OS PARADOXOS DO DESENVOLVIMENTO AMAZÔNICO E AS ALTERAÇÕES HIDROAMBIENTAIS

Mónica Montana

Resumo


No princípio 11 da Conferência de Rio-92 foi destacado que as políticas ambientais de todos os Estados devem fortalecer e não afetar de maneira adversa o potencial de desenvolvimento presente e futuro dos países. Uma questão sensível no marco das preocupações internacionais e das discussões locais, regionais e globais envolve temas como o desenvolvimento e a preservação ambiental na Amazônia Continental e a gestão integrada da Bacia Amazônica. Este artigo, resultado de pesquisa doutoral sobre hidropolítica amazônica, aborda alguns dos empreendimentos que pretendem o desenvolvimento regional sul-americano e explana acerca das alterações hidro-ambientais no contexto amazônico proveniente de tais iniciativas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/198136948365

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2013 Revista Eletrônica do Curso de Direito da UFSM

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

REVISTA ELETRÔNICA DO CURSO DE DIREITO DA UFSM - Qualis A1

RECDUFSM  /  ISSN 1981-3694   /  Digital Object Identifier (DOI): 10.5902/19813694  http://periodicos.ufsm.br/revistadireito

Revista Qualis A1 área de Direito /  Classificações de Periódicos Quadriênio 2013-2016 (CAPES)