Ações de enfermeiras em planejamento reprodutivo na atenção primária à saúde

Gabriela Tavares Flores, Maria Celeste Landerdahl, Laura Ferreira Cortes

Resumo


Objetivo: Conhecer as ações em planejamento reprodutivo realizadas por enfermeiras na atenção primária à saúde em um município no interior do estado do Rio Grande do Sul. Método: pesquisa qualitativa exploratório-descritiva realizada em um município na Região Central do Rio Grande do Sul, de setembro a outubro de 2015, com a participação de 12 enfermeiras. Para a produção dos dados utilizou-se entrevista semiestruturada. Realizou-se análise de conteúdo temática. Resultados: Em geral, as ações desenvolvidas são individuais, com enfoque nos aspectos biológicos. As enfermeiras reconhecem a necessidade de sistematização das atividades, apontando planos para o futuro. Encontram entraves que dificultam a realização de ações. Conclusão: O planejamento reprodutivo ainda não ocorre da forma como é preconizada, não dependendo somente da enfermeira. É necessário empreender esforços onde a gestão dos serviços de saúde, juntamente com profissionais comprometidos com a saúde sexual e reprodutiva se proponham a desenvolver espaços de planejamento reprodutivo como instrumento de promoção à saúde.


Palavras-chave


Enfermagem; Planejamento familiar; Saúde da mulher

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2179769225777



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.