METODOLOGIA DE ANÁLISE QUANTITATIVA DE VOLUME DE ROCHA DESMONTADO UTILIZANDO SOFTWARE DE MINERAÇÃO

Dartanhan de Oliveira Valcarenghi, Luis Eduardo de Souza, Luciana Arnt Abichequer, Raul Oliveira Neto, Ítalo Gomes Gonçalves

Resumo


Neste trabalho será apresentada uma metodologia de análise quantitativa de volume de rocha desmontado. A avaliação é feita a partir do levantamento de dados aferidos dos planos de fogo da empresa Dagoberto Barcellos S/A. O procedimento utilizado fundamentou-se em um conjunto de ações baseadas no software Micromine e no layout dos furos de detonação utilizados na lavra da empresa. Em campo foram coletadas informações referentes à detonação das bancadas de minérios, sendo assim, essas informações muniram o banco de dados do software, no módulo de desmonte, gerando o design dos planos de fogo. Com a visualização dos planos de fogo lançados no Micromine, foi possível a construção de bancadas de minério tridimensionais, utilizadas para o cáalculo dos valores de volume do maciço rochoso a partir da malha triangulada. A ideia é comparar a estimativa de volumes e massas de material desmontado gerado pelo software e compará-los, aos valores de volume obtidos pela empresa. Os resultados do trabalho estão expressos em tabelas e gráficos de colunas, para melhor visualização das diferenças de estimativas que se apresentaram muito pequenas.

Palavras-chave


Volume; Plano de fogo; Bancadas; Software; Micromine, Desmonte

Texto completo:

PDF

Referências


BITENCOURT, M. F. Metamórficos da região de Caçapava do Sul, RS: geologia e relações com o corpo granítico. SIMPÓSIO SUL-BRASILEIRO DE GEOLOGIA, 1. Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Geologia, pp.37- 48 (1983).

BORTOLOTTO, O. J. Petrografia dos mármores de Caçapava do Sul. Ciência e Natura: V. 9 - p. 37-65, (1987).

DORNELES, F.T., Controle e previsão de vibrações e ruídos gerados por desmonte de rochas com explosivos. 2013.

GAMA, C. D.. Vibrações na atmosfera e nos terrenos adjacentes pós detonação de explosivos – quantificação da sua afetação ambiental. Acústica 2008, Coimbra, Portugal: Universidade de Coimbra, (2008).

KONYA, C. J. Blast Design. Montville, Ohio, USA: Intercontinental Development Corporation, pp. 246 (1995).

MOURA, A.L. Uma Proposta para a Triangulação de Delaunay 2D e Localização Planar de Pontos em OCaml. Uberlândia, MG: Universidade Federal de Uberlandia, Faculdade de Engenharia Elétrica. (2006).

PORCHER, C. A.; LOPES, R. C. Ministério de Minas e Energia. Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais - CPRM. Programa Levantamentos Geológicos Básicos do Brasil. Cachoeira do Sul, Folha SH.22-Y-A.,. Estado do Rio de Grande do Sul. CPRM, (2000).

RIBEIRO, M. Geologia da Folha de Bom Jardim, Rio Grande do Sul, Brasil. Rio de Janeiro: DNPM, Boletim 2 (1970).

RICARDO, H. de S; CATALANI, G. Manual Prático de Escavação- terraplanagem e escavação de rocha. Ed. Pini, pp. 176 (1990).

RODRIGUES, E.G. Relatório de estágio de Curso Técnico em Mineração. Tubarão, Brasil: Escola Educacional Técnica SATC, (2011).

SEN, G.C. Blasting Technology – For Mining and Civil Engineers. Sydney, Austrália: University of New South Wales Press LTD., pp.154 (1995).

WILDNER, W.; RAMGRAB, G. E.; LOPES, R. C.. Ministério de Minas e Energia. Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais - CPRM. Programa Levantamentos Geológicos Básicos do Brasil. Mapa geológico do Estado do Rio Grande do Sul, CPRM, (2008).




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2236130818711

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.