Processo de aprendizagem baseando no ciclo de aprendizagem: uma aplicação à formação cooperativista

Pablo Murta Baião Albino

Resumo


O presente trabalho discute os graus de participação a partir da utilização de jogos de empresa e do ciclo de aprendizagem vivencial em cursos de cooperativismo. O curso de cooperativismo foi realizado com dois grupos heterogêneos formados por cooperados e colaboradores das cooperativas COOCAFÉ e SICOOB CREDICAF. Os grupos passaram por 16 horas de formação. Os jogos foram utilizados como ferramenta lúdica para introduzir os assuntos inerentes à formação cooperativista. Os resultados obtidos indicam que os jogos de empresas e o ciclo de aprendizagem vivencial são métodos eficientes quando aplicados juntos e de forma estruturada. A metodologia adotada foi um diferencial do curso, segundo os participantes. Também foi possível identificar uma melhora significativa na organização e na participação do grupo. Esta evolução indica que o processo de ensino-aprendizagem foi efetivo. Neste sentido, foi possível concluir que os participantes construíram um conhecimento, bem como aperfeiçoaram o trabalho em grupo.


Palavras-chave


jogos de empresa, ciclo de aprendizagem vivencial, ensino-aprendizagem

Texto completo:

PDF

Referências


ALBINO, P. M. B. Viabilidade Econômica desafios dos empreendimentos de economia popular e solidária (NESOL/USP, Ed.)Educação políticas e Economia Solidária. IV Encontro de Economia Solidária. Anais...São Paulo: NESOL/USP, 2005

ALVES, C. DE S.; FILHO, P. A. L. DE S.; MARTINS, T. A. Contribuiçao dos jogos empresariais dentro da política da universidade corporativa nas organizações1o Seminário internacional de integraçao e desenvolvimento regional. Anais...2013

BORDENAVE, J. E. D. O que é participaçao. 1a. ed. Sao Paulo: [s.n.]. p. 87

CAPE, C. Manual do Multiplicador. Belo Horizonte: [s.n.].

CEFE-INTERNACIONAL. Competency-based Economies through Formation of Enterprise– Manual for Trainers. [s.l: s.n.].

D’ELBOUX, P. C. Jogos de Empresa. Anuário de Produção Acadêmica Docente, v. XII, n. 2, p. 201 – 214, 2008.

EBOLI, M.; HOUNEAUX, F. J.; MANCINI, S. Breve panorama da educaçao corporativa no Brasil: Apresentaçao de resultados de pesquisaEncontro da Associaçao Nacional dos Programas de Pós Graduaçao em Administração. Anais...2005

FERREIRA, A. ABC das Finanças. São Paulo: [s.n.].

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: [s.n.]. p. 218

GRAMIGNA, M. R. Ciclo de Aprendizagem Vivencial. São Paulo: [s.n.].

KNABBEN, B, C.; FERRARI, R, A. A simulação estratégica no processo de ensino/ aprendizagem – os jogos de empresa.

MOTTA, F. F. C. Uma proposta para o ensino da gestão do capital de giro em pequenas e médias empresas través de jogos de empresa. [s.l.] Universidade Federal da Bahia, 2003.

MOTTA, G. DA S.; MELO, D. R. A.; PAIXÃO, R. B. O jogo de empresas no processo de aprendizagem em administraçao: o discurso coletivo de alunos. Revista de Administraçao Contemporânea, v. 16, n. 3, p. 342 – 359, 2012.

PRETTO, F. N. Pedagogia participativa na formação de administradores. [s.l.] Universidade de São Paulo, 2006.

RIVERA, J. RAMON D.; DOMENICO, S. MA. R.; SAUAIA, A. C. A. Influência da Dissimilaridade de Valores Individuais no Resultado de Times de Alta Gerência: um estudo em laboratório de gestão. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, v. 16, n. 50, p. 60 – 74, 2014.

SAUAIA, A. C. A.; ZERRENNER, S. A. Jogos de Empresas e Economia Experimental: um Estudo da Racionalidade Organizacional na Tomada de Decisao. Revista de Administraçao Contemporânea, v. 13, n. 2, p. 189 – 209, 2009.

SAUAIA, A. CARLOS A. Satisfação e aprendizagem em jogos de empresas. [s.l.] Universidade de Sao Paulo, 1995.




DOI: https://doi.org/10.5902/2359043216293

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. 

     

   

   

 

ISSN Eletrônico: 2359-0432

ISSN Impresso: 2446-7103