Dendroecologia de um povoamento de Cryptomeria japonica (L. F.) Don. com 25 anos de idade no sul do Brasil

Mário Dobner Júnior, Paulo André Trazzi, Antonio Rioyei Higa

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/1980509814579

Cryptomeria japonica é originária da região temperada do Japão onde é conhecida como ‘sugi’. No Brasil, o plantio da espécie é recomendado em regiões altas e frias do sul do país, onde possui boa adaptação às condições edafoclimáticas. O objetivo do trabalho foi avaliar as correlações entre variáveis meteorológicas e o crescimento de um povoamento de Cryptomeria japonica com 25 anos de idade. Para tal, foram coletados discos transversais de 30 diferentes árvores, compreendendo toda a amplitude de variação diamétrica. Após secos e lixados, os discos tiveram seus anéis anuais de crescimento medidos e correlacionados com dados meteorológicos, utilizando ferramentas de análise dendrocronológica. As séries de crescimento apresentaram uma intercorrelação de 0,668. O crescimento radial da espécie foi influenciado positivamente pela temperatura mínima do mês de setembro e pela temperatura média do mês de maio. Não houve correlação significativa do crescimento com a precipitação, embora tenham sido verificados picos de crescimento em anos mais chuvosos.


Palavras-chave


pinheiro-japonês; dendrocronologia; anéis de crescimento.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, S. T. et al. Teste de procedência de Cryptomeria japonica em três regiões do Estado do Paraná. Curitiba: Embrapa CNPF, 1984. 3 p. (EMBRAPA-URPFS. Pesquisa em andamento, n. 40).

BOWERS. M. C. Environmental Effects of Cold on Plants. In: Wilkinson, R.E. Plant-Environment Interactions. Georgia: Marcel Dekker Inc, 1994. p.391 - 411.

COPENHEAVER, C. A.; CRAWFORD, C. J.; FEARER, T. M. Age-specific responses to climate identified in the growth of Quercus alba. Tree, v. 25, n. 4, p. 647 - 653, 2011.

DOBNER JR., M.; HIGA, A. R.; SEITZ, R. A. Efeito da cobertura de Pinus taeda L. na proteção contra geadas e no crescimento de plantas jovens de Eucalyptus dunnii MAIDEN. Revista Floresta, Curitiba, v. 39, n. 4, p. 807 - 823, 2009.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA, Centro Nacional de Pesquisas Florestais – CNPF Zoneamento ecológico para plantios florestais no estado de Santa Catarina. Curitiba: EMBRAPA. 1988. p. 113.

FIGUEIREDO F. A. Avaliação do incremento em diâmetro com o uso de cintas dendrométricas em algumas espécies de uma Floresta Ombrófila Mista localizada no Sul do Estado do Paraná. Revista Ciências Exatas e Naturais, v. 5, n. 1, 2003.

GRISSINO-MAYER, H. D. Computer assisted, independent observer, verification of tree-ring measurements. Tree Ring Bulletin, v. 54, p. 29 - 41, 1997 disponível na ‘Dendrochronology Program Library’ – DPL no endereço http://www.ltrr.arizona.edu/pub/dpl/.

HOLMES, R. L. The dendrochronology program library. In: GRISSINO-MAYER, H. D., HOLMES, R. L., FRITTS, H. C. International Tree Ring Data Bank: User's Manual. Laboratory of Tree Ring Research University of Arizona Tucson, 1996.

IWASAKI-MAROCHI, C. Anéis anuais de crescimento do cedro (Cedrela fissilis – Meliaceae) aplicados à avaliação da taxa de crescimento e dendroclimatologia. 124 f. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal) – Setor de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2007.

KOJO, T. A dendrochronological Study of Cryptomeria japonica in Japan. Tree-ring Bulletin, v. 47, 1987.

LARCHER, W. Physiological Plant Ecology. Berlin: Springer-Verlag, 1975. 252 p.

LISI, C. S. et al. Tree ring formation, radial increment periodicity, and phenology of tree species from a seasonal semi-deciduous forest in southeast Brazil. IAWA, n. 29, p. 189 - 207, 2008.

MATTOS, P. P. de. et al. Aceleração do crescimento em diâmetro de espécies da Floresta Ombrófila Mista nos últimos 90 anos. Pesquisa Florestal Brasileira, Colombo, v. 30, n. 64, p. 319 - 326, 2010.

MEDEIROS, J. G. S. et al. Tree ring characterization of Araucaria columnaris Hook and its applicability as a lead indicator in environmental monitoring. Dendrochronologie, n. 26, p. 165 - 171, 2008.

NUTTO, L.; WATZLAWICK, L. F. Relações entre Fatores Climáticos e Incremento em Diâmetro de Zonhoxylum rhoifolia Lam. e Zanthoxylum hyemale St. Hil. na Região de Santa Maria, RS. Boletim de Pesquisa Florestal. Embrapa Florestas, Colombo - PR, v. 45, p. 41 - 55, 2002.

OLIVEIRA, B. R. U. de. et al. Correlações dendroclimatológicas do Eucalyptus grandis Hill ex Maiden na região de Rio Claro, RJ. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 21, n. 3, p. 499 - 508, 2011.

OLIVEIRA, J. M. ROIG, F. A.; PILLAR, V. D. Climatic signals in tree-rings of Araucaria angustifolia in the Southern Brazilian highlands. Austral Ecology, v. 35, n. 2, p. 134 - 147, 2010.

OLIVEIRA, J. M. et al. Seasonal cambium activity in the subtropical rain forest tree Araucaria angustifolia. Trees, n. 23, p. 107 - 115, 2009.

RAUBER, R. C. Dendroecologia de Cedrela Fissilis Vell. (Meliacea) em um ecótono de Florestas Subtropicais Montanas no Brasil. 2010. 80 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, RS, 2010.

SANTOS, C. B. et al. Efeito do volume de tubetes e tipos de substratos na qualidade de mudas de Cryptomeria japonica (L.F.) D. Don. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 10, n. 2, p. 1 - 15, 2000.

SEITZ, R. A. Utilidade da dendrocronologia na silvicultura. In: SIMPÓSIO BILATERAL BRASIL-FINLÂNDIA SOBRE ATUALIDADES FLORESTAIS, 1988, Curitiba. Anais... Curitiba: UFPR, 1988, p. 130 - 140.

SEITZ, R. A.; KANNINEN, M. Tree ring analysis of Araucaria angustifolia in Southern Brazil: preliminary results. IAWA Bulletin, v. 10, p. 170 - 174, 1989.

SCHWEINGRUBER, F. H. Wood structure and environment. Berlin: Springer, 2007. 279 p.

SHIMIZU, J. Y.; MAIOCHI, R. A. Criptoméria como espécie alternativa para produção de madeira no Paraná. Pesquisa Florestal Brasileira, Colombo, n. 54, p. 63 - 70, 2007.

SOCCOL, O. J. et al. Balanço hídrico para o município de Lages-SC. In: CONGRESSO NACIONAL DE IRRIGAÇÃO E DRENAGEM, 15., 2005, Teresina. Anais... Brasília : Associação Brasileira de Irrigação e Drenagem, 2005.

TOMAZELLO FILHO, M.; BOTOSSO, P. C.; LISI, C. S. Análise e aplicações dos anéis de crescimento das árvores como indicadores ambientais: dendrocronologia e dendroclimatologia. In: MAIA, N. B.; MARTOS, H. L.; BARELLA, W. (organizadores). Indicadores ambientais: conceitos e aplicações. São Paulo: Educ, 2001. p. 117 - 143.

TOMAZELLO FILHO, M. et al. Anatomical features of increment zones in different species in the State of São Paulo, Brazil. Scientia Forestalis, n. 66, p. 46 - 55, 2004.

ULLMANN, M. N. Balanço hídrico para Lages – SC para culturas de raízes superficiais e moderada profundidade. Lages: [s.n.], 20 p., 1985.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1980509814579

Licença Creative Commons