AS DIMENSÕES DEMOCRATIZANTES DO CPC / 2015 E SEUS IMPACTOS NA CULTURA JURÍDICA PROCESSUAL ESTABELECIDA

Alexandre de Castro Catharina

Resumo


O Código de Processo Civil de 2015 trouxe importantes inovações normativas, principalmente no que diz respeito à democratização da organização do procedimento, através da instituição do negócio processual, por exemplo, e da construção democrática do processo decisório, mediante a expansão da atuação do amicus curiae no processo civil. Esse modelo participativo e democrático de processo, embora necessário no Estado Democrático de Direito, não decorre da cultura jurídica processual brasileira, fortemente influenciada pelo modelo processual liberal de matriz europeia. E é exatamente neste sentido que se faz necessário investigar, sobretudo após os primeiros anos de vigência do Código de Processo Civil, os impactos que estes institutos causaram em nossa cultura jurídica com o escopo de identificar se os objetivos pretendidos foram alcançados ou compreender os obstáculos, institucionais ou pragmáticos, que inviabilizaram sua eficácia. Com efeito, pretende-se, nos três capítulos que estruturam o artigo, analisar, a partir da dinâmica institucional do Poder Judiciário, quais institutos de participação e democratização foram efetivamente aplicados em nossa prática forense para, a partir dos dados, refletir sobre a cultura jurídica processual brasileira e suas tensões com o conteúdo normativo do Código de Processo Civil de 2015. Para tanto, utiliza-se no trabalho o método qualitativo-documental e quantitativo para coleta de dados e o método indutivo de investigação para refletir acerca dos dados coletados.


Palavras-chave


Cultura Jurídica Processual. Processo Civil. Processo Civil Democrático.

Texto completo:

PDF

Referências


ARON, Raymond. As etapas do pensamento sociológico. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1990.

BRASIL. Conselho Nacional de Justiça. Banco Nacional de Demandas Repetitivas e Precedentes obrigatórios. Disponível em: https://paineis.cnj.jus.br/QvAJAXZfc/opendoc.htm?document=qvw_l%2FPainelCNJ.qvw&host=QVS%40neodimio03&anonymous=true&sheet=shDRGraficos. Acesso em: 16 maio 2018.

BRASIL. Lei nº9.756, de 17 de dezembro de 1998. Dispõe sobre o processo recursos no âmbito dos tribunais. Diário Oficial da União. Brasília. DF. 18 dez. 1998. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9756.htm. Acesso em: 17 maio 2018.

BRASIL. Lei nº9.868, de 10 de novembro de 1999. Dispõe sobre o processo e julgamento da ação direta de inconstitucionalidade e da ação declaratória de constitucionalidade perante o Supremo Tribunal Federal. Diário Oficial da União. Brasília. DF. 11 nov. 1999. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/I9868.htm. Acesso em: 15 maio 2018.

BRASIL. Lei nº9.882, de 03 de dezembro de 1999.Dispõe sobre o processo e julgamento da arguição de descumprimento de preceito fundamental, nos termos do §1º do art. 102 da Constituição Federal. Diário Oficial da União. Brasília. DF. 06 dez. 1999. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/I9882.htm. Acesso em: 15 maio 2018.

BRASIL. Lei nº13.105, de 16 de março de 2015. Código de Processo Civil. Diário Oficial da União. Brasília, DF. 17 mar 2015. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/lei/I13105.htm. Acesso em: 15 maio 2018.

BRASIL. Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Lista de Incidentes de Resolução de Demandas Repetitivas distribuídos. Disponível em: http://www.tjsp.jus.br/Nurer/Nurer/Irdr. Acesso em: 16 maio 2018.

BRASIL. Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Lista de Incidentes de Resolução de Demandas Repetitivas distribuídos. Disponível em: http://www.tjrj.jus.br/documents/10136/3607547/irdr.pdf. Acesso em: 16 maio 2018.

BRASIL, Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Pesquisa de jurisprudência. Disponível em: http://conhecimento.tjrj.jus.br/web/portal-conhecimento/jurisprudencia. Acesso em 16 maio 2018.

BRASIL. Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Acórdão de decisão que reforçou a admissão de amicus curiae. Agravo de instrumento nº 0055278-59.2015.8.19.0000. Ordem dos Advogados do Brasil, Seção do Estado do Rio de Janeiro, 57ª Subseção da Barra da Tijuca e Ministério Público. Relator: Desembargador Fabio Dutra. 26 de julho de 2016. Disponível em: http://www4.tjrj.jus.br/ejud/ConsultaProcesso.aspx?N=201500261314. Acesso em: 16 maio 2018.

BRASIL. Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul. Lista de Incidentes de Resolução de Demandas Repetitivas distribuídos. Disponível em: http://www.tjrs.jus.br/institu/nurer/irdr.php. Acesso em: 16 maio 2018.

BRASIL. Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul. Pesquisa de jurisprudência. Disponível em: http://www.tjrs.jus.br/site/busca-solr/index.html?aba=jurisprudencia. Acesso em 16 maio 2018.

BRASIL. Tribunal de Justiça do Estado de Goiás. Lista de Incidentes de Resolução de Demandas Repetitivas distribuídos. Disponível em: http://www.tjgo.jus.br/index.php/irdr-nugep. Acesso em 16/05/2018.

BRASIL. Tribunal de Justiça do Estado de Goiás. Pesquisa de jurisprudência. Disponível em: https://www.tjgo.jus.br/jurisprudencia/juris.php. Acesso em 16 maio 2018.

BRASIL. Tribunal de Justiça do Estado da Bahia. Lista de Incidentes de Resolução de Demandas Repetitivas distribuídos. Disponível em: http://www.tjba.jus.br/nugep/index.php/irdr. Acesso em: 16 maio 2018.

BRASIL. Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais. Lista de Incidentes de Resolução de Demandas Repetitivas distribuídos. Disponível em: http://www4.tjmg.jus.br/juridico/sf/consulta_nugep.jsp. Acesso em: 16 maio 2018.

BRASIL. Tribunal de Justiça de Minas Gerais. Lista de acórdãos sobre admissão de amici curiae. Disponível em: http://www5.tjmg.jus.br/jurisprudencia/pesquisaPalavrasEspelhoAcordao.do;jsessionid=36B6A57E283576A0BFEFFC2AAC5FA7EE.juri_node1?numeroRegistro=1&totalLinhas=1&palavras=amicus+curiae&pesquisarPor=ementa&pesquisaTesauro=true&orderByData=1&codigoOrgaoJulgador=&codigoCompostoRelator=&classe=&codigoAssunto=&dataPublicacaoInicial=&dataPublicacaoFinal=&dataJulgamentoInicial=01%2F01%2F2016&dataJulgamentoFinal=31%2F12%2F2017&siglaLegislativa=&referenciaLegislativa=Clique+na+lupa+para+pesquisar+as+refer%EAncias+cadastradas...&numeroRefLegislativa=&anoRefLegislativa=&legislacao=&norma=&descNorma=&complemento_1=&listaPesquisa=&descricaoTextosLegais=&observacoes=&linhasPorPagina=10&pesquisaPalavras=Pesquisa Acesso em: 16 maio 2018.

CATHARINA, Alexandre de Castro. Movimentos sociais e a construção dos precedentes judiciais. Curitiba: Juruá, 2015.

CATHARINA, Alexandre de Castro. Ensino jurídico e reflexões sobre o novo Código de Processo Civil. In: BASTOS, Aurélio Wander. Os cursos jurídicos no Brasil- 190 anos. Rio de Janeiro: IAB Nacional, 2017.

CHASE, Oscar G. Direito, cultura e ritual: sistemas de resoluções de conflitos no contexto da cultura comparada. Tradução Sergio Arenhart, Gustavo Osna. São Paulo: Marcial Pons, 2014.

FILHO, Roberto Fragale. Audiências públicas e seu impacto no processo decisório: ADPF 54 como estudo de caso. Revista eletrônica Direito & Práxis, Rio de Janeiro, RJ, v. 6, n. 3, p. 504-536, nov. 2015. ISSN 2179-8966. DOI: 10.12957/dep.2015.19230. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/revistaceaju/article/view/19230/14049. Acesso em: 20 maio 2018.

HABERMAS, Jurguen. Direito e Democracia: entre a facticidade e validade. 2. ed. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2003.

KOERNER, Andrei. Judiciário e cidadania na constituição da República brasileira (1841-1920). 2. ed. Curitiba: Juruá, 2010.

KOERNER, Andrei. Decisão Judicial, Instituições e Estrutura Socioeconômica: Por uma Análise Política do Pensamento Jurídico Brasileiro. In: KOERNER, Andrei. (Org.) História da Justiça Penal no Brasil: Pesquisas e Análises. São Paulo: IBCCRIM, 2006. p. 259-281.

MARINONI, Luiz Guilherme. Julgamento nas cortes supremas: precedentes e decisão do recurso diante do novo CPC. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2017.

MARINONI, Luiz Guilherme. Teoria Geral do Processo. 3. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2008.

MENDES, Aluisio Gonçalves de Castro. Incidente de resolução de demandas repetitivas: sistematização, análise e interpretação do novo instituto processual. Rio de Janeiro: Forense, 2017.

MITIDIERO, Daniel. Precedentes judiciais: da persuasão à vinculação. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2017.

NUNES, Dierle José Coelho. Processo jurisdicional democrático: uma análise crítica das reformas processuais. Curitiba: Juruá, 2012.

OSNA, Gustavo. Processo civil, cultura e proporcionalidade: análise crítica da teoria processual. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2017.

PEREIRA NETO, Claudio de Souza; SARMENTO, Daniel. Notas sobre jurisdição constitucional e democracia: a questão da “última palavra” e alguns parâmetros de autocomposição judicial. In: Revista Quaestio Iuris, Rio de Janeiro, RJ, v. 6, n 2, p. 119-161, 2013. ISSN 1516-0351, Disponível em: http://www.e-ublicacoes.uerj.br/index.php/quaestioiuris/article/view/11767. doi: 10.12957/rqi.2013.9321. Acesso em: 27 maio 2018

THEODORO JUNIOR, Humberto; NUNES, Dierle. BAHIA, Alexandre de Melo Franco; PEDRON, Flavio Quinaud. Novo CPC: Fundamentos e sistematização. 2. ed. Rio de Janeiro, Forense, 2015.

VALLE, Vanice Regina Lírio do (Org.). Audiências públicas e ativismo: diálogo social no STF. Belo Horizonte: Fórum, 2012.

WERNECK VIANNA, Luiz; CARVALHO, Maria Alice Rezende de; MELO, Manuel Palacios Cunha; BURGOS, Marcelo Baumann. A judicialização da política e das relações sociais no Brasil. Rio de Janeiro, Revan, 1999.

WERNECK VIANNA, Luiz; BURGOS, Marcelo Baumann. Revolução processual do direito e democracia progressiva. In: WERNECK VIANNA, Luiz (Coord.). A democracia e os três Poderes no Brasil. Belo Horizonte: UFMG, Rio de Janeiro: IUPERJ/FAPERJ, 2002.

WOLKMER, Antonio Carlos; RONCHI, M. Processos constituintes Latino-Americanos e a presença dos movimentos sociais no Brasil e na Bolívia. In: Revista Culturas Jurídicas, Niterói, RJ, v. 3, n 6, p. 151-171, 2017. ISSN 2359-5744, Disponível em: http://www.culturasjuridicas.uff.br/index.php/rcj/article/view/187 doi: http://dx.doi.org/10.22409/rcj.v3i6.187. Acesso em: 27 maio 2018.

ZAVASCKI. Teori Albino. Processo coletivo: tutela de direitos coletivos e tutela coletiva de direitos. 3. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2008.




DOI: https://doi.org/10.5902/1981369432849

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Revista Eletrônica do Curso de Direito da UFSM

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

REVISTA ELETRÔNICA DO CURSO DE DIREITO DA UFSM - Qualis A1

RECDUFSM  /  ISSN 1981-3694   /  Digital Object Identifier (DOI): 10.5902/19813694  http://periodicos.ufsm.br/revistadireito

Revista Qualis A1 área de Direito /  Classificações de Periódicos Quadriênio 2013-2016 (CAPES)