As edições das “Novelas Exemplares” de Cervantes no Brasi

Célia Navarro Flores

Resumo


Este trabalho trata da circulação no Brasil de uma série de contos publicados naEspanha, em 1613, por Miguel de Cervantes (1547-1616), sob o título Novelas ejemplares.Apoiados nos conceitos de “sucesso” e “fortuna” (TIEGHEM; BRUNEL, PICHOIS, ROSSEAU;SOUILLER, TROUBETZKOY), buscamos, inicialmente, mostrar quantitativamente quaiscontos obtiveram uma fortuna mais positiva e quais menos, a partir de um levantamentode 14 edições brasileiras da obra. Em um segundo momento, a partir da análise doperitexto (GENETTE, 2009) dessas edições, observamos em quais segmentos da sociedadeos contos circularam. Finalmente, o estudo dos prólogos nos indica a fortuna crítica dolivro de Cervantes.

Palavras-chave


Cervantes; Novelas exemplares; Recepção; Circulação; Edições brasileiras

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, P. R. Prólogo. In: CERVANTES, M. Rinconete e Cortadillo. São Paulo: Peirópolis, 2005. p. 5-7.

BRUNEL, P; PICHOIS, C.; ROSSEAU, A. M. Que é literatura comparada? São Paulo: Perspectiva, 1990.

CERVANTES, M. de. A ciganinha. Novelas e entremezes. São Paulo: Círculo do Livro, 1987.

CERVANTES, M. de. A espanhola inglesa. Rio de Janeiro: Rocco, 1988.

CERVANTES, M. de. A prisioneira. São Paulo: Clube do Livro, 1965.

CERVANTES, M. de. Cinco novelas exemplares. Curitiba: Arte e Letras, 2012.

CERVANTES, M. de. Cornélia. São Paulo: Livraria Martins, s.d.

CERVANTES, M. de. Novelas ejemplares. Barcelona: Crítica, 2001.

CERVANTES, M. de. Novelas exemplares. Rio de Janeiro: Edições Pinguim, 1948.

CERVANTES, M. de. Novelas exemplares. Rio de Janeiro: Tecnoprint, 1965.

CERVANTES, M. de. Novelas exemplares. São Paulo: Boa Leitura, 1963.

CERVANTES, M. de. Novelas exemplares. 2. ed. São Paulo: Abril Cultural, 1971.

CERVANTES, M. de. Novellas exemplares. Rio de Janeiro: Editores Annuario do

Brasil; Porto: Renascença Portuguesa, 1921.

CERVANTES, M. de. O curioso impertinente. São Paulo: Edições Cultura, 1943.

CERVANTES, M. de. Quatro novelas exemplares. Curitiba: Arte e Letras, 2009.

CERVANTES, M. de. Rinconete e Cortadillo. São Paulo: Peirópolis, 2005.

CERVANTES, M. de. Três novelas exemplares. Curitiba: Arte e Letras, 2010.

COBELO, S. B. Historiografia das traduções do Quixote publicadas no Brasil. 2009. Dissertação (Mestrado em Língua Espanhola, Literaturas Espanhola e Hispano-Americana)−Universidade de São

Paulo, São Paulo, 2009.

GENETTE, Gérard. Paratextos editoriais. Cotia, SP: Ateliê Editorial, 2009.

GRACIOTTI, M. Nota explicativa. In: CERVANTES, M. de. A prisioneira. São Paulo: Clube do Livro, 1965.

HALLEWELL, Laurence. O livro no Brasil: sua história. 3. ed. São Paulo: Edusp, 2012.

MOREJÓN, J. Prefácio. In: CERVANTES, M. Novelas exemplares. São Paulo: Boa Leitura, 1963. p. 13-15.

SABINO, F. Prefácio. In: CERVANTES, Miguel de. A espanhola inglesa. Rio de Janeiro: Rocco, 1988. p. 5-14.

SALVAT[E]RRA, Manoel. Prólogo. In: CERVANTES, M. de. Novelas exemplares. A ciganinha, Rinconete e Cortadilho, A ilustre criada. Rio de Janeiro: Edições Pinguim, 1948.

SILVA, R. R. El ingenioso hidalgo don Miguel de Cervantes y Saavedra e O autor e sua obra. In: CERVANTES, Miguel de. A ciganinha. Novelas e entremezes. São Paulo: Círculo do Livro, 1987. p. 5-12.

SOUILLER, D.; TROUBETZKOY, W. Littérature comparée. Paris: PUF, 1997.

TIEGHEM, P. V. La littérature comparée. 3. ed. Paris: Librairie Armand Colin, 1946.




DOI: https://doi.org/10.5902/2176148511755

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



 

                      

 

                

 

                

 

    

  

   

 

  

 

 

                                     QUALIS/CAPES: Letras A2

                              ISSN Versão Impressa: 1519-3985

                              ISSN Versão Digital: 2176-1485



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.