Atuação dos agentes comunitários de saúde na estratégia de saúde da família: percepções dos trabalhadores

Anahlú Peserico, Juliana Silveira Colomé, Katiane Sefrin Speroni, Jacqueline Silveira de Quadros

Resumo


Doi: 10.5902/2179769211210

Objetivo: conhecer a percepção do Agente Comunitário de Saúde acerca de seu processo de trabalho no âmbito da Estratégia de Saúde da Família. Método: pesquisa qualitativa desenvolvida em seis Unidades de ESF vinculadas à Secretaria Municipal de Saúde de Santa Maria – RS. Foram participantes do estudo 33 Agentes Comunitários de Saúde. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas semiestruturadas e os dados submetidos à análise de conteúdo temática. Resultados: a atuação profissional do agente articula-se ao seu papel como mediador comunitário e educador em saúde, capaz de identificar as necessidades sociais, representando um porta-voz da comunidade. Conclusões: O trabalho do agente comunitário de saúde relaciona-se ao seu potencial para vincular os usuários às ações da equipe de saúde, a corresponsabilização e a possibilidade de induzir processos de mudança, sendo que suas estratégias visam a participação da comunidade e o fortalecimento do Sistema Único de Saúde.


Palavras-chave


Agentes Comunitários de Saúde; Saúde pública; Enfermagem

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2179769211210



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.