Estimativa da oferta de biomassa florestal em povoamentos de Pinus taeda L. após intervenções culturais

Juliana Ceccato Ferreira, Thielly Schmidt Furtado Stähelin, Márcia Silva de Jesus, Graciela Inês Bolzon de Muñiz, Martha Andreia Brand, Thaís Pereira Freitas

Resumo


Com a determinação do quanto de biomassa florestal é gerada após as intervenções culturais é possível definir as áreas passíveis de exploração. Com isso, o objetivo do trabalho foi quantificar e estimar a oferta de biomassa de Pinus taeda L. disponível após as intervenções culturais. O experimento foi realizado em reflorestamentos nos municípios dos estados do Paraná e Santa Catarina, com idades de 3 anos (primeira desrama), 5 anos (segunda desrama), 7 anos (terceira desrama), 11 anos (primeiro desbaste) 19 anos (segundo desbaste), 23 e 33 anos (cortes rasos). Para cada idade foram amostradas 10 árvores e quantificados os componentes acículas, galhos, ponteira e casca. Após o corte raso, aos 23 anos houve maior disponibilidade de biomassa individual (372,6 kg.árv-1) e por unidade de área (144,4 t.ha-1), sendo composto principalmente por galhos (69,3%), seguido das acículas (17,9%), casca (11,0%) e ponteira (1,8%) por unidade de área. A correlação entre a massa dos componentes da biomassa por árvore e as variáveis independentes foi significativa e superior a 0,52. A menor correlação foi observada entre estas e a quantidade ofertada de ponteiras. Os modelos de regressão selecionados para estimar a massa de biomassa em função das variáveis independentes tiveram R²aju superiores a 83%, baixos desvios padrões e coeficientes de variação.

 


Palavras-chave


Quantificação florestal; Uso múltiplo das florestas; Resíduos pós-colheita

Texto completo:

PDF

Referências


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 11941: Madeira - Determinação da densidade básica. Rio de Janeiro, 2003.

BELLOTE, A. F. J. et al. Resíduos da indústria de celulose em plantios florestais. Boletim de Pesquisa Florestal, Colombo, n. 37, p. 99-106, 1998.

BELLOTE, A. F. J.; SILVA, H. D. Sampling techniques and nutritional evaluations in eucalypt plantations. In: GONÇALVES, J. L. M.; BENEDETTI, V. (Ed.). Forest nutrition and fertilization. Piracicaba: IPEF, 2004. p. 113-139.

BRAND, M. A. Qualidade da biomassa florestal para o uso na geração de energia em função da estocagem. 2007. 169 f. Tese (Doutorado em Ciências Florestais) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2007.

BRAND, M. A. Rendimento do processo produtivo e energético da matéria-prima de uma indústria de base florestal. 2000. 180 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2000.

BRIANEZI, D. et al. Equações alométricas para estimativa de carbono em árvores de uma área urbana em Viçosa-MG. Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 37, n. 6, p. 1037-1081, 2013.

CASTRO, A. F. N. M. et al. Quantification of forestry and carbonization waste. Renewable Energy, Oxford, v. 103, p. 432-438, 2017.

DANIELLI, F. E. et al. Modelagem do rendimento no desdobro de toras de Manilkara spp. (Sapotaceae) em serraria do estado de Roraima, Brasil. Scientia Forestalis, Piracicaba, v. 44, n. 111, p. 641-651, 2016.

EMPRESA DE PESQUISA ENERGÉTICA. Balanço energético nacional 2016: ano base 2015. Rio de Janeiro: EPE, 2016. 296 p.

FERREIRA, J. C. et al. Qualificação da biomassa em povoamentos florestais de Pinus taeda. Floresta, Curitiba, v. 46, n. 2, p. 269-276, 2016.

GIONGO, M. et al. Inventário de biomassa em um plantio de Pinus elliottii Engelm. aos 23 anos de idade. Journal of Biotechnology and Biodivesity, Tocantins, v. 2, n. 3, p. 81-86, ago. 2011.

HOBBS, T. J. et al. Models of reforestation productivity and carbon sequestration for land use and climate change adaptation planning in South Australia. Journal of Environmental Management, London, v. 181, p. 279-288, 2016.

INDÚSTRIA BRASILEIRA DE ÁRVORES. Relatório anual 2017. Brasília: IBÁ, 2017. 80 p.

LUPI, C. et al. Evaluating sampling designs and deriving biomass equations for Young plantations of poplar and willow clones. Biomass and Bioenergy, Oxford, v. 83, p. 196-2015, 2015.

OLIVEIRA, F. M.; PEREIRA, A. L. S. Comparação da produtividade entre equipamentos em dois sistemas de colheita de madeira de eucalipto. Revista Científica Eletrônica de Engenharia Florestal, Garça, v. 22, n. 1, p. 30-40, 2013.

ORTOLAN, C. et al. Aproveitamento da biomassa residual de colheita florestal. 2011. Disponível em: . Acesso em: 14 out. 2015.

RIBEIRO, S. C. et al. Quantificação de biomassa e estimativa de estoque de carbono em uma floresta madura no município de Viçosa, Minas Gerais. Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 33, n. 5, p. 917-926, 2009.

SANQUETTA, C. R. Métodos de determinação de biomassa florestal. In: SANQUETTA, C. R. et al. (Ed.). As florestas e o carbono. [s. l.: s. n.], 2002. p. 119-140.

SANTOS, M. D. et al. Avaliação da produção de biomassa do fuste de um clone híbrido de eucalipto sob diferentes espaçamentos. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 27, n. 1, p. 31-45, 2017.

SCHUMACHER, M. V.; CALDEIRA, M. V. W. Estimativa da biomassa e do conteúdo de nutrientes de um povoamento de Eucalyptus globulus (Labillardiere) sub-espécie maidenii. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 11, n. 1, p. 45-53, 2001.

SCHUMACHER, M. V. et al. Biomassa e nutrientes no corte raso de um povoamento de Pinus taeda L. de 27 anos de idade em Cambará do Sul – RS. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 23, n. 2, p. 321-332, 2013.

SCHUMACHER, M. V.; WITSCHORECK, R.; CALIL, F. N. Biomassa em povoamentos de Eucalyptus spp. de pequenas propriedades rurais em Vera Cruz, RS. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 21, n. 1, p. 178,22, 2011.

SPINELLI, R. Biomass, LAGs and the transnational project. In: GAIO, G.; DA VAL, J.; CARRARA, L. (Ed.). Guidelines for the development of a forest chips supply chain model. Italy: CNR; IVALSA, 2007. p. 14-43.

TOLOSANA, E. Manual tecnico para el aprovechamiento y elaboracion de biomasa forestal. Madrid: Mundi-Prensa, 2009. 348 p.

TOLOSANA, E. et al. Residual biomass recovery from fully-mechanized delayed thinnings on Spanish Pinus spp. plantations. Biomass and Bioenergy, Oxford, v. 71, p. 98-105, 2014.

VIEIRA, M.; SCHUMACHER, M. V.; BONACINA, D. M. Biomassa e nutrientes removidos no primeiro desbaste de um povoamento de Pinus taeda L. em Cambará do Sul, RS. Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 35, n. 3, p. 371-379, 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1980509815187

Licença Creative Commons