METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO AMBIENTAL NA ANÁLISE DE ALTERNATIVAS LOCACIONAIS DE PILHAS DE ESTÉRIL

Ray Garcia Forgearini, Raul Oliveira Neto, Luis Eduardo de Souza, Luciana Arnt Abichequer, Ítalo Gomes Gonçalves

Resumo


Este trabalho visa aplicar uma metodologia de planejamento ambiental como auxilio à analise de alternativas locacionais para a disposição do estéril a ser gerado nas fases de desenvolvimento e operação da futura cava da mina Três Estradas de fosfato. Aplicando orientações técnicas, presentes na NBR 13029 da ABNT, com caráter de minimização dos impactos ao meio ambiente, aplicando pesos a parâmetros ambientais para cada alternativa e, assim, comparando-as e apresentando uma hierarquização das alternativas, o estudo leva a proposição de medidas mitigadoras e compensatórias gerais, que devem ser aprofundadas após a escolha da melhor alternativa por parte da empresa. Após aplicação da metodologia proposta no trabalho, chegou-se à conclusão, por uma das alternativas que foi melhor pontuada, de acordo com os critérios estabelecidos, que foi a Pilha 4, entre as quatro alternativas previstas no projeto.


Palavras-chave


Pilha de estéril; Impacto ambiental; Medidas mitigadoras e compensatórias

Texto completo:

PDF

Referências


ÁGUIA RESOURCES, Estudos preliminares geotécnicos, de recursos hídricos e ambientais para o projeto Fosfato Três Estradas, Volume II – Estudos Geotécnicos e Hidrogeológicos, 26 p, (2012).

CHELOTTI. M.C. Produção desigual do espaço e dinâmica regional da agropecuária na Campanha Gaúcha (Brasil). Observatórium. Revista Eletrônica de Geografia. V. 2. N6. P36-7. 2006.

IGLESIAS, C.M.F. Análise integrada de dados geológicos e estruturais para a prospecção de ouro na região de Torquato Severo (RS). Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Minas, Metalúrgica e de Materiais – PPGEM - Porto Alegre (2000).

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Carta topográfica – Folha Coxilha do tabuleiro (SH-21-Z-BVI-4) em escala 1:50.000 (1980).

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Informações Municipais. Disponivel em http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=431150 – Acesso em Agosto de 2014.

MONTAÑO, M; RANIERI, V. E. L. ; SOUZA, M. P. Sistemas de Informação Geográfica Aplicados à Análise Ambiental: Subsídios à Gestão Ambiental Municipal. In: III Simpósio Internacional de Qualidade Ambiental - Gestão Ambiental Urbana e Industrial, (2002).

NBR 13029 (2006) - Elaboração e apresentação de projeto de disposição de estéril, em pilha, em mineração, Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, 8 p, (2006).

NRM 19 - Disposição de Estéril, Rejeitos e Produtos, Departamento Nacional de Produção Mineral – DNPM.

SÁNCHEZ, L.E. Livro Avaliação de impacto ambiental: conceitos e métodos, ed. Oficina de Textos – São Paulo, 495 p, (2008).

SANTOS, R.F. Livro Planejamento Ambiental: teoria e prática, ed. Oficina de Textos – São Paulo, 184 p (2004).




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2236130818714

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.