Problem situations as mediators of STS articulations in science education

Authors

DOI:

https://doi.org/10.5902/2179460X41330

Keywords:

STS education, problem-situations, collective of studies, science education, action research

Abstract

In the present work, we focus on evaluating the potential use of problem situations as a didactic and pedagogical strategy to the insertion of the STS approach in the context of the final years of elementary school. It is an action research, developed during a continuous formation of science teachers, in the format of a study collective. Together with the teachers, we developed four projects with students from sixth to ninth grade, totaling over 1500 students. We resorted to discursive textual analysis for the apprehension of pertinent aspects to the STS approach, which allowed us to realize that the proposal proved to be subject to discussions and articulations about science, technology and/or society; favored the process of appropriation of scientific knowledge, ie, it provided scientific literacy and led to awareness and/or decision making, that is, provided the exercise of citizenship.

Author Biographies

Elisangela Barreto Santana, Universidade Federal do Pará, Belém, PA

Graduada em Licenciatura em Ciências Naturais pela Universidade Federal do Pará. Mestre em Ensino de Ciências e Matemática pelo PPGECM/IEMCI/UFPA. Membro do Grupo de Pesquisa e Estudos em Ciências, Tecnologia e Sociedade ( GECTSA). Doutoranda do PPGECM/IEMCI/UFPA. Tem experiência na área de Educação em ciências e Astronomia, com ênfase em Métodos e Técnicas de Ensino. Trabalha com formação de professores de Ciências, com ênfase em Astronomia e CTS. Trabalha na Universidade Federal do Pará

José Alexandre da Silva Valente, Universidade Federal do Pará, Belém, PA

Possui Doutorado e Mestrado em Educação em Ciências e Matemática pela Universidade Federal do Pará possuindo graduação em Licenciatura Plena em Física e graduação em Engenharia Mecânica ambos pela Universidade Federal do Pará. Tem experiência na área de Física e no Ensino da Física, Ensino de Química, Ensino de Ciências e Educação em Ciências com ênfase em: Formação de Conceito, Formação de Professores, Enfoque CTS (Ciência, Tecnologia e Sociedade), EJA (Educação de Jovens e Adultos), Neuroeducação e Mudanças e Inovações Educacionais

Nadia Magalhães da Silva Freitas, Universidade Federal do Pará, Belém, PA

Possui graduação em Nutrição, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1976), mestrado em Ciências (Microbiologia), pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1982), doutorado em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido - Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, da Universidade Federal do Pará (2008). Pós-doutorado em Ensino e Aprendizagem das Ciências, junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica (PPGECT), da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) (2015/2016). Foi professora da Universidade Federal de Roraima (1992-2008). Atualmente é professora da Universidade Federal do Pará, com atuação no Instituto de Educação Matemática e Científica (IEMCI), junto a Licenciatura Integrada em Educação em Ciências, Matemática e Linguagem. Também atua no Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemáticas. Tem experiência de pesquisa na área de Educação em Ciências, com ênfase em formação de professores, abordagem CTS, questões socioambientais, educação científica para o contexto amazônico, temas sociocientíficos, educação para sustentabilidade/desenvolvimento sustentável. 

References

ACEVEDO DÍAZ, J. A.; ALONSO, A. V.; MANASSERO MAS, M. A. Papel de la educación CTS en una alfabetización científica y tecnológica para todas las personas. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 2, n. 2, p. 80-111, 2003. Disponível em: http://reec.uvigo.es/volumenes/volumen2/REEC_2_2_1.pdf. Acesso em: 15 mar. 2015.

AIKENHEAD, G. S. What is STS science teaching? In: SOLOMON, J.; AIKENHEAD, G. S. STS education: international perspectives on reform. New York: Teachers College Press, 1994. p. 47-59.

BERBEL, N. A. N. A metodologia da problematização e os ensinamentos de Paulo Freire: uma relação mais que perfeita. In: BERBEL, N. A. N. (Org.). Metodologia da problematização: fundamentos e aplicações. Londrina: Ed. UEL, 1999. p. 1-28.

BERBEL, N. A. N. A problematização e a aprendizagem baseada em problemas: diferentes termos ou diferentes caminhos? Interface. Comunicação, Saúde, Educação, v. 2, n. p. 139-154, 1998. Disponível em: https://www.scielo.br/j/icse/a/BBqnRMcdxXyvNSY3YfztH9J/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 15 abr. 2015.

BERBEL, N. A. N. As metodologias ativas e a promoção da autonomia de estudantes. Semina: Ciências Sociais e Humanas, v. 32, n. 1, p. 25-40, 2011. http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/seminasoc/article/view/10326/10999. Acesso em: 18 abr. 2016.

BERBEL, N. A. N. Metodologia da problematização: uma alternativa metodológica apropriada para o ensino superior. Semina: Ciências Sociais e Humanas, v. 16, n. 2, p. 9-19, 1995. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/seminasoc/article/viewFile/9458/8240. Acesso em: 15 mai. 2015.

BORDENAVE, J. D.; PEREIRA, A. M. Estratégias de ensino aprendizagem. 33. ed. Petrópolis: Vozes, 2015.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: Ministério da Educação, 2017.

BRITO L. P.; GOMES, N. F. O ensino de física através de temas no atual cenário do ensino de ciências. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Ensino de Ciências, 7, 2007. Disponivel em: http://abrapecnet.org.br/atas_enpec/vienpec/CR2/p962.pdf. Acesso em: 15 mai. 2019.

CACHAPUZ, A. F. et al. A necessária renovação no ensino das Ciências. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

COLOMBO, A. A; BERBEL, N. A. N. A Metodologia da problematização com o Arco de Maguerez e sua relação com os saberes de professores. Semina: Ciências Sociais e Humanas, v. 28, n. 2, p. 121-146, 2007. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/seminasoc/article/view/3733/2999. Acesso em: 10 jan. 2015.

DAGNINO, R.; SILVA, R. B.; PADOVANNI, N. Por que a educação em ciência, tecnologia e sociedade vem andando devagar? In: SANTOS, W. L. P; AULER D. (Org.). CTS e educação científica: desafios, tendências e resultados de pesquisas. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2011.

DELIZOICOV, D. Problemas e problematizações. In: PIETROCOLA, M. (Org.). Ensino de física: conteúdo, metodologia e epistemologia numa concepção integradora. 2. ed. rev. Florianópolis: Editora UFSC, 2005. p. 125-150.

DELIZOICOV, D.; ANGOTTI, J. A. P. Metodologia do ensino de ciências. São Paulo: Cortez, 1990.

FOUREZ, G. Crise no ensino de ciências? Investigação no ensino de ciências, v. 8, n. 2, p. 109-123, 2003. Disponível em: https://www.if.ufrgs.br/cref/ojs/index.php/ienci/article/view/542/33. Acesso em: 10 jan. 2019.

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 1997.

FREIRE, P. Educação e mudança. 12. ed. Rio de Janeiro: Editora Paz, 1983.

FREIRE, P. Pedagogia da indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: Editora UNESP, 2000.

GHIRALDELLI, P. História da Educação Brasileira. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2009.

IMBERNÓN, F. Formação permanente do professorado: novas tendências. São Paulo: Cortez, 2009.

JORNAL LIBERAL. Lixo espacial encontrado em Salinópolis é de pedaço de foguete lançado ano passado. 2014. Disponível em: http://globotv.globo.com/rede-liberal-pa/jornal-liberal-1a-edicao/v/lixo-espacial-encontrado-em-salinopolis-e-de-pedaco-de-foguete-lancado-anopassado/3314857. Acesso em: 15 fev. 2015.

KRASILCHIK, M. Reforma e Realidade: o caso do ensino das ciências. Em Perspectiva, v. 14, n. 1, p. 85-92, 2000. Disponível em: https://www.scielo.br/j/spp/a/y6BkX9fCmQFDNnj5mtFgzyF/abstract/?lang=pt. Acesso em: 15 dez. 2019

LAMPOGLIA, F. Trajetória e perspectivas em CTS na educação: do ensino cartesiano à interdisciplinaridade. In: MIOTELLO, V.; HOFFMANN, W. A. M. (Org.). Apontamentos de estudos sobre Ciência, Tecnologia e Sociedade. São Carlos: Pedro & João Editores, 2010.

LIMA, G. Z.; LINHARES, R. E. C. Escrever bons problemas. Revista Brasileira de Educação Médica, v. 32, n. 2, p. 197-201, 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbem/a/4wX6t9wjCtwj3j5PR5Nbm9h/?lang=pt&format=pdf. Acesso em: 12 mai. 2015.

LIMA, M. V. S.; NETO, J. E. S. O uso de situações-problema como estratégia didática para o ensino de Ciências no nível fundamental. In: Encontro Nacional de Ensino de Química, 16; Encontro de Educação Química da Bahia, 10, Salvador: Universidade Federal da Bahia, 2012. Anais ... Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/anaiseneq2012/article/view/7244. Acesso em: 18 de jun. 2019.

LOPES, A.; MACEDO, E. O pensamento curricular no Brasil. In: LOPES, A.; MACEDO, E. (Org.) Currículo: debates contemporâneos. 2. Ed. São Paulo: Cortez, 2005.

LÓPES CEREZO, J. A. Ciencia, Tecnologia y Sociedad: el estado de la cuestión em Europa y Estados Unidos. Revista Ibero-americana de Educación, v. 18, p. 41-68, 1998. Disponível em: https://rieoei.org/historico/oeivirt/rie18a02.pdf. Acesso em: 18 de mai. 2019.

MARQUES, S. G.; HUNSCHE, S. Enfoque CTS no Brasil: olhar sobre as práticas implementadas no Ensino Médio. 2015. Disponível em: http://cursos.unipampa.edu.br/cursos/cienciasexatas/files/2014/06/SabrinaGon%C3%A7alvesMarques_TCC.pdf . Acesso em: 12 mai. 2018.

MORAES, R.; GALIAZZI, M. C. Análise Textual Discursiva. 2 ed. rev. Ijuí: Ed. Unijuí, 2011.

OLIVEIRA, M. M. Como fazer pesquisa qualitativa. 5. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

PINTO, V. R. C.; ARAÚJO, M. S. T. Metodologia da Problematização e o Enfoque CTS aplicado no curso de Engenharia Sanitária e Ambiental. In: CONAPESC, 3, 2018. Anais. Disponível em: https://www.editorarealize.com.br/artigo/visualizar/43221. Acesso em: 30 abr. 2019.

POFFO, E. M. A resolução de problemas como metodologia de ensino: uma análise a partir das contribuições de Vygotsky. 2015. Disponível em: http://docplayer.com.br/9891150-A-resolucao-de-problemas-comometodologia-de-ensino-uma-analise-a-partir-das-contribuicoes-devygotsky.html. Acesso em: 6 ago. 2018.

RAPOSO, E. O. Coletivo de estudos, formação e práticas: itinerários de uma formação em educação para o desenvolvimento sustentável. 118 f. Tese. Instituto de Educação Matemática e Científica. Universidade Federal do Pará, 2017.

REVISTA GLOBO, G1. Banco de leite da Santa Casa do Pará está com estoque baixo. 2016. Disponível em: http://g1.globo.com/pa/para/noticia/2016/10/banco-de-leite-da-santa-casa-do-para-esta-com-estoque-baixo.html. Acesso em: 31 nov. 2016.

REVISTA GLOBO - G1. Pará é o estado com maior número de grávidas com idade entre 10 e 19 anos. 2016. Disponível em: http://g1.globo.com/pa/para/noticia/2016/01/para-e-o-estado-com-maior-numero-de-gravidas-com-idade-entre-10-e-19-anos.html. Acesso em: 11 jan. 2017.

ROMANELLI, O. O. História da educação no Brasil. 32. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

REVISTA GLOBO - G1. Pará tem 42 casos de Zika e aumento de 50% nos casos de dengue. 2016. Disponível em: http://g1.globo.com/pa/para/noticia/2016/01/para-tem-42-casos-de-zika-e-aumento-de-50-nos-casos-de-dengue.html. Acesso em: 6 jan. 2017.

REVISTA GLOBO - G1. SESMA promove 'dia D' de combate à Dengue e Chikungunya em Belém . 2014. Disponível em: http://g1.globo.com/pa/para/noticia/2014/12/sesma-promove-dia-d-de-combate-dengue-echikungunya-em-belem.html. Acesso em: 5 mar. 2015.

RICARDO, E. C. Educação CTSA: obstáculos e possibilidades para sua implementação no contexto escolar. Ciência & Ensino, v. 1. n. especial, p. 1-12, 2007. Disponível em: https://fasam.edu.br/wp-content/uploads/2020/07/Educa%C3%A7%C3%A3o-CTSA.pdf. Acesso em: 5 mar. 2019.

SAMPAIO, M. L. F. B. O trabalho com situações-problema: um processo de conscientização. 231 f. Dissertação. Porto Alegre: PUC do Rio Grande do Sul, 2005.

SANTANA, E. B. Abordagem CTS no ensino de Astronomia: formação de professores mediada pela situação-problema “Centro de Lançamento de Alcântara”. 125 f. Dissertação. Instituto de Educação Matemática e Científica. Universidade Federal do Pará, 2015.

SANTANA, E. B.; VALENTE, J. A. S.; FREITAS, N. M. S. Metodologia da problematização: o uso de situações-problema no ensino de Astronomia. Revista Exitus, v. 9, n. 1, p.175-201, 2019. Disponível em: http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistaexitus/article/view/720/420. Acesso em: dez 2019.

SANTOS, M. E. N. V. M. Encruzilhadas de mudança no limiar do século XXI co-construção do saber científico e da cidadania via ensino CTS de ciências. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 2. Valinhos, São Paulo, 2001. Atas... Disponível em: http://www.nutes.ufrj.br/abrapec/iienpec/Dados/trabalhos/A39.pdf. Acesso em: 15 mai. 2016.

SANTOS, C. G. M. M.; KATO, D. S. Limites e possibilidades do uso de situações-problemas como recurso pedagógico: os temas controversos sócio científicos e as relações CTSA como perspectiva para o ensino de ciências. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 9. Águas de Lindóia, SP. 2013. Atas... Disponível em:

http://abrapecnet.org.br/atas_enpec/ixenpec/atas/resumos/R0980-1.pdf. Acesso em: 14 jan. 2014.

SANTOS, W. L. P.; MORTIMER, E. F. Uma análise de pressupostos teóricos da abordagem CTS (Ciência-Tecnologia-Sociedade) no contexto da educação brasileira. Ensaio: pesquisa em educação em ciências, v. 2, p. 133-162, 2002. Disponível em: https://www.scielo.br/j/epec/a/QtH9SrxpZwXMwbpfpp5jqRL/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 14 jan. 2016.

SANTOS, W. L. P.; MORTIMER, E. F. Tomada de decisão para ação social responsável no ensino de ciências. Ciência & Educação, v. 7, n. 1, p. 95-111, 2001. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ciedu/a/QHLvwCg6RFVtKMJbwTZLYjD/?lang=pt. Acesso em: 16 jan. 2019.

SILVA, S. F.; NUÑES, I. B.; RAMALHO, B. L. O pensamento do professor: o trabalho com problemas no ensino de Ciências. 2015. Disponível em: http://www.comperve.ufrn.br/conteudo/observatorio/uploads/publicacoes/artigos_05022013082333.pdf. Acesso em: 2 mai. 2017.

SOLINO, A. P.; GEHLEN, S. T. O papel da problematização Freireana em aulas de ciências/física: articulações entre a abordagem temática Freiriana e o ensino de ciências por investigação. Ciência & Educação, v. 21, n. 4, p. 911-930, 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ciedu/v21n4/1516-7313-ciedu-21-04-0911.pdf. Acesso em: 16 jan. 2019.

TEIXEIRA, P. M. M. Educação científica e movimento C.T.S. no quadro das tendências pedagógicas no Brasil. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação de Ciências, v. 3, n. 1, p. 88-102, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rbpec/article/view/4114. Acesso em: 15 mai. 2019.

VARGAS, G. G. B. A metodologia da resolução de problemas e o ensino de estatística no nono ano do Ensino Fundamental.165 f. Dissertação. Santa Maria: Centro Universitário Franciscano de Santa, 2013.

VASCONSELLOS, M. M. M. Aspectos pedagógicos e filosóficos da Metodologia da Problematização. In: BERBEL, N. A. N. (Org.). Metodologia da problematização: fundamentos e aplicações. Londrina: Ed. UEL, 1999. p. 29 – 59.

Published

2021-03-10

How to Cite

Santana, E. B., Valente, J. A. da S., & Freitas, N. M. da S. (2021). Problem situations as mediators of STS articulations in science education. Ciência E Natura, 43, e39. https://doi.org/10.5902/2179460X41330

Most read articles by the same author(s)