O Programa Tutoria Educacional (PTE) para a formação continuada de professores

Rudervania da Silva Lima Aranha, Selma Baçal Oliveira

Resumo


Este artigo discute a materialização do Programa Tutoria Educacional (PTE)  para formação continuada de professores da educação básica no munícipio de Manaus (AM). Trata-se da síntese de resultados de pesquisa empírica. Problematizando a implementação do Projeto de Expansão e Melhoria Educacional da Rede Pública de Manaus (PROEMEM) na rede pública municipal de ensino de Manaus, evidenciando a lógica do mercado educacional. Esses movimentos explicam as conjunturas marcadas pelos organismos internacionais no processo de globalização da reforma educacional, desempenhando o papel ideológico de propagadores dos ideais neoliberais. Tem como objetivo analisar a materialidade das políticas neoliberais estabelecida pela implantação do PROEMEM na Secretaria Municipal de Educação. O estudo de caráter crítico apresenta por meio de análise teórica e documental discussão acerca dos princípios que permitem eleger a parceria com o setor privado nas etapas da educação básica do ensino público municipal em Manaus, com a análise centrada nas categorias do público e do privado na educação.


Palavras-chave


Programa de Tutoria Educacional; Público e Privado; Formação Continuada de Professores.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


ADRIÃO, Theresa. et al. Uma modalidade peculiar de privatização da educação pública: a aquisição de “sistemas de ensino” por municípios paulistas. Educação & Sociedade, Campinas, SP, vol. 30, n. 108, p. 799-818, out. 2009.

BRASIL. Decreto nº 6.094, de 24 de abril de 2007. Dispõe sobre a implementação do Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação. Brasília, DF: Senado, 2007. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/decreto/d6094.htm Acesso em: 25 abr. 2017.

BRASIL. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, n. 95, 19 maio 2017. Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/diarios/147090309/dou-secao-1-19-05-2017-pg-2. Acesso em: 13 jul. 2017

DUARTE, Newton. A rendição pós-moderna à individualidade alienada e a perspectiva marxista da individualidade livre e universal. In: DUARTE, Newton (Org.). Crítica ao fetichismo da individualidade. 2. Ed. Campinas: Autores Associados, 2012. p. 197-217./

FUNDAÇÃO ITAÚ SOCIAL. Gestão educacional: ciclo de debates 2012. São Paulo: Fundação Itaú Social, 2013. Disponível em: http://www.fundacaoitausocial.org.br.html Acesso em: 29 abr. 2016.

GENTILI, Pablo. A falsificação do consenso: simulacro e imposição na reforma educacional do neoliberalismo. Petrópolis: vozes, 1998.

MANAUS. Implantação dos Programas de Correção de Fluxo em parceria com o Instituo Ayrton Senna. Manaus, 2016.

MANAUS. SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO (SEMED). Termo de Convênio nº 12/2015, de 30 de Setembro de 2015. Plano de Trabalho. Manaus, 2015.

MANAUS. Lei Municipal nº 1.921, de 30 de Outubro de 2014. Institui, no âmbito da Secretaria Municipal de Educação – SEMED, o Projeto de Expansão e Melhoria Educacional da Rede Pública Municipal de Manaus – PROEMEM, e estabelece outras providências. Diário Oficial do Município de Manaus, Manaus, AM, 30 de outubro de 2014. Disponível em: http://dom.Manaus.am.gov.br/pdf/2014/outubro/DOM%203525%2030.10.2014%20CAD%201.pdf/view Acesso em: 28 mar. 2016.

MANAUS. Lei Municipal nº 2.230, de 04 de julho de 2017. Reestrutura o Projeto de Expansão e Melhoria Educacional da Rede Pública Municipal de Manaus (Proemem) e estabelece outras providências Diário Oficial do Município de Manaus, Manaus, AM, 04 de julho de 2017. Disponível em: http://dom.manaus.am.gov.br/pdf/2017/julho/DOM%204161%2007.07.2017%20CAD%201.pdf Acesso em: 10 jul. 2017.

MANAUS. Secretaria Municipal de Educação. Carta consulta Programa de Expansão e Melhoria Educacional da Rede Pública Municipal de Manaus – PROEMEM. Manaus: Semed, 2013. Disponível em: https://www.iadb.org/en/project/BR-L1392. Acesso em: 28 jul. 2017

MARX, Karl. Contribuição à crítica da economia política. 2ª ed. São Paulo: Expressão Popular, 2008.

MAUÉS, Olgaíses Cabral. Reformas internacionais da educação e formação de professores. Cadernos de Pesquisa, n. 118, p. 89-117, mar. 2003.

MAUÉS, Olgaíses Cabral. A reforma da educação superior e o trabalho docente. Rio de Janeiro: UERJ, 2006.

MAUÉS, Olgaíses Cabral. Reformas internacionais da educação e formação de professores. In: SOUZA. Denise Trento Rebello de.; SARTI, Flavia Medeiros (Orgs). Mercado de formação docente: constituição, funcionamento e dispositivos. Belo Horizonte: Fino Traço, 2014. p. 37-70.

MONTAÑO, Carlos (Org.). O Canto da sereia: crítica à ideologia e aos projetos do “terceiro setor”. São Paulo: Cortez, 2014.

NORONHA, Olinda Maria. O público e o privado – Teorias e Configurações nas Práticas Educativas. In: LOMBARDI, José Claudinei; JACOMELI, Mara R. M.; SILVA, Tânia M. T. da (Orgs). O público e o privado na história da educação brasileira. Campinas: Autores Associados, UNISAL, 2005.p. 145-163.

ROBERTSON, Susan; VERGER, Antoni. A origem das parcerias público-privada na governança global da educação. Educação e Sociedade, Campinas, SP., v. 33, n. 121, p. 1133-1156, out.-dez. 2012. Disponível em http://www.cedes.unicamp.br Acesso em: 12 jan. 2016.

SARTI, Flávia Medeiros. O triângulo da formação docente: seus jogadores e configurações. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 38, n. 2, p. 323-338, abr./jun. 2012. Disponível em: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/educacao/article/view/10286 Acesso em: 07 jan. 2017.

SARTI, Flávia Medeiros. Dos limites e das possibilidades da universitarização do magistério: os professores e o consumo de produtos acadêmicos. In: SOUZA, Denise Trento Rebello de; SARTI, Flavia Medeiros (Orgs). Mercado de formação docente: constituição, funcionamento e dispositivos. Belo Horizonte: Fino Traço, 2014. p. 129-149.

SAVIANI, Dermeval. O público e o privado na história da educação brasileira. In: LOMBARDI, José Claudinei; JACOMELI, Mara R. M.; SILVA, Tânia M. T. da (Orgs.). O público e o privado na história da educação brasileira. Campinas: Autores Associados, UNISAL, 2005.p. 167-176.

SEVERINO, Antônio Joaquim. O público e o privado como categoria de análise em educação. In: LOMBARDI, José Claudinei; JACOMELI, Mara R. M.; SILVA, Tânia M. T. da. O público e o privado na história da educação brasileira. Campinas: Autores Associados, UNISAL, 2005.p. 31-40.

VIDIGAL, Carlos Eduardo. A nova ordem mundial. In: OLIVEIRA, Henrique Altemani; LESSA, Antônio Carlos (Org.) Política internacional contemporânea: mundo em transformação. São Paulo: Saraiva, 2011 p.1-16

WHITTY, Geoff; POWER, Sally. A escola, o Estado e o mercado: a investigação do campo actualizada. Currículo sem Fronteiras, v.2, n.1, pp.15-40, Jan/Jun 2002. Disponível em: www.curriculosemfronteiras.org. Acesso em agosto de 2016.




DOI: https://doi.org/10.5902/1984644433097

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc - Prédio 16
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação (UFSM) agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

    

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar