Impacto da queima de vegetação do Cerrado sobre fungos habitantes do solo

Rosângela Ribeiro de Sousa, Evelynne Urzêdo Leão, Ronice Alves Veloso, Marcos Giongo, Gil Rodrigues dos Santos

Resumo


Existem poucos estudos relacionados ao impacto de queimadas sobre os fungos habitantes do solo presente no cerrado. Objetivou-se com este trabalho identifcar a micoflora presente em amostras de solos, antes e após o processo de queimada em duas profundidades, observando a interferência deste processo na população de fungos habitantes do solo. As amostras foram coletadas em uma área, no município de Jaú do Tocantins, Estado do Tocantins. Foram instalados bioensaios em delineamento experimental inteiramente casualizado, com quatro repetições e cinco tratamentos, representados por diferentes concentrações de solução do solo. A identifcação dos fungos foi feita, em nível de gênero, de acordo com suas estruturas morfológicas formadas em meio de cultura, através de observações em microscópio ótico. Na área antes da queimada, observou-se a presença de maior diversidade de gêneros e quantidade de colônias fúngicas. O contrário foi constatado na área posteriormente submetida à queimada, que apresentou menor número de colônias fúngicas. Dos gêneros identifcados, destacaram-se Aspergillus, Penicillium, Cladosporium, Fusarium, Mucor, Pythium e Trichoderma, que apresentaram maior número de colônias em quantidades representativas. Observou-se ainda uma redução em torno de 45% na população de fungos antagonistas. Foi possível constatar que o uso do fogo na vegetação influenciou negativamente as populações microbianas presentes nas camadas mais sup


Palavras-chave


Microrganismos; Micoflora; Efeito do fogo

Texto completo:

PDF

Referências


BARNETT, H. C.; HUNTER, B. B. Illustrated genera of imperfect fungi. 3th ed. Mineapolis: Burgess Publishing, 1972. 241 p.

BAUGH, C. L. et al. The genus bacillus and genus Trichoderma for Agricultural bioaugmentation. [S.l.: s.n.], 2007. 4 p.

BORLAUG, N. E. Feeding a world of 10 billion people: the miracle ahead. In: BAILEY, R. (Ed.). Global warming and other eco-myths. Roseville: Competitive Enterprise Institute, 2002. p. 29-60.

BUÉE, M. et al. Soil niche effect on species diversity and catabolic activities in an ectomycorrhizal fungal community. Fems Microbiology Ecology, Amsterdam, v. 39, n. 8, p. 1947-1955, 2007.

COSTA, M. R. G. F. Uso do fogo em pastagens naturais. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará, 2009. 24 p.

DOMSCH, K. H. et al. Compendium of soil fungi. 2nd ed. Eching: IHW-Verlag, 1993. v. 1.

DOMSCH, K. H. et al. Compendium of soil fungi. London: Academic, 2007. 672 p.

DRESS, J. D.; BOERNER, E. J. Patterns of microarthropod abundance in oak-hickory forest ecosystems in relation to prescribed fre and landscape position. Pedobiologia, Jena, v. 47, n. 1, p. 1-8, 2003.

FREITAS, L. C.; SANT’ANNA G. L. Efeito do fogo nos ecossistemas florestais. Revista da Madeira, Curitiba, v. 14, n. 79, 2004.

GOI, S. R.; SOUZA, F. A. Diversidade de microrganismos do solo. Floresta e Ambiente, Seropédica, v. 13, n. 2, p. 46-65, 2006.

GOMEZ, E. et al. Fungal abundance and distribution as influenced by clearing and land use in vertc soil of Argentina. Biology and Fertility of Soils, Berlin, v. 43, n. 3, p. 373-377, 2007.

KLICH, M. A. Biogeography of Aspergillus species in soil and litter. Mycologia, New York, v. 94, n. 1, p. 21-27, 2002.

LEITE, L. F. C.; ARAÚJO, A. S. F. Ecologia microbiana do solo. [S.l.]: EMBRAPA Meio-Norte, 2007. 24 p.

MARQUES, M. F. O. et al. Riqueza de espécies de fungos conidiais em duas áreas de Mata Atlântica no morro da pioneira, Serra da Jibóia, BA, Brasil. Acta Botânica Brasilica, Porto Alegre, v. 22, n. 4, p. 954-961, 2008.

MICHEREFF, S. J.; ANDRADE, D. E. G. T.; MENEZES, M. Ecologia e Manejo de patógenos radiculares em solos tropicais. Recife: Imprensa Universitária, 2005. 398 p.

MELO, I. S. Agentes microbianos de controle de fungos ftopatogênicos. In: MELO, I. S.; AZEVEDO, J. L. (Ed.). Controle Biológico. Jaguariúna: EMBRAPA Meio Ambiente, 1998. v. 1. p. 17-67.

MONTALDO, J. C. Respiração e densidade microbiana em solo cultivado com cana-deaçúcar submetido a diferentes sistemas de colheita. 2010. 43 f. Trabalho de conclusão de curso (Agronomia) - Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2010.

MONTEIRO, M. C. P. Identifcação de fungos dos gêneros Aspergillus e Penicillium em solos preservados do cerrado. 2012. 77 f. Dissertação (mestrado em Microbiologia Agrícola) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.

PAN, H. et al. Diversity analysis of soil dematiaceous hyphomycetes from the Yellow River source area. Journal of Zehejiang University Science B, Hangzhou, v. 9, n. 10, p. 829-834, 2008.

SANTIAGO, A. L. C. M. A.; MOTTA, C. M. S. Isolation of Mucorales from processed maize (Zea mays L.) and screening for protease activity. Brazilian Journal of Microbiology, São Paulo, v. 39, n. 4, p. 698-700, 2008.

SANTOS, D. et al. Queimadas e erosão do solo. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, v. 16, n. 176, p. 62-68, 1992.

SCHACHT, W. H. et al. Soil quality response of reestablished grasslands to mowing and burning. Journal of Range Management, Litletton, v. 49, n. 5, p. 458-463, 1996.

SOARES, R. V. Prevenção e Combate a Incêndios Florestais. In: FÓRUM NACIONAL SOBRE INCÊNDIOS FLORESTAIS, 1.; REUNIÃO CONJUNTA IPEF-FUPEF-SIF, 3. Anais... [S.l.: s.n.], 1995. p. 6-10.

SILVA, L. A. G. C. Biomas presentes no estado do Tocantins. Nota Técnica Câmara dos deputados. Brasília: Câmara dos Deputados, 2007. 10 p.

SILVA, R. F. et al. Impacto do fogo na comunidade da fauna edáfca em florestas de Eucaliptus grandis e Pinus taeda. Revista Brasileira de Agrociência, Pelotas, v. 17, n. 2-4, p. 234-241, 2011.

SMITH, J. K. Wild land fre in ecosystems: effects of fre on fauna. General Technical Report RMRS-GTR-42- v.1. Ogden: U.S. Department of Agriculture, Forest Service, Rocky Mountain Research Station, 2000. 83 p.

SOUZA, C. N. Diversidade de fungos do solo da Mata Atlântica. 2010. 67 f. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Agrícola) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2010.

WATANABE, T. Pictorial atlas of soil and seed fungi: morphologies of cultured fungi and key to species. 2nd ed. [S.l.]: CRC Press, 2002. 486 p.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1980509822614