Caracterização das mulheres agredidas em uma zona urbana localizada em uma região de fronteira

Márcia Adriana Poll, Teresinha Heck Weiller, Barbara Letícia Dudel Mayer, Tatiane Angélica Phelipini Borges, Kelen Fabiana da Silva, Diana Baumgart

Resumo


Objetivo: conhecer o perfil das mulheres agredidas em uma zona urbana localizada em uma região de fronteira do estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Método: pesquisa quantitativa, descritiva, desenvolvida em Pronto Socorro, com 68 vítimas no período de janeiro a junho de 2013. A coleta foi por meio dos registros das fichas ambulatoriais, analisadas pelo programa StatisticPackage for Social Sciences. Resultados: a faixa etária com maior prevalência foi entre 20 e 29 anos, na maioria dos registros não constavam o agente agressor, seguidas do cônjuge. Os motivos de atendimento foram as agressões de ordem física. Entre as morbidades destacaram-se as lesões cortantes, seguidas de um encaminhamento à terapia intensiva e um óbito. Conclusões: ressalta-se a importância de aprimorar a busca dos casos de violência contra a mulher, da rede de atendimento, da realização dos registros,além de apontar a incipiência de estudos em áreas de fronteiras.


Palavras-chave


Violência contra a mulher; Assistência à saúde; Emergências; Políticas públicas

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2179769211042



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.