Gestão democrática de alta intensidade: análise de uma experiência escolar em construção

Telmo Marcon, Consuelo Cristine Piaia

Resumo


O artigo de natureza bibliográfica e documental tem como objetivo analisar uma experiência de gestão democrática na escola pública estadual Zandoná em Barra Funda, Rio Grande do Sul. Essa escola vem construindo, desde 2001, uma gestão democrática de alta intensidade, envolvendo a comunidade escolar e organizações da sociedade civil, especialmente movimentos sociais. Boaventura de Sousa Santos, entre outros autores, vem chamando atenção para a necessidade de dar visibilidade às práticas democráticas em construção que conseguem superar compreensões de democracia como mero procedimento formal. Com base em produções bibliográficas sobre democracia e gestão democrática e em documentos e publicações da escola, serão analisadas algumas dimensões dessa experiência, os seus avanços e os desafios enfrentados. Para tanto, inicia-se com uma problematização mais geral do tema, segue-se com uma discussão sobre as potencialidades políticas e pedagógicas da gestão democrática e adentra-se a experiência da escola. As considerações finais reafirmam a tese de que essa experiência se constitui efetivamente numa democracia de alta intensidade e contém potencialidades para superar muitos dos problemas existentes na escola.


Palavras-chave


Democracia; Educação emancipadora; Gestão democrática escolar.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


ARENDT, Hannah. A condição humana. 4.ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1989.

ARESI, Cláudia. Transformações culturais e território: O Kaingang da Reserva Indígena de Serrinha. 2008. Dissertação (Mestrado em Geociências). Faculdade de Geografia. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2008.

ARISTÓTELES. A política. Tradução Mário da Gama Kury. 3. ed. Brasília: EdUnB, 1997.

BENEVIDES, Maria Vitória. Educação para a democracia. Lua Nova, São Paulo, n. 38, p. 223-237, 1996.

BENINCÁ, Elli. A prática pedagógica na sala de aula: princípios e métodos de uma ação dialógica. In: MÜHL, Eldon Henrique (org.). Educação, práxis e ressignificação pedagógica. Passo Fundo: UPF Editora, 2010, p. 109-124.

BOFF, Leonardo. Fundamentalismo: a globalização e o futuro da humanidade. Rio de Janeiro: Sextante, 2002.

CARINI, Joel João. Estado, índios e colonos: o conflito na reserva indígena de Serrinha, norte do Rio Grande do Sul. 2005. Dissertação (Mestrado em História) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, 2005.

CASARA, Rubens Roberto Rebello. Estado pós-democrático: neo-obscurantismo e gestão dos indesejáveis. Rio de Janeiro: Guanabara, 2017.

CENCI, Ângelo Vitório; MARCON, Telmo. Sociedades complexas e desafios educativos: individualização, socialização e democracia. In: MÜHL, Eldon Henrique; DALBOSCO, Cláudio Almir; CENCI, Ângelo Vitório (Orgs.). Questões atuais de educação: sociedade complexa, pensamento pós-metafísico, democracia e formação humana. Ijuí: EdUnijui, 2016, p. 111-130.

CHARLOT, Bernard. Mistificação pedagógica. Rio de Janeiro: Zahar, 1979.

CHARLOT, Bernard. Da relação com o saber. Porto Alegre: Artmed, 2000.

CHARLOT, Bernard. Relação com a escola e o saber nos bairros populares. Revista Perspectiva, Florianópolis, v. 20, p. 17-34,

jul./dez, 2002.

CHAUÍ, Marilena. Cultura e democracia: o discurso competente e outras falas. 12.ed. São Paulo: Cortez, 2007

CUNNINGHAM, Frank. Teorias da democracia: uma introdução crítica. Porto Alegre: Artmed, 2009.

DAMATTA, Roberto. Carnavais, malandros e heróis. Rio de Janeiro: Zahar, 1981.

DEWEY, John. Democracia e Educação: introdução à filosofia da educação. 4. ed. São Paulo: Editora Nacional, 1979.

ELIAS, Norbert. A sociedade dos indivíduos. Rio de Janeiro: Zahar, 1994.

ESCOLA ZANDONÁ. Proposta Político-Pedagógica. Barra Funda, 2013 (mimeo).

FAORO, Raymundo. Os donos do poder: formação do patronato brasileiro. 6.ed. Rio de Janeiro: Globo, 1984, v. I.

FAORO, Raymundo. Os donos do poder: formação do patronato brasileiro. 8.ed. Rio de Janeiro: Globo, 1989, v. II.

FERNANDES, Florestan. Integração do negro na sociedade de classes. 3.ed. São Paulo: Ática, 1978 (v. I).

FERNANDES, Florestan. A sociologia no Brasil: contribuição para o estudo de sua formação e desenvolvimento. 2.ed. Petrópolis: Vozes, 1980.

FLEURI, Reinaldo. Entre o oficial e o alternativo em propostas curriculares: para além do hibridismo. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 17, p. 115-154, Maio/Ago, 2001.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 3.ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREYRE, Gilberto. Casa Grande e Senzala. 25.ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1987.

GHELEN, Ivaldo. Uma estratégia camponesa de conquista da terra e o Estado: o caso da Fazenda Sarandi. 1983. Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1983.

HOLANDA, Sério Buarque de. Raízes do Brasil. 27.ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2014.

LAROSSA, Jorge. Tremores: escritos sobre experiência. Belo Horizonte: Autêntica, 2017.

MARCON, Telmo. Os movimentos sociais como educadores: contribuições políticas e pedagógicas do Acampamento Natalino. Passo Fundo: UPF Editora, 2016.

NUSSBAUM, Martha. El cultivo de la humanidade: em defensa clássica de la reforma en la educación liberal. Barcelona: Paidós, 2005.

NUSSBAUM, Martha. Sin fines de lucro: por qué la democracia necessita de las humanidades. Buenos Aires: Katz Editores, 2010.

PIAIA, Cristine Consuelo. Desafios e possibilidades do diálogo entre escola e movimentos sociais: estudo de caso em uma escola pública, 2008. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, 2008.

PIAIA, Consuelo Cristine. A crise da escola e as possibilidades de sua ressignificação sociopolítica e cultural. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, 2016.

PLATÃO. La República. Madrid: Edimat Libros, 2000.

RANCIÈRE, Jacques. O ódio à democracia. Belo Horizonte: Boitempo, 2014.

ROSSETTO, Cândida. Educadores e educandos: autoria na feira de Iniciação à pesquisa. In: ROSSETTO, Cândida; PIAIA, Karine. (Org.). Construir-se: um ato de ousadia e esperança 60 Anos da Escola Zandoná. Passo Fundo: Salus, 2013.

SANTOS, Boaventura de Sousa; AVRITZER, Leonardo. Introdução: para ampliar o cânone democrático. In: SANTOS, Boaventura de Sousa (Org.). Democratizar a democracia: os caminhos da democracia participativa. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009, p. 38-82.

SANTOS, Boaventura de Souza. A crise do contrato social da modernidade e a emergência do fascismo social. In: SANTOS, Boaventura de Souza. Gramático do tempo: para uma nova cultura política. 2.ed. São Paulo: Cortez, 2008, p. 317-340.

SIGNOR, Patrícia; PIAIA, Karine. Conselho de classe: momento de reflexão sobre o fazer pedagógico na Escola Estadual Zandoná. Jornal A Região, Sarandi: 12.6.2013, p 6.

SILVA, Juremir Machado da. Raízes do conservadorismo brasileiro: abolição na imprensa e no imaginário social. Rio de Janeiro: Civilização brasileira, 2017.

SOUZA, Jessé. A ralé brasileira: que é e como vive. Belo Horizonte: EdUFMG, 2009.

SOUZA, Jessé. Os batalhadores brasileiros: nova classe média ou nova classe trabalhadora? Belo Horizonte: EdUFMG, 2012.

SOUZA, Jessé. A tolice da inteligência brasileira: ou como o país se deixa manipular pela elite. São Paulo: LeYa, 2015.

TEDESCO, João Carlos. O conflito de Nonoai: um marco na história das lutas pela terra no Rio Grande do Sul - 1978-1982. Sæculum - Revista de História, João Pessoa, n. 26, p. 241-259, jan./jun. 2012.

TEDESCO, João Carlos; MARCON, Telmo. As transformações na agricultura e as terras indígenas. In: MARCON, Telmo (Org.). História e cultura Kaingang no sul do Brasil. Passo Fundo: UPF Editora, 1994. p. 163-199.

ZANDONÁ. Ivete Terezinha. A arte dialogando com a ciência na abertura das Feiras de Iniciação à Pesquisa. In: ROSSETTO, Cândida.; PIAIA, Karine. (Org.). Construir-se: um ato de ousadia e esperança 60 Anos da Escola Zandoná. Passo Fundo: Salus, 2013, p. 110-115.




DOI: https://doi.org/10.5902/1984644436043

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc - Prédio 16
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação (UFSM) agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

    

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar