POÉTICAS DA VIOLÊNCIA: ENTREMEIOS COM ANGÉLICA FREITAS E BERNA REALE

Angela Guida, Daniel Almeida

Resumo


No campo das artes, há uma inquietação, seja ela nomeada ou não, que problematiza e busca representar como a violência era e é instaurada na sociedade, de modo a regulamentar e aprisionar determinados modos de ser, agir e estar. Desse modo, a fim de perscrutar tal incômodo presente na cultura brasileira contemporânea, este estudo elenca e analisa poemas da escritora gaúcha Angélica Freitas, bem como performances da artista visual paraense Berna Reale naquilo que pensamos como mais insurgente em suas produções poéticas/artísticas: a denúncia da violência.


Palavras-chave


Literatura; Performance; Violência

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Sandra Regina Goulart. Corpo e escrita. In: Revista da UFMG. Belo Horizonte. v.19. n. 1 e 2. p. 92-111, jan/dez. 2012.

ARENDT, Hannah. Sobre a violência. Trad. André Duarte. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1994

ARENDT, Hannah. Crises da república. 2. ed. Trad. Volkmann José. São Paulo: Perspectiva, 1999.

BARTHES, Roland. Aula. Trad. Leyla Perrone-Moisés. São Paulo: Cultrix, 1980.

BUTLER, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Trad. Renato Aguiar. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

CANDIDO, Antonio. Literatura e sociedade. 8. ed. Rio de Janeiro: Ouro sobre azul, 2006.

EAGLETON, Terry. A ideia de cultura. Trad. Sandra Castello. São Paulo: UNESP, 2005.

FREITAS, Angélica Freitas. Um útero é do tamanho de um punho. Revista TPM, 26 de outubro de 2012. Entrevista concedida a Natacha Cortês. Disponível em: . Acesso em: 2 de fevereiro de 2020.

“uma canção popular (séc. XIX-XX)”. FREITAS, Angélica. In: _________. Um útero é do tamanho de um punho. 1a ed. São Paulo: Companhia das letras, p. 15, 2017.

“mulher de um homem só”. FREITAS, Angélica. In: _________. Um útero é do tamanho de um punho. 1a ed. São Paulo: Companhia das letras, p. 38, 2017.

GULLAR, Ferreira. Dor e arte. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/fsp/1995/5/07/mais!/15.html. Acesso em 05 mar 2020.

KUHNERT, Duda. Nas Artes. In: HOLLANDA, Heloisa Buarque de. (Org.). Explosão feminista: arte, cultura, política e universidade. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2018, p. 75-104.

LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um conceito antropológico. 19. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2006.

MBEMBE, Achille. Necropolítica. São Paulo: N-1 edições, 2018.

MOYSÉS, Beth. Abrigo da memória. Dissertação (mestrado). Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Artes, 2004.

PAZ, Octavio. Os filhos do Barro – Do romantismo à vanguarda. São Paulo: Cosac Naify, 2013.

RIVERA, Tania. O retorno do sujeito: Sobre performance e corpo. In: ______. O avesso do imaginário. Arte Contemporânea e Psicanálise. São Paulo: Cosac Naify, 2013, p. 17-45.

REALE, Berna. Berna Reale: sangue, suor e arte. In: Revista Trip, 30 de Junho de 2016. Entrevista concedida a Lia Hama. Disponível em: . Acesso em: 2 de fevereiro de 2020.

REALE, Berna. A violência é alimentada pelo governo. Disponível em: http://pioneiro.clicrbs.com.br/rs/cultura-e-tendencias/noticia/2018/04/a-violencia-e-alimentada-pelo-governo-diz-a-artista-berna-reale-em-passagem-por-caxias-do-sul-10212415.html. Acesso em 05 de março de 2020.

“Camuflagem”. REALE, Berna. 2011. Disponível em: . Acesso em 02 de fevereiro de 2020.

“Fome de lobo”. REALE, Berna. 2011. Disponível em: . Acesso em 02 de fevereiro de 2020.

“Limite zero”. REALE, Berna. 2011. Disponível em: . Acesso em 02 de fevereiro de 2020.

“Ordinário”. REALE, Berna. 2011. Disponível em: . Acesso em 02 de fevereiro de 2020.

“Quando todos calam”. REALE, Berna. 2009. Disponível em: . Acesso em 02 de fevereiro de 2020.

“Rosa púrpura”. REALE, Berna. 2011. Disponível em: . Acesso em 02 de fevereiro de 2020.

SAFFIOTI, Heleieth. O poder do macho. São Paulo: Moderna, 1987.

SCHMIDT, Rita Terezinha. Na literatura, mulheres que reescrevem a nação. In: HOLLANDA, Heloisa Buarque de. (Org.). Pensamento feminista brasileiro: formação e contexto. Rio de Janeiro: Bazar do tempo, 2019, p. 65-79.

SONTAG, Susan. Diante da dor dos outros. Trad. João Baptista da Costa Aguiar. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.

ZIZEK, Slavoj. Violência. Boitempo: São Paulo, 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Letras

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

 

                      

 

                

 

                

 

    

  

   

 

  

 

 

                                     QUALIS/CAPES: Letras B2

                              ISSN Versão Impressa: 1519-3985

                              ISSN Versão Digital: 2176-1485



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.