Contribuições do pós-colonialismo para o currículo cultural da Educação Física

Flávio Nunes dos Santos Júnior, Marcos Garcia Neira

Resumo


Percepções apressadas afirmam que os problemas do colonialismo foram dissolvidos, finalizados, e que agora vivemos numa época livre de qualquer conflito ou tensão. O pensamento pós-colonial acena o contrário. Persiste um nítido reconhecimento que forças de dominação apenas se ressignificaram, marcando a passagem de uma configuração ou conjuntura histórica de poder para outra, assim, problemas de dependência, subdesenvolvimento e marginalização, situações bem características do período colonial, persistem de maneira vigorosa na pós-colonialidade. Num esforço para descolonizar o currículo da Educação Física, um grupo de docentes deixou-se inspirar pelos argumentos pós-colonialistas e desenvolveu experiências pedagógicas em escolas públicas de Ensino Fundamental. Os documentos que os professores produziram como forma de registro da prática pedagógica foram submetidos ao confronto com o referencial pós-colonial de Homi Bhabha e da perspectiva cultural da Educação Física. Os resultados evidenciam uma prática político-pedagógica a favor de quem sofreu, e ainda sofre, com a mão pesada do poder imperial colonial.


Palavras-chave


Educação Física; Pós-colonialismo; Currículo cultural.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


BALLESTRIN, Luciana. América Latina e o giro decolonial. Revista Brasileira de Ciência Política, Brasília, n. 11, p. 89-117, 2013.

BHABHA, Homi. O local da cultura. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2013.

BONETTO, Pedro Xavier Russo. A “escrita-currículo” da perspectiva cultural de Educação Física: entre aproximações, diferenciações, lassez-faire e fórmula. 2016. 238f. Dissertação (Mestrado em Educação). Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.

CORAZZA, Sandra Mara. Pesquisa-ensino: o “hífen” da ligação necessária na formação docente. Araucárias, Revista do Mestrado em Educação da Facipal, Palmas-PR, v. 1, n. 1, p. 7-16, 2002.

COSTA, Sérgio. Dois atlânticos: teoria social, anti-racismo, cosmopolitismo. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2006.

HALL, Stuart. Da diáspora: identidade e mediações culturais. Belo Horizonte, MG: Editora UFMG, 2003.

IRIAS, Everton Arruda. A sereia branquinha e a bruxa da diretora: um estudo das brincadeiras de faz de conta. In: NEIRA, M. G. Educação Física cultural: o currículo em ação. São Paulo: Labrador, 2017.

MÜLLER, Arthur; NEIRA, Marcos Garcia. Avaliação e registro no Currículo Cultural da Educação Física. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 29, n. 72, p. 774-800, set./dez., 2018.

NEIRA, Marcos Garcia. Etnografando a prática do skate: elementos para o currículo cultural da Educação Física. Revista Contemporânea de Educação, Rio de Janeiro, v. 09, n. 18, p. 138-155, jul./dez., 2014.

NEIRA, Marcos Garcia. Educação Física cultural: carta de navegação. Arquivos em Movimento, v. 12, n. 2, p. 82-103, jul./dez., 2016.

NEIRA, Marcos Garcia. O currículo cultural da Educação Física: pressupostos, princípios e orientações didáticas. Revista e-Curriculum, São Paulo, v.16, n.1, p. 4-28, jan./mar., 2018.

NEIRA, Marcos Garcia. Educação Física cultural: inspiração e prática pedagógica. 2ª Ed., Jundiaí, SP: Paco, 2019.

NERY, João Paulo Reis. Capoeira é e não é. In: NEIRA, M. G. (org.). Educação Física cultural: relatos de experiência. Jundiaí, SP: Paco, 2018.

NEVES, Marcos Ribeiro das. O maracatu nas aulas de Educação Física: Exu, macumba e outras significações, o sangue de Jesus tem poder. In: NEIRA, M. G. Educação Física cultural: currículo em ação. São Paulo: Labrador, 2017.

NEVES, Marcos Ribeiro das. O currículo cultural da Educação Física em ação: efeitos nas representações culturais dos estudantes sobre as práticas corporais e seus representantes. 2018. 198 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018.

OLIVEIRA, Ricardo. Ginásticas de academia: pena que gordinha não pode! In: NEIRA, M. G. (org.). Educação Física cultural: relatos de experiência. Jundiaí, SP: Paco, 2018.

QUARESMA, Felipe Nunes. Sofrência: entre xs muitxs elxs. In: NEIRA, M. G. Educação Física cultural: currículo em ação. São Paulo: Labrador, 2017.

SANTOS, Ivan Luís. A tematização e a problematização no currículo cultural da Educação Física. 2016. 246 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de São Paulo, Faculdade de Educação, São Paulo, 2016.

SANTOS, Luis Alberto dos. Queremos aula livre, professor: o caratê na rede estadual de ensino. In: NEIRA, M. G. Educação Física cultural: currículo em ação. São Paulo: Labrador, 2017.

SANTOS JUNIOR, Flávio Nunes. Navegando sobre as práticas com brinquedos. In: NEIRA, M. G. Educação Física cultural: currículo em ação. São Paulo: Labrador, 2017.

SOUSA SANTOS, Boaventura. Para além do pensamento abissal: das linhas globais a uma ecologia de saberes. In: SOUSA SANTOS, B.; MENESES, M. P. (orgs). Epistemologias do Sul. São Paulo: Cortez, 2010.SOUZA, Leandro Rodrigo Santos. Tênis: um lob de direita. In: NEIRA, M. G. Educação Física cultural: currículo em ação. São Paulo: Labrador, 2017.

VIEIRA, André. Desconstruindo o normativo através das mochilas: existem outras possibilidades de ser? In: NEIRA, M. G. (org.). Educação Física cultural: relatos de experiência. Jundiaí, SP: Paco, 2018.




DOI: https://doi.org/10.5902/1984644437352

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc - Prédio 16
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação (UFSM) agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

    

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar