Metabolismo fotossintético e enzimático de <i>Ormosia arborea</i> (Vell.) Harms sob diferentes disponibilidades hídricas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5902/1980509841379

Palavras-chave:

Enzimas antioxidantes, Fluorescência da clorofila a, Estresse hídrico, Fotossíntese

Resumo

Nesta pesquisa, hipotetizamos que as mudas de Ormosia arborea (Vell.) Harms crescem melhor e alcançam maiores níveis de troca gasosas quando cultivadas em solos com maior disponibilidade de água. Assim, este estudo foi desenvolvido para avaliar as respostas metabólicas das mudas a diferentes níveis de disponibilidade hídrica. A irrigação foi realizada em dias alternados, nas capacidades de retenção de água (CRA) de 25%, 50%, 75% e 100%. As respostas metabólicas foram analisadas aos 15, 50, 85 e 120 dias após o início dos tratamentos. As plantas de O. arborea cultivadas em condições de maior disponibilidade hídrica (75% e 100% CRA) apresentaram maior potencial hídrico foliar e teor de clorofila, além de maiores valores para a fluorescência da clorofila a e trocas gasosas do que aquelas cultivadas em outras condições. O déficit hídrico causado por baixos níveis de disponibilidade hídrica (25% ou 50% CRA) reduz o potencial hídrico foliar, a fluorescência da clorofila a e as trocas gasosas. Como estratégia para tolerar o estresse, as mudas tendem a investir em seu sistema antioxidante, como demonstrado pelos altos níveis de atividade das enzimas Superóxido dismutase (SOD), Peroxidase (POD) e Catalase (CAT). Embora as mudas possam ser tolerantes ao cultivo com menos de 50%, o melhor funcionamento do aparato fotossintético ocorreu sob 75% de CRA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula Rissato Souza , Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, MS

Biotecnóloga, Ma., Universidade Federal da Grande Dourados, Rua João Rosa Góes, 1761, Vila Progresso, CEP: 79825-070, Dourados (MS), Brasil.

Sara da Silva Bastos, Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, MS

Bióloga, Ma., Universidade Federal da Grande Dourados, Rua João Rosa Góes, 1761, Vila Progresso, CEP: 79825-070, Dourados, MS, Brasil.

Jonas da Silva Bastos, Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, MS

Biotecnológo, Graduado, Universidade Federal da Grande Dourados. Rua João Rosa Góes, 1761, Vila Progresso, CEP: 79825-070, Dourados, MS, Brasil.

Vanessa de Mauro Barbosa, Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, MS

Bióloga, Dra., Universidade Federal da Grande Dourados. Rua João Rosa Góes, 1761, Vila Progresso, CEP: 79825-070, Dourados, MS, Brasil.

Daiane Mugnol Dresch, Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, MS

Engenheira Agrônoma, Dra., Professora Visitante, Universidade Federal da Grande Dourados. Rua João Rosa Góes, 1761, Vila Progresso, CEP: 79825-070, Dourados, MS, Brasil.

Rosilda Mara Mussury, Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, MS

Bióloga, Dra., Professora Associada IV, Universidade Federal da Grande Dourados. Rua João Rosa Góes, 1761, Vila Progresso, CEP: 79825-070, Dourados, MS, Brasil.

Silvana de Paula Quintão Scalon, Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, MS

Bióloga, Dra., Professora Titular, Universidade Federal da Grande Dourados. Rua João Rosa Góes, 1761, Vila Progresso, CEP: 79825-070, Dourados, MS, Brasil.

Referências

ALBUQUERQUE, M. P. F. et al. Ecofisiologia de plantas jovens de mogno-africano submetidas a deficit hídrico e reidratação. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.48, n.1, p.9-16. 2013.

ARCOVERDE, G. B. et al. Water relations and some aspects of leaf metabolism of Jatropha curcas young plants under two water deficit levels and recovery. Brazilian Journal of Plant Physiology, Campos dos Goytacases, v.23, n.2, p.23-130. 2011.

ASHARAF, M.; Harris, P. J. C. Photosynthesis under stressful environments: An overview. Photosynthetica, [s.l], v.51, p.163-190. 2013.

BASU, S. et al. Differential oxidative responses of indica rice cultivars to drought stress. Plant Growth Regulation, [s.l], v.60, p.51-59. 2010.

BENTO, L. F. et al. Potential of recovery of Campomanesia xanthocarpa Mart. ex O. Berg seedlings from water deficit. African Journal Agricultural Research, [s.l], v.30, p.2785. 2016.

BROETTO, F. Métodos de trabalho em bioquímica vegetal e tecnologia de enzimas. [recurso eletrônico] / coordenador: Fernando Broetto - Botucatu: IBB, Cultura. Acadêmica, UNESP, São Paulo. 92p. 2014.

CAMPELO, D. H. et al. Trocas gasosas e eficiência do fotossistema II em plantas adultas de seis espécies florestais em função do suprimento de água no solo. Revista Árvore, Viçosa, v.39, n.5, p.973-983. 2015.

CARNEIRO, M. M. L. C. et al. Atividade antioxidante e viabilidade de sementes de girassol após estresse hídrico e salino. Revista Brasileira de Sementes, Londrina, v.33, n.4, p. 752-761. 2011.

CECHIN, I. et al. Differential responses between mature and young leaves of sunflower plants to oxidative stress caused by water deficit. Ciência Rural, Santa Maria, v.40, n.6, p.290-1294. 2010.

FERRAZ, R. L. S. et al. Trocas gasosas e eficiência fotossintética em ecótipos de feijoeiro cultivados no semiárido. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v.42, n.2, p.181-188. 2012.

FERREIRA. D. F. SISVAR: A computer statistic al analysis system. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v.35, n.6, p.1039-1042. 2011.

HIRAYAMA, T.; SHINOZAKI, K. Research on plant abiotic stress responses in the postgenome era: past, present and future. The Plant Journal, [s.l], v.61, n.6, p.1041-52. 2010.

JALEEL, C. A. et al. Drought Stress in Plants: A Review on Morphological Characteristics and Pigments Composition. International Journal of Agriculture & Biology, [s.l], v.11, n.1, p.100-105. 2009.

JUNGLOS, F. S. et al. Morphophysiological responses of Ormosia arborea (Fabaceae) seedlings under flooding and post-flooding conditions. Australian Journal of Botany, [s.l], v.66, n.7, p.489-499. 2018.

LAGE-PINTO, F. et al. Photosynthetic analyses of two native Atlantic Forest species in regenerative under story of eucalyptus plantation. Brazilian Journal of Plant Physiology, Campos dos Goytacases, v.24, n.2, p.95-106. 2012.

LIU, Z. B. et al. Effect of off-Season flooding on growth, photosynthesis, carbohydrate partitioning, and nutrient uptake in Distylium chinense. PloSOne, [s.l], v.9, n.9, p.1-9, 2014.

MACHADO, R. S. et al. Respostas biométricas e fisiológicas ao déficit hídrico em cana-de-açúcar em diferentes fases fenológicas. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.44, n.12, p.1575-1572, 2009.

MARIANO, K. R. S. et al. Fotossíntese e tolerância protoplasmática foliar em Myracrodruon urundeuva Fr. All. Floresta, Curitiba, v.39, n.4, p. 853-859. 2009.

OLIVEIRA, A. K. M.; GUALTIERI, S. C. J. de; BOCCHESE, R. A. Gas Exchange of potted Tabebuia aurea plants under hydric stress. Acta Scientiarum Agronomy, Maringá, v.33, n.4, p. 641-647. 2011.

POMPELLI, M. F. et al., Photosynthesis, photoprotection and antioxidant activity of purging nut under drought deficit and recovery. Biomass and Bioenergy, [s.l], v.34, n.8, p. 1207–1215. 2010.

ROSA, D. B. C. J. et al. Gas Exchange and antioxidant activity in seedlings of Copaifera langsdorffii Desf. under different water conditions. Anais da Academia Brasileira de Ciências, Rio de Janeiro, v.89, n.4, p.3039-3050. 2017.

SARMENTO, M. B.; VILLELA, F. A. Sementes de espécies florestais nativas do Sul do Brasil. Informativo Abrates, Londrina, v.20, n. (1 e 2), p. 39-44. 2010.

Downloads

Publicado

23-11-2022

Como Citar

Souza , A. P. R., Bastos, S. da S., Bastos, J. da S., Barbosa, V. de M., Dresch, D. M., Mussury, R. M., & Scalon, S. de P. Q. (2022). Metabolismo fotossintético e enzimático de <i>Ormosia arborea</i> (Vell.) Harms sob diferentes disponibilidades hídricas. Ciência Florestal, 32(4), 1772–1789. https://doi.org/10.5902/1980509841379

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)