COMO OS AGRICULTORES FAMILIARES PERCEBEM A QUESTÃO AMBIENTAL?

Cristiane Maria Tonetto Godoy, José Geraldo Wizniewsky, Aline Guterres Ferreira

Resumo


Desde a Revolução Industrial o desenvolvimento econômico baseia-se na utilização dos recursos naturais e dos recursos não-renováveis, causando impactos ambientais e a perda da biodiversidade, gerando problemas para os seres vivos como um todo. Diante dessa problemática têm-se aumentado os debates sobre a necessidade da preservação do meio ambiente e da sustentabilidade ambiental como garantia da própria perpetuação e preservação do ser humano. A Legislação Ambiental Brasileira contêm as leis e as normas que pretendem assegurar a manutenção da biodiversidade e a preservação ambiental nas propriedades rurais. O presente trabalho teve como objetivo compreender a percepção dos agricultores familiares do município de Santa Rosa/RS quanto à importância da preservação ambiental, focando mais especificamente as áreas de reserva legal e áreas de preservação permanente.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/198136948382

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2013 Revista Eletrônica do Curso de Direito da UFSM

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

REVISTA ELETRÔNICA DO CURSO DE DIREITO DA UFSM - Qualis A1

RECDUFSM  /  ISSN 1981-3694   /  Digital Object Identifier (DOI): 10.5902/19813694  http://periodicos.ufsm.br/revistadireito

Revista Qualis A1 área de Direito /  Classificações de Periódicos Quadriênio 2013-2016 (CAPES)