A EDUCAÇÃO FlSICA E A QUESTÃO POLITICO-SOCIAL

Maria Augusta Salim GONÇALVES

Resumo


As reflexões apresentadas neste ensaio pretendera inserir-se no movimento de busca de uma nova perspectiva na visualização da Educa­ção FÍsica, concebendo-a como uma Educação FÍsica que, visando a li­bertação do homem, se posicione de forma crítica em relação à reali­dade social em que vivemos. Este posicionamento se fundamenta em nossa concepção de realida de social e do papel da Educação frente a esta realidade. Em vista disto, apresentaremos, no primeiro item, as nossas reflexões sobre es tes tópicos. 0 homem interage com a realidade social de forma dinâmica, pois ao mesmo tempo que ele atua nesta realidade, modificando-a, esta atua sobre ele, influenciando, e até podemos dizer, direcionando, as suas formas de pensar, sentir e agir. Assim, as concepções que o homem de senvolve a respeito de sua corporalidade, e as suas formas de compor tar-se corporalmente estão ligadas a influência sócio-culturais. Es tes aspectos discutiremos no segundo item deste ensaio. Finalizamos este ensaio com as nossasreflexões sobre o papel so ciai da Educação FÍsica, que, revestida da dignidade de fenômeno educativo, não pode deixar de contribuir para o processo de humanização do homem e da sociedade.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/231654648546



Avaliação Qualis Capes (2014):

B4- Educação Física / B3- Interdisciplinar e Psicologia / B5- Educação 

Periodicidade: contínua

ISSN: 2316-5464 online

DOI: 10.5902/23165464

email: kinesisrevista@ufsm.br


 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.