Formação para a docência universitária: tendência dos Programas de Pós-Graduação em Enfermagem no Brasil

Katheri Maris Zamprogna, Vânia Marli Schubert Backes, Jouhanna Do Carmo Menegaz, Fernanda Moreira Ribeiro Fraga, Francisco Reis Tristão, Gilberto Tadeu Reis da Silva

Resumo


Objetivo: caracterizar as disciplinas dos currículos dos Programas de Pós-Graduação stricto sensu em Enfermagem voltadas à formação didático-pedagógica. Método: pesquisa exploratório-descritiva, de análise documental no currículo dos Programas de Pós-Graduação em Enfermagem stricto sensu e nos planos de ensino das disciplinas didático-pedagógicas. Foram analisados os planos de ensino de disciplinas dos 27 Programas de Pós-Graduação Stricto sensu em Enfermagem no Brasil, sendo 53 planos submetidos à análise estatística descritiva. A coleta de dados ocorreu de março a junho de 2016.  Resultados: apresentaram-se características quanto ao currículo dos programas, enfocando as temáticas, conteúdos, estratégias de ensino das disciplinas didático-pedagógicas. Conclusão: há diferenças entre os currículos acerca das disciplinas didático-pedagógicas fundamentais e dos conteúdos e estratégias de ensino. Evidenciou-se uma necessidade de desenvolver nos Programas stricto sensu em Enfermagem a valorização sobre a dimensão do ensino ao ser docente.


Palavras-chave


Educação de Pós-Graduação em Enfermagem; Educação em Enfermagem; Docentes de Enfermagem.

Referências


Almeida Júnior A, Sucupira N, Salgado C, Barreto Filho J, Silva MR, Trigueiro D, et al. Parecer Conselho Federal de Educação nº 977/65, aprovado em 3 dez. 1965. Rev Bras Educ. 2005;30:162-73. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-24782005000300014

Ministério da Educação e Cultura (BR). Conselho Nacional de Pós-Graduação. I Plano Nacional de Pós-Graduação (PNPG). Brasília (DF): CAPES; 2005.

Freitas DA, Santos EMS, Lima LVS, Miranda LN, Vasconselos EL, Nagliate PC. Saberes docentes sobre processo ensino-aprendizagem e sua importância para a formação profissional em saúde. Interface (Botucatu, Online). 2016;20(57):437-48. doi: http://dx.doi.org/10.1590/1807-57622014.1177

Alves LR, Giacomini MA, Teixeira VM, Henriques SH, Chaves LDP. Reflexões sobre a formação docente na pós-graduação. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2019;23(3):1-7. doi: http://dx.doi.org/10.1590/2177-9465-EAN-2018-0366

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR. Resolução CNE/CES n°3, de 7 de Novembro de 2001. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Enfermagem. Diário Oficial da União: Seção 1, Brasília, DF, n. 215, p. 37, 9 novembro 2001.

Moreira COF, Dias MSA. Curriculum guidelines for health and alterations in health and education models. ABCS Health Science. 2015;40(3):300-5. doi: https://doi.org/10.7322/abcshs.v40i3.811

Lima MSL, Braga MMSC. Relação ensino-aprendizagem da docência: traços da pedagogia de Paulo Freire no ensino superior. Educ Rev. 2016;(61):71-88. doi: http://dx.doi.org/10.1590/0104-4060.47203

Scochi CGS, Ferreira MA, Gelbcke FL. The year 2017 and the four-yearly evaluation of the Stricto Sensu Graduate Programs: investments and actions to continued progress. Rev Latinoam Enferm. 2017;25:e2995. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1518-8345.0000.2995

Ministério da Educação (BR). Plano Nacional de Pós-Graduação-PNPG 2011/2020/ Brasília (DF): CAPES; 2010.

Junges KS, Behrens MA. Prática docente no ensino superior: a formação pedagógica como mobilizadora da mudança. Perspectiva (Florianópolis). 2015;33(1):285-317. Disponível em: https://doi.org/10.5007/2175-795X.2014v33n1p285

Sampieri RH, Collado CF, Lucio MPB. Metodologia de Pesquisa. 5ª ed. Porto Alegre (RS): Penso; 2013.

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (BR). Plataforma Sucupira [Internet]. 2016 [acesso em 2019 maio 29]. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/

Polit DF, Beck CT. Fundamentos de pesquisa em enfermagem. 7ª ed. Porto Alegre (RS): Artmed; 2011.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR. Portaria nº 52 de 26 de setembro de 2002, aprova o novo regulamento do Programa de Demanda Social. Brasília (DF): CAPES; 2002.

Figueredo WN, Laitano AC, Santos VPFA, Dias ACS, Sila GTR, Teixeira GAS. Formação didático-pedagógica na pós-graduação stricto sensu em Ciências da Saúde nas universidades federais do Nordeste do Brasil. Acta Paul Enferm. 2017;30(5):497-503. doi: https://doi.org/10.1590/1982-0194201700072

Menegaz JC, Backes VMS, Medina JL, Prado ML, Canever BP. Pedagogical practices of good nursing, medicine and dentistry professors from the students' perception. Texto & Contexto Enferm. 2015;24(3). doi: http://dx.doi.org/10.1590/0104-07072015002790014

Gil AC. Didática do ensino superior. São Paulo: Atlas; 2013.

Zamprogna KM, Backes VMS, Menegaz JC, Francisco BS. Characterization of didactic and pedagogical training in Brazilian stricto sensu Postgraduate Programs in Nursing. Rev Esc Enferm USP. 2019;53:e03430. doi: https://doi.org/10.1590/s1980-220x2017030503430

Backes VMS, Menegaz JC, Miranda FAC, Santos LMC, Cunha AP, Patrício SS. Lee Shulman: contribuições para a investigação da formação docente em enfermagem e saúde. Texto & Contexto Enferm. 2018;26(4):e1080017. doi: http://dx.doi.org/10.1590/0104-07072017001080017

Oliveira WB, Silva JL, Scarpini NAM, Muñoz SS, Silva MAI, Gonçalves MFC. Professor training in health postgraduate studies: analysis of an experience. Rev Bras Enferm. 2018;71(6):3293-8. doi: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0319

Souza VC. Qualidade na educação superior: uma visão operacional do conceito. Avaliação. 2017;22(2):332-57. doi: https://doi.org/10.1590/s1414-40772017000200004

Sebold LF, Boell JEW, Girondi JBR, Santos JLG. Clinical simulation: development of relational competence and practical skills in nursing fundamentals. Rev Enferm UFPE On Line [Internet]. 2017 [cited 2019 May 27];11(Supl.10):4184-90. Available from: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/231181

Roman C, Ellwanger J, Becker GC, Silveira AD, Machado CLB, Manfroi WC. Metodologias ativas de ensino-aprendizagem no processo de ensino em saúde no Brasil: uma revisão narrativa. Clin Biomed Res.2017;37(4):349-57. Disponível em: http://dx.doi.org/10.4322/2357-9730.73911

Duque KAS, Barros RL, Santos L, Calazans MIP, Gomes RM, Duarte ACS. Importância da metodologia ativa na formação do enfermeiro: implicações no processo ensino aprendizagem. Revista Eletrônica Acervo Saúde. 2019;36(e2022):1-7. doi: https://doi.org/10.25248/reas.e2022.2019

Worthington DL, Levasseur DG. To provide or not to provide course power point slides? The impact of instructor-provided slides upon student attendance and performance. Computers & Education. 2015;85:14-22.




DOI: https://doi.org/10.5902/2179769239963

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.