Do contexto social ao espaço arquitetônico: uma experiência de estágio em artes visuais

Leila Adriana Baptaglin

Resumo


Este texto busca estabelecer uma inter-relação dos elementos artísticos, estruturas espaciais, tridimensionais (forma, linha, perspectiva, espaço) do espaço arquitetônico com o contexto social contemporâneo. Desta forma, buscou-se através do estágio construir junto ao aluno conceitos e conhecimentos acerca do espaço artístico arquitetônico, por meio da visualização de obras e espaços de seu entorno como uma possibilidade prática. Procurou-se trabalhar a percepção dos alunos por meio dos valores de seu cotidiano, elementos essenciais para a compreensão de como as construções se apresentam na sociedade e na História da Arte. Propiciando assim, ao aluno do ensino médio, um novo olhar diante das construções arquitetônicas, passando a observar e a valorizar o seu entorno, os seus espaços, suas ações. Pois, é a partir das suas estruturações, da sua percepção espacial que a construção artística /arquitetônica se fará presente.


Palavras-chave


Arquitetura; Organização espacial; Educação

Texto completo:

PDF

Referências


ARANHA, M.E.P.M. Temas de Filosofia. 3ª ed. Ver. São Paulo: Moderna, 2005.p.135 e 136.

ARANTES, O. O lugar da Arquitetura depois dos Modernos. São Paulo: EDUSP, 1995.

ARNHEIM, R. A dinâmica da forma Arquitetônica. 1ª ed. Lisboa: Editorial Presença, 1988.

BARBOSA, A.M. (org). Arte/Educação Contemporânea: Consonâncias Internacionais. São Paulo: Cortez, 2005.

BOURDIEU, P. A economia das trocas simbólicas. São Paulo: Editora Perspectiva S.A, 1974.

LAROSSA, J. B. Notas sobre a experiência e o saber da experiência. Leitura SME – número 4. julho. Campinas: FUMES, 2001.

FERRAZ, M. H. C.T.; FUZARI, M. F. R. Metodologia do ensino da Arte. 2ª ed. São Paulo: Cortez, 1995.

FERNANDES, C. M. B. O espaço-tempo do estágio nos movimentos do curso: interrogantes, desafios e construção de territorialidades. In: Anais Trajetórias e processos de ensinar e aprender: práticas e didáticas - XIV ENDIPE, 2008.

FRANZ, T. S. Educação para uma compreensão crítica da Arte. Florianópolis: Letras Contemporâneas, 2003.

FREEDMAN, Kerry. Enseñar la Cultura Visual: Currículum, estética y la vida del arte. Ediciones Octaedro S.L: Barcelona, 2006.

GAUTHIER. C. Por uma teoria da Pedagogia: pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. Ijuí: Ed. UNIJUÍ, 1998.

LEAL, R. B. Planejamento de ensino: peculiaridades significativas. In. Revista Iberoamericana de Edcucación, 2005.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO, CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO (BRASIL). Resolução CNE/CP n° 2 de 19 de fevereiro de 2002. In: PIMENTA, S.G.; LIMA, M. S. L. Estágio e docência. São Paulo: Cortez, 2004.

OLIVEIRA, J.; GARCEZ, L. Explicando Arte. Rio de Janeiro: Ediouro, 2003.

PIMENTA, S. G. Estágio e docência. São Paulo: Cortez, 2004.

ZABALA, A. A Prática Educativa: Como ensinar. Porto Alegre: Artmed, 1998.




DOI: https://doi.org/10.5902/198373482156

 
 
 
DOI: Digital Object Identifier 10.5902/19837348

Qualis B1

Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 (CC BY 4.0).

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 (CC BY 4.0).

Acessos a partir de 17/09/2015

CopySpider - Software Anti-plagio