Particulate Matter Concentration Forecast Over the Metropolitan Area of São Paulo

Edmilson Dias de Freitas, Leilas Droprinchinski Martin, Caroline Rosario Mazzoli, Jorge Alberto Martins, Ricardo Hallak, Melissa Santi Itimura, Vanessa Silveira Barreto Carvalho, Pedro Leite da Silva Dias, Maria de Fátima Andrade

Abstract


Em virtude dos grandes males causados à saúde pela poluição nosgrandes centros urbanos, a utilização de modelos meteorológicos acopladosaos modelos químicos, resultando em modelos de previsão da qualidade doar, tem aumentado significativamente nos últimos anos. Exemplos dessetipo de utilização são os modelos WRF-CHEM, utilizado em vários paísesdo mundo, e SPM-BRAMS, recentemente desenvolvido por pesquisadoresda Universidade de São Paulo e do INPE e utilizado operacionalmente nolaboratório MASTER do IAG-USP. Embora o modelo seja utilizado para aprevisão das concentrações dos principais poluentes monitorados na região, neste trabalho são apresentadas comparações entre as concentraçõesde material particulado fino (PM2.5) previstas e aquelas derivadas das observações na rede da CETESB. O PM2.5 está relacionado aos efeitos deletériosà saúde e está sendo estudado o estabelecimento de um padrão de qualidadedo ar para esse poluente. Além da questão da relação com impactosnegativos à saúde, há também os impactos ao clima, já que as partículasfinas estão relacionadas com a formação de precipitação e extinção da radiação.



DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2179460X9914

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Copyright (c)



Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.