MAPEAMENTO DAS ÁGUAS SUBTERRÂNEAS DO MUNICÍPIO DE BOA VISTA DO CADEADO/RS.

Jose Luiz Silverio da Silva, Leandro Meirelles do Nascimento, Carlos Alberto Löbler

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/2236130811006

A poluição gerada pelas atividades antrópicas tem despertado a necessidade contínua de conhecer e avaliar as condições do meio ambiente em relação a possíveis fontes de contaminação, principalmente as prejudiciais aos recursos hídricos subterrâneos. Por meio deste estudo, referente ao Município de Boa Vista do Cadeado, no Estado do Rio Grande do Sul, situado na Mesorregião noroeste riograndense, inserido na Província Geomorfológica do Planalto Meridional Brasileiro, onde afloram derrames de rochas vulcânicas formadoras do Sistema Aquífero Serra Geral/SASG. Espacializaram-se mapas temáticos referentes aos dados hidrodinâmicos dos poços tubulares tais como: nível estático, vazão, superfície potenciométrica, capacidade específica e índices de vulnerabilidade natural do aquífero à contaminação. Utilizando-se o sistema GOD, simularam-se 12 captações por poços. Foram obtidas duas classes de vulnerabilidade natural, sendo 83,3% na classe insignificante e 16,7% na baixa. Conclui-se que a região apresenta-se pouco vulnerável à contaminação, possuindo uma proteção natural, devido às camadas de rochas vulcânicas basálticas, em aquífero confinado e com um nível médio da água, pouco profundo.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2236130811006

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.