Quintais agroflorestais na Amazônia Central: caracterização, importância social e agrobiodiversidade

Breno Pinto Rayol, Izildinha Souza Miranda

Resumo


O objetivo do presente estudo foi descrever as principais características dos quintais agroflorestais da Amazônia Central, assim como avaliar a importância social e a contribuição desses agroecossistemas para a conservação da agrobiodiversidade. Foram amostrados 334 quintais localizados em 14 municípios do Pará, Brasil. Os proprietários ou responsáveis foram entrevistados para a coleta de dados sobre o histórico, usos e práticas de manejo dos quintais. Os quintais da Amazônia Central são manejados de baixa a média intensidade com o uso de insumos internos e os principais critérios de seleção plantas estão relacionados aos seus potenciais de uso, formação de sombra e longevidade das espécies. Além da produção de alimentos para consumo familiar, os quintais desempenham funções estéticas, sociais, recreativas e religiosas. Os quintais agroflorestais da Amazônia Central desempenham importante papel na conservação da agrobiodiversidade.

Palavras-chave


Agrobiodiversidade; Agroecossistema; Agroflorestal

Texto completo:

PDF

Referências


ALEMU, M. M. Indigenous Agroforestry Practices in Southern Ethiopia: The Case of Lante, Arba Minch. Open Access Library Journal, [s.l.], v.3, n.1, p.1-12, 2016.

APG IV. An update of the Angiosperm Phylogeny Group classification for the orders and families of flowering plants: APG IV. Botanical Journal of the Linnean Society, London, v.181, p.1–20, 2016.

AWORINDE, D. O. et al. Assessment of plants grown and maintained in home gardens in Odeda area Southwestern Nigeria. Journal of Horticulture and Forestry, [s.l.], v.5, p.2, 29-36, 2013.

BATISTA, D. L.; BARBOSA, R. I. Agrobiodiversidade urbana: composição florística, riqueza e diversidade de plantas nos quintais de Boa Vista, Roraima. Revista Brasileira de Agroecologia, Porto Alegre, v.9, n.2,

p.130-150, 2014.

CALVET-MIR, L. et al. The Transmission of Home Garden Knowledge: Safeguarding Biocultural Diversity and Enhancing Social–Ecological Resilience. Society & Natural Resources, [s.l.], v.29, n.5, p.556-571, 2016.

CARDOZO, E. G. et al. Species richness increases income in agroforestry systems of eastern Amazonia. Agroforestry Systems, Chennai, v. 89, p.901-916, 2015.

CARNEIRO, M. G. R. et al. Quintais produtivos: contribuição à segurança alimentar e ao desenvolvimento sustentável local na perspectiva da agricultura familiar (O caso do assentamento Alegre, município de Quixeramobim/CE). Revista Brasileira de Agroecologia, Porto Alegre, v.8, n.2, p.135-147, 2013.

CASTRO, A. P. D. et al. Os sistemas agroflorestais como alternativa de sustentabilidade em ecossistemas de várzea no Amazonas. Acta Amazonica, Manaus, v.39, n.2, p.279-288, 2009.

CULTRERA, M.; AMOROZO, M. C. M.; FERREIRA, F. C. Agricultura urbana e conservação da agrobiodiversidade: um estudo de caso em Mato Grosso, Brasil. Sitientibus, série Ciências Biológicas, Feira de Santana, v.12, n.2, 323-332, 2012.

FREITAS, A. V. L. et al. Diversidade e usos de plantas medicinais nos quintais da comunidade de São João da Várzea em Mossoró, RN. Revista Brasileira Plantas Medicinais, Botucatu, v.17, n. 4 (supl. 2), p.845-856, 2015.

FRISON, E. A.; CHERFAS, J.; HODGKIN, T. Agricultural Biodiversity Is Essential for a Sustainable Improvement in Food and Nutrition Security. Sustainability, Basel, v.3, p.238-253, 2011.

GALLUZZI, G.; EYZAGUIRRE, P.; NEGRI, V. Home Gardens: Neglected Hotspots of Agro-biodiversity and Cultural Diversity. Biodiversity Conservation, [s.l.], v.19, p.3635–3654, 2010.

GBEDOMON, R. C. et al. Factors affecting home gardens ownership, diversity and structure: a case study from Benin. Journal of Ethnobiology and Ethnomedicine, [s.l.], v.11, p.56-72, 2015.

IDOHOU, R. et al. Biodiversity conservation in home gardens: traditional knowledge, use patterns and implications for management. Journal of Biodiversity Science, Ecosystem Services & Management, [s.l.], v.10, n.2, p.89-100, 2014.

KIM, D. G. et al. Conversion of home garden agroforestry to crop fields reduced soil carbon and nitrogen stocks in Southern Ethiopia. Agroforestry Systems, Chennai, v.90, n.2, p.251-264, 2015.

LOBATO, G. D. J. M. et al. Condições térmico-hídricas e percepções de conforto ambiental em quintais urbanos de Abaetetuba, Pará, Brasil. Raega-O Espaço Geográfico em Análise, Curitiba, v.38, p.243-266, 2016.

LOPE-ALZINA, D. G.; HOWARD, P. L. The structure, composition, and functions of homegardens: Focus on the Yucatán Peninsula. Etnoecológica, [s.l.], v.9, n.1, 17-41, 2012.

MADALCHO, A. B.; TEFERA, M. T. Management of Traditional Agroforestry Practices in Gununo Watershed in Wolaita Zone, Ethiopia. Forest Research, [s.l.], v.5, n.1, p.1-6, 2016.

MAMEDE, J. S. S et al. Os quintais e as manifestações culturais da comunidade São Gonçalo Beira Rio, Cuiabá–MT. Biodiversidade, Rondonópolis, v.14, n.1, p.168-182, 2015.

MAROYI, A. Use and management of homegarden plants in Zvishavane district, Zimbabwe. Tropical Ecology, Winchelsea, v.54, n.2, p;191-203, 2013.

MARTINS, W. M. O. et al. Agrobiodiversidade nos quintais e roçados ribeirinhos na comunidade boca do Môa–Acre. Biotemas, Florianópolis, v.25, n.3, p.111-120, 2012.

MIRANDA, T. G. et al. O uso de plantas em quintais urbanos no bairro da Francilândia no município de Abaetetuba, PA. Scientia Plena, Aracaju, v.12, n.6, p.1-18, 2016.

MOBOT, Missouri Garden W3 tropicos. Disponivel em: . (Acesso em: 15/11/2011). 2011.

MWAVU, E. N. et al. Agrobiodiversity of homegardens in a commercial sugarcane cultivation land matrix in Uganda. International Journal of Biodiversity Science, Ecosystem Services & Management, [s.l.], v.12, n.3, 191-201, 2016.

NASCIMENTO, E. C.; GUERRA, G. A. D. Quintais multifuncionais: a diversidade de práticas produtivas e alimentares desenvolvidas pelas famílias da comunidade quilombola do Baixo Acaraqui, Abaetetuba, Pará. Revista IDeAS, Seropédica, v.8, n.2, p.7-40, 2014.

PARÁ. Política de Recursos Hídricos do Estado do Pará, Belém: Secretaria de Estado de Meio Ambiente. 2012.

PEREIRA, K. J. C. et al. Saber tradicional, agricultura e transformação da paisagem na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Amanã, Amazonas. Uakari, Belém, v.2, n.1, p.9-26. 2006.

PEREIRA, C. N. et al. Caracterização de quintais agroflorestais no Projeto de Assentamento Belo Horizonte I, São Domingos do Araguaia, Pará. Revista Agroecossistemas, Belém, v.2, n.1, p.73-81, 2010.

PEREIRA, B. M.; ALMEIDA, M. G. O quintal Kalunga como lugar e espaço de saberes. Revista GeoNordeste, Aracaju, v.2, p.47-64, 2011.

PEREIRA, P. V. M; FIGUEIREDO NETO, L. F. Conservação de espécies florestais: um estudo em quintais agroflorestais no município de Cáceres–MT. Electronic Journal of Management, Education and Environmental Technology (REGET), [s.l.], v.19, n.3, p.783-793, 2015.

PEYRE, A. G.; WIERSUM, K. F.; BONGERS, F. Dynamics of homegarden structure and function in Kerala, India. Agroforestry Systems, Chennai, v.66, n.2, p.101-115, 2016

QUARESMA, A. P. et al. Composição florística e faunística de quintais agroflorestais da agricultura familiar no nordeste paraense. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, Pombal, v.10, n.5, p.76-84, 2015.

SHANLEY, P.; MEDINA, G. (eds). Frutíferas e plantas úteis na vida amazônica. Belém: CIFOR/IMAZON, 2005. 300p.

SIVIERO, A. et al. Plantas ornamentais em quintais urbanos de Rio Branco, Brasil. Bol. Mus. Para. Emílio Goeldi. Ciênc. hum., Belém, v.9, n.3, p.797-813, 2014.

WINKLERPRINS, A. M. G. A. House-lot gardens in Santarém, Pará, Brazil: linking rural with urban. Urban Ecosystems, [s.l.], v.6, n.1-2, 43-65, 2002.

WINKLERPRINS, A. M. G. A.; SOUZA, P. S. Surviving the city: urban home gardens and the economy of affection in the Brazilian Amazon. Journal of Latin American Geography, Austin, v.4, n.1, p.107-126, 2005.

XU, Z. Conservation of biodiversity and cultural diversity are two sides of a coin: Xishuangbanna Dai's ecological culture as an example. Biodiversity Science, [s.l.], v.23, n.1, p.126-130, 2015.

ZORONDO-RODRÍGUEZ, F. et al. Contribution of natural and economic capital to subjective well-being: empirical evidence from a small-scale society in kodagu (karnataka), india. Social Indicators Research, [s.l.], v.127, n.2, p.919-937, 2016.




DOI: https://doi.org/10.5902/1980509829853

Licença Creative Commons