Cumprimento dos requisitos da certificação FSC/CoC por indústrias moveleiras do Rio de Janeiro

Natália Dias de Souza, Talles de Assis Leão, Ananias Francisco Dias Júnior, Alexandre Monteiro de Carvalho, Eduardo Vinicius da Silva

Resumo


O objetivo desse estudo foi analisar a capacidade das indústrias moveleiras da região metropolitana do Rio de Janeiro, em atender aos requisitos das certificações de cadeia de custódia do Forest Council Stewardship (FSC). Os dados foram coletados através da aplicação de questionários contendo informações sobre a certificação florestal (administração participativa, capacitação dos funcionários, documentação legal da empresa, fornecedores certificados, rastreabilidade da matéria-prima e relatório de movimentação de certificação). Os questionários foram preenchidos durante visitas às empresas, respondidos pelo responsável do setor de projeto e produção. Os requisitos “disposição de licenças e outros documentos legais”, “disponibilidade de um responsável pelo processo de certificação de cadeia de custódia” e “capacitação de funcionários”, que necessitam de custos e que exigem procedimentos burocráticos para cumprimento, foram os que mais interferiram para que as empresas não obtivessem o certificado de cadeia de custódia. O requisito-chave “rastreabilidade da matéria-prima” não apresentou complexidade de cumprimento, visto que todas as indústrias afirmaram ter capacidade em atendê-lo. Em relação à norma de certificação de cadeia de custódia, a maioria das indústrias moveleiras da região metropolitana do Rio de Janeiro consegue cumprir os requisitos exigidos.

Palavras-chave


Requisitos FSC; Certificação florestal; Gestão pela qualidade

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, R. C. Certificação Florestal: uma análise dos protocolos do FSC para emissão do selo verde e das normas estatais para o licenciamento florestal no estado do Pará. 2012. 138 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido) - Universidade Federal do Pará. Belém, 2012.

ALVES, R. R. Marketing, estratégica competitiva e viabilidade econômica para produtos com certificação de cadeia de custódia na indústria moveleira. 2010. 367 f. Tese (Doutorado em Ciências Florestais) - Universidade Federal de Viçosa. Viçosa, 2010.

ALVES, R.R. et al. Certificação florestal e o mercado moveleiro nacional. Árvore, Viçosa, v.33, p.583-589, 2009a.

ALVES, R.R. et al. Certificação Florestal e o consumidor final: um estudo no polo moveleiro de Ubá – MG. Floresta e Ambiente, Seropédica, v.16, p. 40-48, 2009 b.

ALVES, R.R.; JACOVINE, L.A.G.; EINLOFT, R. Cadeia de custódia amplia selo verde. Revista da Madeira, Curitiba, n. 121, 2009a.

ALVES, R.R.; JACOVINE, L.A.G.; EINLOFT, R. Indústria moveleira impulsiona certificação florestal. Revista da Madeira, Curitiba, n.120, 2009b.

ALVES, R.R. et al. Certificação Florestal na visão gerencial e estratégica do polo moveleiro de Ubá, MG. Cerne, Lavras, v. 13, p. 117-122, 2007.

ARAUJO, M. et al. Why Brazilian companies are certifying their forests? Forest Policy and Economics, Elsevier, v. 11, p. 579-585, 2009.

BAPTISTEL, A.L.; CANCI, R.C.; LANGER, M. Análise do processo de certificação florestal FSC em empresas florestais na região de Lages/SC. Unoesc & Ciência, Joaçaba, v. 2, n. 2, p. 111-118, 2011.

DA LUZ, M.C.P.N. FSC e Cerflor: trocando em miúdos. Revista Tecnológica Gráfica, São Paulo, n. 74, 2010.

FARIA, A.B.C. Revisando o processo de certificação florestal. Revista Ambiência, Guarapuava, v.5, n.1, p.145-153, 2009.

FOREST COUNCIL STEWARDSHIP BRASIL. FSC. Guias de compras de produtos certificados FSC. Páginas verdes, Brasília. 2013. Disponível em: br.fsc.org/download.guia-pginas-verdes.68.htm. Acesso em: 20 set. 2019.

FOREST COUNCIL STEWARDSHIP. FSC. Tipos de Certificados FSC. FSC online, Brasília. 2019. Disponível em: http://br.fsc.org/tipos-de-certificados.204.htm. Acesso em: 20 set. 2019.

GUSMÃO, C.; JUNIOR, W.; BASSO, V.M. Certificação de Cadeia de Custódia para produtos florestais. Disponível em: http://www.florestascertificadas.org.br/noticias/certificacao-decadeia-de-custodia-para-produtos-florestais. 2014. Acesso em 14 ago. 2015.

JACOVINE, L.A.G. et al. Processo de implementação da certificação florestal nas empresas moveleiras nacionais. Árvore, Viçosa, v. 30, n.6, p. 961-968, 2006a.

JACOVINE, L.A.G. et al. Certificação florestal na visão gerencial e estratégica da indústria moveleira nacional. Semina: Ciências Agrarias, Londrina, v. 27, n. 3, p. 367-378, 2006b.

JÚNIOR, I.M. et al. Gestão da qualidade. Rio de Janeiro: FGV, 2008. 204p.

LUZ, R.S.O.; LIGUORI, V.C.S. Orientações sobre Sistema de Gestão da Qualidade. Campinas: Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer, 2012. 22p.

MARCOVITCH, J. Certificação e sustentabilidade ambiental: uma análise crítica. 2012. 148 f. Monografia (Graduação em Administração) - Universidade de São Paulo. São Paulo, 2012.

MINGOTI, S.A. Análise de dados através de métodos de estatística. Minas Gerais: UFMG, 2013. 297p.

PINTO, L.F.G.; PRADA, L.S. Fundamentos da certificação. In: ALVES, F.; FERRAZ, J.M.G.; PINTO, L.F.G.; SZMRECSÁNYI, T. Certificação socioambiental para a agricultura: desafios para o setor sucroalcooleiro. Piracicaba: Imaflora, 2008. p. 20-37.

PINTO, S.H.B.; GRANJA, C.P. Análise crítica da certificação florestal Brasileira- Cerflor e a Forest Stewardship Council- FSC: um estudo de múltiplos casos. In: XXXII ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA PRODUÇÃO, 2013, Salvador. Anais... Salvador, ENEGEP, 2013. p. 22357.

PUCCI, M. Integração do sistema de cadeia de custódia (FSC) em um sistema de gestão da qualidade (ISO 9001) de uma gráfica de embalagens. 2012. 180 f. Monografia (Tecnologia em Planejamento e Produção de Mídia Impressa) - Faculdade SENAI de Tecnologia Gráfica. São Paulo, 2012.

SOARES, M.F. Análise de integração em sistemas de gestão baseados nas Normas ISO 9001, ISO 14001 e OHSAS 18001 em empresas de construção civil. 2013. 149 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade Federal do Ceará. Fortaleza, 2013.

SOARES, N.S. et al. Dificuldades para a certificação florestal no Brasil. CIFlorestas. Texto Técnico. Viçosa, 2011. 4p.




DOI: https://doi.org/10.5902/1980509822299

Licença Creative Commons