CARACTERÍSTICAS DENDROMÉTRICAS, QUÍMICAS E DENSIDADE BÁSICA DA MADEIRA DE HÍBRIDOS DE Eucalyptus grandis X Eucalyptus urophylla

Tseng Yao Hsing, Nadia Figueiredo de Paula, Rinaldo César de Paula

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/1980509821119

O presente trabalho avaliou características dendrométricas, químicas e a densidade básica da madeira de cinco híbridos de Eucalyptus grandis x Eucalyptus urophylla, com 2,25 anos de idade. O experimento foi implantando no espaçamento 3,5 x 2 m, com 35 repetições e parcelas de uma planta. Quatro repetições do experimento foram cortadas avaliando-se o diâmetro a altura do peito (DAP, a 1,3 m do solo), altura total e comercial, biomassa seca de folhas, galhos, madeira e casca, volume com e sem casca e volume de casca. Das árvores abatidas foram retirados discos de 5 cm de espessura no DAP e a 0 (base), 25, 50, 75 e 100% da altura comercial, para determinação da densidade básica e caracterização química da madeira. Os dados foram submetidos à análise de variância e comparação de médias pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. Os clones de Eucalyptus grandis x Eucalyptus urophylla diferiram quanto ao volume e biomassa com destaque para o C5 com valores superiores aos demais clones. A densidade básica da madeira foi maior na base da árvore; nas demais posições de amostragem, os valores de densidade foram semelhantes entre si; dentre os clones, o C5 apresentou densidade básica da madeira superior ao C3 e ao C4, assim como o C2 superou o C3. As características químicas da madeira foram semelhantes entre os clones e, apesar da avaliação ter sido realizada em plantas jovens, os clones demonstraram bom potencial em Jaboticabal - SP.


Palavras-chave


eucalipto; biomassa; volume; densidade básica da madeira; constituintes químicos da madeira.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAF – Associação Brasileira de Produtores de Florestas Plantadas. 2013. Anuário Estatístico da ABRAF 2013 ano base 2012. 146p.

ALENCAR, G. S. B.; BARRICHELO, L. E. G.; SILVA JUNIOR, F. G. Qualidade da madeira de híbrido de Eucalyptus grandis x E. urophylla e seleção precoce In: 34º Congresso Anual. ABTCP - Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel. 6 p., 2001. Disponível em: . Acesso em: 06 setembro 2013.

ALZATE, S. B.; TOMAZELLO FILHO, M.; PIEDADE, S. M. de S. Variação longitudinal da densidade básica da madeira de clones de Eucalyptus grandis Hill ex Maiden, E. saligna Sm. e E. grandis x urophylla. Scientia Forestalis, n. 68, p. 87-95, ago-2005.

ANDRIOLI, I.; CENTURION, J. F. Levantamento detalhado dos solos da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 27., 1999, Brasília, DF. Resumos... Brasília, DF: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 1999. CD-ROM.

BOWYER, J. L.; SHMULSKY, R.; HAYGREEN, J. G. Forest products and wood science: an introduction. Ames-Iowa: 2007. Blackwell Publishing. 558p.

CHIES, D. Influência do espaçamento sobre a qualidade e o rendimento da madeira serrada de Pinus taeda L. 2005. 137 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2005.

FERREIRA, C. R. et al. Avaliação tecnológica de clones de eucalipto: parte 1 - qualidade da madeira para produção de celulose Kraft. Scientia Forestalis, n. 70, p. 161-170, abr. 2006.

FOEKEL, C. E. B. Individualização das fibras da madeira do eucalipto para a produção de celulose kraft. 2009. Disponível em: . Acesso em: 02 setembro 2013.

FREDERICO, P. G. U. Efeito da região e da madeira de eucalipto nas propriedades do carvão vegetal. 2009. 85 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.

GOMIDE, J. L. et al.. Caracterização tecnológica, para produção de celulose, da nova geração de clones de Eucalyptus do Brasil. Revista Árvore, v.29, n.1, p.129-137, 2005.

GOMIDE, J. L.; COLODETTE, J. L. Qualidade da madeira. In: BORÉM, A. (Ed.). Biotecnologia florestal. Viçosa-MG: 2007. p. 25-54.

GOMIDE, J. L.; DEMUNER, B. J. Determinação do teor de lignina em material lenhoso: método Klason modificado. O papel, v. 47, n. 8, p. 36-38, 1986.

GONÇALVES, F. G. Efeito de taxa de crescimento na qualidade da madeira de hibrido clonal de Eucalyptus urophylla x grandis par produtos sólidos. 2006. 167 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) – Universidade Federal do Espirito Santo, Alegre, 2006.

GOULART, M. et al.. Massa específica básica e massa seca de madeira de Eucalyptus grandis sob o Efeito do espaçamento de plantio e da posição axial no tronco. Ciência Florestal, v. 13, n. 2, p. 167-175, 2003.

GOUVÊA, A. F. G. et al.. Determinação da densidade básica da madeira de Eucalyptus por diferentes métodos não destrutivos. Revista Árvore, v.35, n.2, p.349-358, 2011.

MAGALHÃES, W. M. et al.. Desempenho silvicultural de espécies de Eucalyptus spp. em quatro espaçamentos de plantio na região noroeste de Minas Gerais. Floresta e Ambiente, v.12, n.2, p. 01 - 07, 2006

MASSARO, R. A. M. et al. Viabilidade de aplicação da seleção precoce em testes clonais de Eucalyptus spp. Ciência Florestal, v. 20, n. 4, p. 597-609, 2010

MOKFIENSKI, A. et al. Importância da densidade e do teor de carboidratos totais da madeira de eucalipto no desempenho da linha de fibra. In: COLÓQUIO INTERNACIONAL SOBRE CELULOSE KRAFT DE EUCALIPTO, 2003, Viçosa. Anais... Viçosa: 2003. p. 15-28

MORAIS, P. H. D. Efeito da idade da madeira de eucalipto na sua química e polpabilidade, e branqueabilidade e propriedades físicas da polpa. 2008. Dissertação (Mestrado em Agroquímica) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.

NEVES, T. A. et al. Qualidade da madeira de clones de Eucalyptus em diferentes idades para a produção de bioenergia. Revista Ciências Agrárias, v. 56, n. 2, p. 139-148, 2013.

SANTANA, R. C. et al. Alocação de nutrientes em plantios de eucalipto no Brasil. Revista Brasileira de Ciência do Solo, número especial, p. 2724-2734, 2008.

SANTANA, W. M. Crescimento, produção e propriedades da madeira de um clone de Eucalyptus grandis e E. urophylla com enfoque energético. 2009. 95 p. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia da Madeira) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.

SANTOS, C. R., SANSÍGOLO, C. A. Métodos não-normatizados para determinação de celulose como parâmetro de seleção de árvores matrizes visando a produção de polpa Kraft-AQ. Iberoamerican Congress on Pulp and Paper, 2000, 13p. 2000

SANTOS, I. D. Influência dos teores de lignina, holocelulose e extrativos na densidade básica, contração da madeira e nos rendimentos e densidade do carvão vegetal de cinco espécies lenhosas do cerrado. 2008. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) - Universidade de Brasília, Brasília, 2008.

SÃO TEAGO, G. B. Qualidade das madeiras de acácia e eucalipto provenientes de cultivo misto visando a produção de celulose. 2012. 111 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais). Universidade Federal do Espírito Santo, Jerônimo Monteiro, 2012.

SETTE JR., C. R. et al. Efeito da idade e posição de amostragem na densidade e características anatômicas da madeira de Eucalyptus grandis. Revista Árvore, v.36, n.6, p.1183-1190, 2012.

SILVA, J. C. et al. Influência da idade e da posição ao longo do tronco na composição química da madeira de Eucalyptus grandis Hill ex Maiden. Revista Árvore, v. 29, n. 3, p. 455-460, 2005.

SOARES, C. P. B.; PAULO NETO, F.; SOUZA, A. L. Dendrometria e inventário florestal. Viçosa: Ed. UFV, 2006. 276p.

TAPPI - Technical Association of the Pulp and Paper Industry. TAPPI test methods T 211 om-02: ash in wood, pulp, paper and paperboard: combustion at 525o C. Atlanta: Tappi Technology Park, 1993.

TAPPI - Technical Association of the Pulp and Paper Industry. TAPPI test methods T 264 om-88: preparation of wood for chemical analysis. Atlanta: Tappi Technology Park, 1996.

TAPPI - Technical Association of the Pulp and Paper Industry. TAPPI test methods T 257 cm-85: sampling and preparing wood for analysis. Atlanta: Tappi Technology Park, 1996.

TOLFO, A. L. T. et al. Parâmetros genéticos para caracteres de crescimento, de produção e tecnológicos da madeira em clones de Eucalyptus spp. Scientia Forestalis, n. 67, p.101-110, 2005.

TRUGILHO, P. F.; LIMA, J. T.; MENDES, L. M. Influência da idade nas características físico-químicas e anatômicas da madeira de Eucalyptus saligna. Cerne, v. 2, n. 1, p. 94-116, jan./jun. 1996.

VITAL, B. R. Métodos de determinação de densidade da madeira. Viçosa: SIF, 1984. 21p. (Boletim Técnico, 1).




DOI: https://doi.org/10.5902/1980509821119

Licença Creative Commons