A Memória do Atletismo nos Cursos de Educação Física da Universidade Federal de Santa Maria

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5902/2316546453289

Palavras-chave:

Memória, Atletismo, Currículo

Resumo

Este artigo tematiza a memória das disciplinas de Atletismo dos Cursos de Educação Física durante os 50 anos do Centro de Educação Física e Desportos da Universidade Federal de Santa Maria (CEFD/UFSM). Objetivamos apresentar o desenvolvimento das referidas disciplinas, trazendo para cena suas primeiras formas e organização curricular, a identificação de seus docentes, os materiais pedagógicos e a estrutura física utilizada para as aulas. Seguiu uma perspectiva histórica pautada por uma análise documental, bem como um diálogo com três professores aposentados que empreenderam uma carreira profissional como docentes das disciplinas em questão. Concluímos evidenciando a atualidade e as projeções para o desenvolvimento das disciplinas de Atletismo nos Cursos de Educação Física Licenciatura e Bacharelado do CEFD/UFSM, bem como as ações e projetos que estão em atividade tematizando o referido esporte.

Biografia do Autor

Leandra Costa Da Costa, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Professora Adjunta do Departamento de Desportos Individuais da Universidade Federal de Santa Maria.Doutora em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria.

Matheus Francisco Saldanha Filho, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Graduado em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Maria, mestrado em Ciência do Movimento Humano pela UFSM. Atualmente é professor aposentado do Centro de Educação Física e Desportos da UFSM/RS.

Gislei José Scapin, Universidade Federal de Santa Maria

Mestre em Educação Física - UFSM

Nestor Rossi Júnior, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Bacharel em EF e aluno de Pós-graduação em EF Escolar - UFSM

Referências

BRASIL. Decreto nº 69.450, de 1º de Novembro de 1971. Regulamenta o artigo 22 da Lei nº 4.024, de 20 de dezembro de 1961, e alínea c do artigo 40 da Lei nº 5.540, de 28 de novembro de 1968 e dá outras providências. Brasília, novembro de 1971.

BRASIL. Lei nº 5.540, de 28 de novembro de 1968. Fixa normas de organização e funcionamento do ensino superior e sua articulação com a escola média, e dá outras providências. Brasília, DF, junho de1968.

BRASIL. Parecer CNE/CES n. 0058, de 18/02/2004: Institui as diretrizes curriculares nacionais para os cursos de graduação em educação física, em nível superior de graduação plena. Brasília, 2004. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/2007/pces058_04.pdf. Acesso em: 03/07/2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional n.º 9394/96, de 20 de dezembro de 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em 29/06/2020;

CENTRO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E DESPORTOS. Projeto Político Pedagógico do Centro de Educação Física e Desportos. Universidade Federal de Santa Maria. Santa Maria, 2005.

CENTRO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E DESPORTOS. Programa da disciplina de Atletismo I. Centro de Educação Física e Desportos/UFSM. Santa Maria, 2018. Disponível em: https://portal.ufsm.br/documentos/publico/documento.html?id=8789193. Acesso em 29/07/2020;

CENTRO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E DESPORTOS. Programa da disciplina de Atletismo II. Centro de Educação Física e Desportos/UFSM. Santa Maria, 2018. Disponível em: https://portal.ufsm.br/documentos/publico/documento.html?id=8788959. Acesso em 29/07/2020.

CONSELHO FEDERAL DE EDUCAÇÃO. Parecer nº 894 de 21 de dezembro de 1969, Resolução 2.069/69. Currículo mínimo para cursos de Educação Física, dezembro de 1969.

CONSELHO FEDERAL DE EDUCAÇÃO. Resolução nº 03/88-CFE. Fixa os mínimos de conteúdo e duração a serem observados nos cursos de graduação em Educação Física (Bacharelado e/ou Licenciatura Plena). Brasil, 16 de junho de 1987.

DIEKERT, Jürgen. Prefácio. In: KIRSCH, August, KOCH, Karl, ORO, Ubirajara. Antologia do Atletismo: metodologia para iniciação em escolas e clubes. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1983.

DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS, LDB 9.394/96 no Art. 53º. II: “fixar os currículos dos seus cursos e programas, observadas as diretrizes gerais pertinentes”. Brasil, 1996.

HÉLIO FUKE. Entrevista concedida aos autores. 2020.

IVON CHAGAS DA ROCHA JÚNIOR. Entrevista concedida aos autores. 2020.

LINHALES, Meily Assbu; NASCIMENTO, Adalson (Orgs.). Organizando arquivos, produzindo nexos: a experiência de um Centro de Memória. Belo Horizonte: Editora Fino Trato, 2013.

ORO, Ubirajara. Iniciação ao Atletismo no Brasil: problemas e possibilidades didáticas. In: KIRSCH, August, KOCH, Karl, ORO, Ubirajara. Antologia do Atletismo: metodologia para iniciação em escolas e clubes. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1983.

UBIRAJARA ORO. Entrevista concedida aos autores. 2020.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA. Estatuto Universitário n° 240, processo nº 51.475/78. UFSM, 29 de julho de 1978.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA. RESOLUÇÃO N. 018/1997. Dispõe sobre a desobrigatoriedade de cursar a disciplina de Educação Física pelos alunos dos Cursos de Graduação da UFSM. Gabinete Do Reitor Da Universidade Federal De Santa Maria, dezembro de 1997.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA. Catálogo 1973. Santa Maria: UFSM, 1973.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA. Catálogo/Ementário 1980. Santa Maria: UFSM, 1980.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA. Catálogo Geral 1976. Santa Maria: UFSM, 1976.

Downloads

Publicado

12/22/2020

Como Citar

Da Costa, L. C., Saldanha Filho, M. F., Scapin, G. J., & Júnior, N. R. (2020). A Memória do Atletismo nos Cursos de Educação Física da Universidade Federal de Santa Maria. Kinesis. https://doi.org/10.5902/2316546453289

Edição

Seção

Dossiê CEFD 50 anos