Violências cotidianas: a fotografia experimental como registro artístico de ações de empoderamento feminino

Lurdi Blauth, Diênifer Morgana Schmitt, Anna Paula Rodrigues da Rosa

Resumo


O presente artigo aborda questões geradas a partir da produção de uma série de fotografias experimentais com viés feminista. Tendo como tema central ações que visam acolher e empoderar as mulheres, levantam-se questionamentos sobre a construção social do feminino. Nesse processo, são utilizados recursos de fotografia analógica de forma experimental, propondo aproximações com o trabalho fotográfico de Adriana Lestido, assim como articular estudos das autoras Maria Lygia Quartim de Moraes e Simone de Beauvoir.


Palavras-chave


Arte; Fotografia; Feminismo; Violência cotidiana; Mulher

Texto completo:

PDF

Referências


BARIONI, Paola et al. #MeuAmigoSecreto: feminismo além das redes. Rio de Janeiro: Edições de Janeiro, 2016.

BARUCH, Ligia; TINOCO, Dandara. Sororidade, substantivo feminino. O Globo, 2016. Disponível em: https://oglobo.globo.com/mundo/sororidade-substantivo-feminino-18959230. Acesso em: fev. 2018.

BEAUVOIR, Simone de. O segundo sexo: fatos e mitos. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1970.

BELLO, Luíse. Uma primavera sem fim. Think Olga, 2015. Disponível em: http://thinkolga.com/2015/12/18/uma-primavera-sem-fim/. Acesso em: fev. 2018.

BURMESTER, Cristiano Franco. Fotografia – do Analógico para o Digital: um estudo das transformações no campo da produção de imagens fotográficas. São Paulo: Universidade de São Paulo – Escola de Comunicação e Artes, 2006.

COLLING, Ana Maria. Tempos diferentes, discursos iguais: a construção do corpo feminino na história. Dourados: Ed. UFGD, 2014.

COSTA, Ana Alice. O movimento feminista no Brasil. Dinâmicas de uma intervenção política. Revista Gênero, 2005. Disponível em: www.revistagenero.uff.br/index.php/revistagenero/article/view/380. Acesso em mar. 2018.

EMPODERAMENTO. In: Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/EMPODERAMENTO. Acesso em: março de 2018. GOOGLE trends, mais pesquisados 2017. Disponível em: https://trends.google.com.br/t rends/topcharts. Acesso em: mar. 2018.

GRASSO, Agustina. Madre e hija, la historia de la foto símbolo de una resistencia. 1 il. p/b. Disponível em: http://www.perfil.com/noticias/elobservador/madre-e-hija-la-historia-de-la-foto-simbolo-de-una-resistencia-0326-0028.phtml. Acesso em: mar. 2018.

KOSSOY, Boris. Realidades e ficções na trama fotográfica. 3. Ed. São Paulo: Ateliê Editorial, 2002.

LESTIDO, Adriana. Madre e hija de Plaza de Mayo.1 il. p/b. Disponível em: http://www.adrianalestido.com.ar/es/madre_hija_plaza_de_mayo.php. Acesso em: fev. 2018.

MACEDO, Ana Gabriela; AMARAL, Ana Luísa (Orgs.). Dicionário da crítica feminista. Porto: Afrontamento, 2005. p. 153-154.

MONTEIRO, Lorena Lúcia Cardoso; GARCIA, Loreley Gomes. “Conheça sua força”: um estudo sobre a prática da defesa pessoal feminista. III Seminário Nacional de Gênero e Práticas Culturais: Olhares diversos sobre a diferença. Outubro, 2011. João Pessoa, PB. Disponível em: http://www.itaporanga.net/genero/3/09/01.pdf. Acesso em: mar. 2018.

MORAES, Maria Lygia Quartim de. Prefácio. In: WOLLSTONECRAFT, Mary. Reivindicação dos Direitos da Mulher. São Paulo: Boitempo, 2016, p. 7-16.

OLIVEIRA, Tory. Câmara analisa PEC 181. Entenda seus impactos sobre o aborto no Brasil. Carta Capital, dez 2017. Disponivel em: https://www.cartacapital.com.br/politica/camara-vota-pec-181-entenda-seus-impactos-sobre-o-aborto-no-brasil. Acesso em: mar. 2018.

PAN, Montserrat Barba. O que é feminismo? Disponível em: http://feminismo.org.br/wp-content/uploads/2014/10/O-que-%C3%A9-feminismo_Montserrat-Barba-Pan.pdf. Acesso em: mar. 2018.

REAJÁ (zine). Campinas, São Paulo, 2013. Disponível em: https://issuu.com/vadias_cps/docs/zinereaja-1. Acesso em: abr. 2018.

RIBEIRO, Djamila. O que é o empoderamento feminino? Carta Capital, 25 set. 2017. Disponível em: https://www.cartacapital.com.br/revista/971/o-que-e-o-empoderamento-feminino. Acesso em: abr. 2018.

RIBEIRO, Djamila. Prefácio. In: BARIONI, Paola. et al. #MeuAmigoSecreto: Feminismo Além das Redes. Rio de Janeiro: Edições de Janeiro, 2016. p. 9-12.

RIBEIRO, Maristela. Fendas e frestas: a mulher, da contemplação à interlocução. 1. ed. Salvador: EDUFBA, 2006.

SCHISLER, Millard W. L. Relação em preto-e-branco, a imagem com qualidade. São Paulo: Senac; Martins Fontes, 1995.

SIMIONI, Ana Paula Cavalcanti. Bordado e transgressão: questões de gênero na arte de Rosana Paulino e Rosana Palazyan. Proa: Revista de Antropologia e Arte, v. 2, p. 1-19, 2010. Disponível em: https://www.ifch.unicamp.br/ojs/index.php/proa/article/viewFile/2375/1777. Acesso em: mar. 2018

TAVARES, António Luís Marques. A fotografia artística e o seu lugar na arte contemporânea. Sapiens: História, Património e Arqueologia. [Em linha]. N.º 1 (Julho 2009), pp. 118-129. Disponível em: www.academia.edu/1155767/A_fotografia_artística_e_o_seu_lugar_na_arte_contemporânea. Acesso em: fev. 2018.




DOI: https://doi.org/10.5902/1983734835803

 
 
 
DOI: Digital Object Identifier 10.5902/19837348

Qualis B1

Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 (CC BY 4.0).

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 (CC BY 4.0).

Acessos a partir de 17/09/2015

CopySpider - Software Anti-plagio