Atuação do enfermeiro nas orientações de alta ao paciente pós-transplante renal

Luciana Aparecida Inácio, Juliana Helena Montezeli, Prisicila Meyenberg Cunha Sade, Cristiano Caveião, Ana Paula Hey

Resumo


Objetivo: descrever as orientações de alta pelo enfermeiro ao paciente pós-transplante renal. Método: trata-se de um estudo qualitativo descritivo. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas e observações sistemáticas não participantes com três enfermeiros de um serviço de transplante renal de Curitiba-PR, de julho a setembro de 2010. Os discursos foram submetidos à análise de conteúdo, emergindo três categorias. Resultados: a primeira categoria descreve quais são as orientações fornecidas pelo enfermeiro ao paciente no momento da alta. Na segunda categoria são abordados aspectos da comunicação como competência fundamental a este profissional para o momento das orientações de alta e na terceira discorre-se acerca do conhecimento científico como alicerce para as orientações de alta pós-transplante renal. Conclusão: a prática educativa desenvolvida pelo enfermeiro no momento da alta pós-transplante é alicerçada, sobretudo, na comunicação e no conhecimento científico.


Palavras-chave


Enfermagem; Transplante de rim; Alta do paciente; Educação em saúde

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2179769210186



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.