos defeitos associados a tensões de crescimento de Eucalyptys grandis. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 15, n. 4, p. 431-440, 2005.

FERREIRA, S. et al. Influência de método de desdobro tangencial no rendimento e na qualidade da madeira de clones de Eucalyptus spp. Cerne, Lavras, v. 10, n. 1, p. 10-21, 2004.

LIMA, J. T. et al. Deformações residuais longitudinais decorrentes de tensões de crescimento em Eucalyptus e suas associações com outras propriedades. Revista Árvore, Viçosa, v. 28, n. 4, p. 107-116, 2004.

MALAN, F. S. Studies on the phenotypic variation in growth stress intensity and its association with tree and wood properties of South African grown Eucalyptus grandis (Hill ex maiden). 1984. 272 p. Tese (Doutorado) - University of Stellembosh, Stellembosh, 1984.

MALAN, F. S. Eucalyptus improvement for lumber production. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE UTILIZAÇÃO DA MADEIRA DE EUCALYPTUS PARA SERRARIA, São Paulo, 1995. Anais... São Paulo: IPEF, IPT, IUFRO, LCF, ESALQ, USP, 1995. p. 01-19.

IBDF - Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal. Norma para classificação de madeira serrada de folhosas. Brasília: Ministério da Agricultura, 1983. 67 p.

MATOS, J. L. M. et al. Redução do efeito das tensões de crescimento em toras de Eucalyptus dunnii. Scientia Forestalis, Piracicaba, n. 64, p. 128-135, dez., 2003

OLIVEIRA, J. T. S. et al. Caracterização da madeira de sete espécies de eucaliptos para a construção civil. Scientia Forestalis, Piracicaba, n. 56, p. 113-124, 1999

OPIE, J. E. et al. Stand management. In. HILLIS, W. E.; BROWN, A. G. Eucalypts for wood production. Sydney: CSIRO/Academic Press, 1984. p. 179-197.

ROCHA, M. P.; TOMASELLI, I. Efeito do modelo de desdobro na qualidade da madeira serrada de

Eucalyptus grandis e Eucalyptus dunnii. Cerne, Lavras, v. 8, n. 2, p. 70-83, 2002.

ROCHA, M. P.; TRUGILHO, P. F. Qualidade da madeira serrada de Eucalyptus dunnii em função do método de desdobro e condição de umidade. Cerne, Lavras, v. 12, n. 4, p. 314-321, 2006

SCHACHT, L. et al.Variação de rachaduras de topo em toras de Eucalyptus urophylla: uma investigação metodológica. In: IPEF. (Org. ). Variação de caracteres e suas implicações para o melhoramento genético da madeira serrada de Eucalyptus urophylla S. T. Blake. Piracicaba: IPEF, 1998, v. 3, p. 17-25.

SEVERO, E. T. D. Qualidade da secagem de madeira serrada de Eucalyptus dunnii. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 10, n. 1, p.109-124, 2000.

SEVERO, E. T. D.; TOMASELLI, I. Efeito da vaporização no alívio das tensões de crescimento em toras de duas procedências de Eucalyptus dunnii. Sciencia Agraria, Curitiba, v. 1, n. 1-2, p. 29-32, 2000.

SHIELD, E. D. Plantation grown eucalyptus: utilization for lumber and rotary veneers – primary conversion. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE UTILIZAÇÃO DA MADEIRA DE EUCALIPTO PARA SERRARIA, 1995, São Paulo. Anais... IPEF / IPT / IUFRO / LCF – ESALQ –USP: São Paulo, 1995. p. 133-139.

SIMPSON, W. T. Dry kiln operator’s manual: Drying defects. Madison: U.S. Department of Agriculture, 1991. 274 p.

STANGERLIN, D.M. et al. Uso de estufa solar para a secagem de madeira serrada. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 19, n. 4, p. 461-472, 2009

YANG, J. L.; ILIC, J. A new method of determining growth stresses and relationships between associated wood properties of Eucalyptus globules Labill. CSIRO Forestry and Forest Products, Victoria, v. 66, n. 2, p. 153-157, 2002

YANG, J. L.; WAUGH, G. Growth stresses, its measurement and effects. CSIRO Forestry and Forest Products, Victoria, v. 64, n. 2, p. 127-135, 2001

YASIN, S. M.; RAZA, S. M. Improving the quality of Wood produced from Eucalyptus trees. Peshawar: Pakistan Forest Institute, 1992. 20 p.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1980509819697

Licença Creative Commons