ATRIBUTOS QUÍMICOS E FÍSICOS DO SOLO EM ÁREAS SOB DIFERENTES COBERTURAS FLORESTAIS E PASTAGEM EM ALÉM PARAÍBA - MG

Felipe Vieira da Cunha Neto, Marcos Gervasio Pereira, Paulo Sérgio dos Santos Leles, Elton Luiz da Silva Abel

Resumo


O objetivo desse estudo foi avaliar a qualidade do solo sob povoamentos florestais homogêneos (Acacia mangium - acácia, Mimosa artemisiana - mimosa e Eucalyptus grandis x Eucalyptus urophylla - eucalipto) em comparação com área de pastagem de Brachiaria sp. (pasto) e floresta secundária. O trabalho foi conduzido na Fazenda Cachoeirão, em Além Paraíba - MG. A amostragem foi realizada nas camadas de 0,00 - 0,05 m e 0,05 - 0,10 m. Foram analisados os atributos químicos tais como teor de nutrientes, pH, acidez potencial (H + Al) e teor de carbono orgânico (COT), e os atributos físicos densidade do solo (Ds), volume total de poros (VTP) e a estabilidade de agregados. Os valores de saturação por bases foram muito baixos em todas as áreas. Dentre os povoamentos florestais, as áreas de mimosa e eucalipto  proporcionaram maior adição de COT ao solo. Não houve diferença significativa para as variáveis Ds e VTP em nenhuma das camadas analisadas. O atributo químico que possibilitou melhor diferenciação entre as áreas foi o teor de carbono orgânico (COT). As florestas de mimosa e acácia foram as que mais contribuíram para a estabilização dos agregados do solo na camada de 0,00 - 0,05 m. Esta camada foi a que apresentou melhor diferenciação entre as áreas em relação à estabilidade de agregados. A área de pastagem foi a que mais se assemelhou à floresta secundária quanto à estabilidade de agregados nas camadas de 0,00 - 0,05 m e 0,05 - 0,10 m. Para a profundidade de 0,05 - 0,10 m, não foram verificadas diferenças estatísticas entre as áreas para as variáveis físicas estudadas.


Palavras-chave


qualidade do solo; estabilidade de agregados; povoamentos florestais.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, R. S. et al. Culturas de cobertura e qualidade física de um Latossolo em plantio direto. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 13, n. 4, p. 411-418, 2009.

ALVES, B. J. R. et al. Dinâmica do carbono em solo sob pastagens. In: SANTOS, G. A.; SILVA, L. S.; CANELLAS, L. P.; CAMARGO, F. A. O. (Ed.). Fundamentos da matéria orgânica do solo. Porto Alegre: Metrópole, 2008. p. 561-569.

AMADO, T. J. C. et al. Qualidade do solo avaliada pelo “soil quality kit Test” em dois experimentos de longa duração no Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v. 31, n. 7, p. 109-121, 2007.

BALIEIRO, F. C. et al. Fertilidade e carbono do solo e uso da água pelo eucalipto numa topossequência em Seropédica, RJ. Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 32, n. 1, p. 1-6, 2008.

BISSANI, C. A. et al. Solos ácidos e solos afetados por sais. In: MEURER, J. E. (Ed.). Fundamentos de química do solo. Porto Alegre: Evangraf, 2006.

BOLINDER, M. A. et al. The response of soil quality indicators to conservation management. Canadian Journal of Soil Science, Otawa, v. 79, n. 1, p. 37-45, 1999.

BRITO, R. J. Indicadores de qualidade do solo em ambiente de tabuleiros costeiros na região norte fluminense, RJ. 2005. 75 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, 2005.

CARVALHO, R. et al. Atributos físicos da qualidade um solo sob sistema agroflorestal. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 39, n. 5, p. 1153-1155, 2004.

CAVICHIOLO, S. R. et al. Modificações nos atributos físicos de solos submetidos a dois sistemas de preparo em rebrota de Eucalyptus saligna. Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 29, n. 4, p. 571-577, 2005.

COSTA, et. al. Aumento de matéria orgânica num latossolo bruno em plantio direto. Ciência Rural, Santa Maria, v. 34, n. 2, p. 587-589, 2004.

CUNHA NETO, F. V. et al. Acúmulo e decomposição da serapilheira em quatro formações florestais. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 23, n. 3, p. 379-387, 2013.

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Manual de métodos de análises de solo. Rio de Janeiro: EMBRAPA, 1997. 212 p.

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema brasileiro de classificação de solos. 2. ed. Rio de Janeiro: EMBRAPA, 2006. 306 p.

GOMES, A. S. et al. Caracterização de indicadores da qualidade do solo, com ênfase às áreas de várzea do Rio Grande do Sul. Pelotas: Embrapa Clima Temperado, 2006. 40 p. (Embrapa Clima Temperado. Documentos, 169).

GRIMALDI, M. et al. Soil Structure. In: SCHROTH, G.; SINCLAIR, F. L. (Ed.). Trees, crops and soil fertility: concepts and research methods. Trowbridge: CABI Publishing, 2003. p. 191-208.

KEMPER, W. D.; CHEPIL, W. S. Size distribution of aggregates. In: BLACK, C. A. (Ed.). Methods of soil analysis. Madison: American Society of Agronomy, 1965. p. 499-510.

LIMA, R. M. Estrutura de um trecho de floresta estacional semidecidual no município de Além Paraíba – MG. 2005. 22 f. Monografia (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, 2005.

LONGO, R. M. et al. Modificações na estabilidade de agregados no solo decorrentes da introdução de pastagens em áreas de cerrado e floresta amazônica. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 3, n. 3, p. 276-280, 1999.

NETTO, I. T. P. et al. Atributos físicos e químicos de um Latossolo Vermelho-Amarelo sob pastagens com diferentes históricos de uso. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v. 33, n. 5, p. 1441-1448, 2009.

PEREIRA, A. L. Atributos do solo sob pastagem em sistema destema de sequeiro e irrigado. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 33, n. 2, p. 377-384, 2009.

PESCE, L. R. F. Correlação de atributos físico-hídrico de um cambissolo háplico tb distrófico sobre o processo erosivo na região de Nazareno – MG. 2005. 77 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2009.

PILLON, C. N. et al. Monitoramento de um argissolo vermelho sob produção de eucalipto de treze e vinte anos. Pelotas: Embrapa Clima Temperado, 2008. 26 p. (Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento, 71).

PINHEIRO, E. F. M. et al. Fracionamento densimétrico da matéria orgânica do solo sob diferentes sistemas de manejo e cobertura vegetal em Paty do Alferes (RJ). Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v. 28, n. 5, p. 731-737, 2004.

RODRIGUES, G. B. et al. Dinâmica da regeneração do subsolo de áreas degradadas dentro do bioma Cerrado. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 11, n. 1, p. 73-80, 2007.

ROSCOE, R.; MACHADO, P. L. O. A. Fracionamento físico do solo em estudos da matéria orgânica. Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2002. 86 p.

SALTON, J. C et al. Agregação e estabilidade de agregados do solo em sistemas agropecuários em Mato Grosso do Sul. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v. 32, n. 1, p. 11-21, 2008.

SILVA, A. J. N. et al. Matéria orgânica e propriedades físicas de um Argissolo Amarelo Coeso sob sistemas de manejo com cana-de-açúcar. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 10, n. 3, p. 579-585, 2006a.

SILVA, C. F. Indicadores de qualidade de solo em áreas de agricultura tradicional no entorno do Parque Estadual da Serra do Mar em Ubatuba (SP). 2005. 80 f. Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo) – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, 2005.

SILVA M. A. S. et al. Propriedades físicas e teor de carbono orgânico de um Argissolo Vermelho sob distintos sistemas de uso e manejo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v. 30, n. 3, p. 329-337, 2006b.

SIMÕES, S. M. O. et al. Carbono orgânico e biomassa microbiana do solo em plantios de Acacia mangium no Cerrado de Roraima. Acta Amazonica, Manaus, v. 40, n. 1, p. 23-30, 2010.

SISTEMA DE METEREOLOGIA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Clima. [01/06/2009]. Disponível em: .

SIX, J. et al. A history of research on the link between (micro)aggregates, soil biota, and soil organic matter dynamics. Soil & Tillage Research, Amsterdam, v. 79, n. 1, p. 7-31, 2004.

SPERA, S. T. et al. Efeitos de sistemas de produção de grãos envolvendo pastagens sob plantio direto nos atributos físicos de solo e na produtividade. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v. 28, n. 3, p. 533-542, 2005.

VELOSO, H. P. et. al. Classificação da vegetação brasileira, adaptada a um sistema universal. Rio de Janeiro: IBGE, 1991. 123 p.

VEZZANI, F. M. Qualidade do sistema solo na produção agrícola. 2001. 184 f. Tese (Doutorado em Ciência do Solo) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2001.

WENDLING, B. et al. Carbono orgânico e estabilidade de agregados de um Latossolo Vermelho sob diferentes manejos. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 40, n. 5, p. 487-494, 2005.

WOHLENBERG, E. V. et al. Dinâmica da agregação de um solo franco arenoso em cinco sistemas de culturas em rotação e em sucessão. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v. 28, n. 6, p. 891-900, 2004.

YAMASHITA, N. et al. Soil changes induced by Acacia mangium plantation establishment: Comparison with secondary forest and Imperata cylindrical grassland soils in South Sumatra, Indonesia. Forest Ecology and Management, Amsterdam, v. 254, p. 362-370, 2008.

ZAIA, F. C.; GAMA-RODRIGUES, A. C. Ciclagem e balanço de nutrientes em povoamentos de eucalipto na região norte fluminense. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v. 28, p. 843-852, 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1980509831569

Licença Creative Commons