Práticas musicais do cotidiano na Iniciação científica: diários de pesquisa em ambientes religiosos cristãos

Ana Lúcia Louro, André Reck

Resumo


Nesta comunicação relatamos uma pesquisa de Iniciação Científica, a partir da perspectiva da valorização dos conhecimentos cotidianos na formação de professores de música. Duas licenciandas e um bacharelando em música de cursos de uma universidade do sul do Brasil escreveram diários de pesquisa sobre sua atuação enquanto lideres de grupos musicais em igrejas Evangélicas e um ministério de música Católico, que foram analisados à luz de Zabalza (2004). Tomado o dilema principal: “Ser músico ou ministro de louvor”, surgiram duas categorias, considerando-se os horizontes de significado (Souza, 2013) dos alunos e dos músicos estudados por eles: 1. Amar a Deus mais do que a música; 2. Amar o próximo mais do que a música. A partir das leituras aqui propostas, pretende-se contribuir para os debates sobre pesquisa (auto)biográfica, especialmente com diários de pesquisa, estudos sobre ambientes religiosos cristão e formação de professores, a partir da reflexão sobre vivências significativas em suas vidas.

 

Enviado em: 26 de junho de 2017.

Aprovado em: 16 de agosto de 2017.


Palavras-chave


cotidiano, aprendizado de pesquisa, ambientes religiosos, diários de pesquisa, formação de professores de música.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1983734827859

 
 
 
DOI: Digital Object Identifier 10.5902/19837348

Qualis B1

Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 (CC BY 4.0).

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 (CC BY 4.0).

Acessos a partir de 17/09/2015