ANTHROPIC PRESSING ANALYSIS IN THE PARAGUAI/JAUQUARA BASIN-MATO GROSSO

Higor Vendrame Ribeiro, Edinéia Aparecida dos Santos Galvanin, Magaywer Moreira Paiva

Abstract


This paper aims to evaluate the pressure of anthropic transformation by the satellite Landsat 5 and 8 images, sensor (TM and OLI) for the years 1993, 1997, 2001, 2005, 2009 and 2014 in the Paraguai/Jauquara basin - Mato Grosso. The images were classified and processed in Spring software and thematic classes were quantified in Arcgis software. The degree of anthropization was verified through the Anthropic Transformation Index. Five classes were mapped, natural vegetation, masses of water, agriculture, pasture and other anthropic uses. Through Anthropic Transformation index was verified an increase in the degree of anthropization over the years in the sub-basin, the Jauquara river basin is with  little degraded index and the others basins were classified as  regular state, the intensification result of pasture and agriculture along with the reduction of natural vegetation.


Keywords


Deforestation, Geotechnology, Land use, Anthropization

References


BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Secretaria de Biodiversidade e Florestas. Cadastro nacional de unidades de conservação [internet]. 2008 [citado 2015 setembro 07]. Disponível em: http://www.mma.gov.br/estruturas/sbf_dap_cnuc2/_arquivos/uc_por_esferacnuc_31jan2012_119.pdf.

CÂMARA, G.; SOUZA, R.C.M.; FREITAS U. M.; GARRIDO, J. C. P. Spring: Integrating Remote Sensing and GIS with Object-Oriented Data Modelling. Computers and Graphics, Dordrecht/NL, v. 15, n. 6, p. 13-22, 1996.

CAVALLARI, R. L.; TAMAE, R. Y.; ROSA, A. J. A importância de um sistema de informações geográficas no estudo de microbacias hidrográficas. Revista Científica Eletrônica de Agronomia. 2007; 6(11): 7.

COHEN, J. A. Coefficient of agreement for nominal scales. Educational and Psychological Measurement, 1960;20(1):37-46.

CRUZ, C. B. M.; TEIXEIRA, A. J. A.; BARROS, R. S.; ARGENTO, M. S. F.; MAYR, L. M.; MENEZES, P. M. L. Carga antrópica da bacia hidrográfica da Baía de Guanabara. Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Santos, Brasil, INPE. 1998; 9: 99-109.

DIAS-FILHO, M. B. Diagnóstico das pastagens no Brasil. Embrapa Amazônia Oriental, Belém. 2014; 1ª edição: 38.

FERRAZ, F.F.B. Sistema de Informação Geográficas Aplicado ao Planejamento de Bacias Hidrográficas. Curso de Recursos Hídricos: Produção, Conservação e Recuperação. 1999; 143-158.

FENNER, W.; MOREIRA, P. S. P.; FERREIRA, F. S.; DALLACORT, R.; QUEIROZ, T. M.; BENTO, T. S. Análise do balanço hídrico mensal para regiões de transição de Cerrado-Floresta e Pantanal, Estado de Mato Grosso. Acta Iguazu. 2014; 3: 72-85.

GOUVEIA, R. G. L.; GALVANIN, E. A. S.; NEVES, S.M. A. S. Aplicação do Índice de Transformação Antrópica, na análise multitemporal da Bacia do Córrego do Bezerro Vermelho em Tangará da Serra – MT. Revista Árvore. 2013; 37: 1045-1054.

GUIMARÃES, P.R.B. Análise de Regressão. In: Guimarães, P.R.B. Métodos Quantitativos Estatísticos. IESDE Brasil S.A., Curitiba. 2008; 245p.

KARNAUKHOVA, E. A intensidade de transformação antrópica da paisagem como um 441 indicador para a análise e gestão ambiental (ensaio metodológico na área da bacia 442 hidrográfica do rio Fiorita, Município de Siderópolis, SC). Dissertação de mestrado, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal de Santa Catarina. 2000; 230p.

LEÃO, C.; KRUG, L. A.; KAMPEL, M.; FONSECA, L. M. G. Avaliação de métodos de classificação em imagens TM/Landsat e CCD/CBERS para o mapeamento do uso e cobertura da terra na região costeira do extremo sul da Bahia. Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Florianópolis, Brasil. INPE. 2007; 13: 939-946.

LÉMECHEV, T. On hydrological heterogeneity catchment morphology and catchment response. Journal of Hydrology. 1982; 100: 357- 375.

MATEO, J. Geoecologia de los Paisajes. Universidad Central de Caracas. Monografia. 1991.

MATO GROSSO, Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral. Mato Grosso em números: um diagnóstico da realidade de Mato Grosso. Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral, Cuiabá. 2013; 181p.

ORTIZ, J.L.; FREITAS, M.I.C. Análise da transformação do uso da terra, vegetação e impactos ambientais por meio de sensoriamento remoto e geoprocessamento. Geociências. 2005; 24: 77-89.

PEREZ, D. J.; CARVALHO, S. L. Aplicação de dois indicadores ambientais para quantificação da antropização na microbacia do Córrego do Ipê (SP) – Brasil. Revista de Ciencias Agrícola. 2012; 29: 93 - 107.

RODRIGUES, L. C.; PESSOA, S. P. M.; NEVES, R. J.; NEVES, S. M. A. S.; SILVA, J. S. V. S.; KREITLOW, J. P. Análise multitemporal e índice de transformação antrópica da bacia do rio Queima-Pé – Tangará da Serra/MT, Brasil. Simpósio de Geotecnologia no Pantanal, Bonito, MS. Embrapa Informática Agropecuária/INPE. 2012; 4:838-848.

SANTOS, C. E. S. A expansão urbana sobre os remanescentes florestais situados no entorno da avenida Luís Viana Filho, Salvador-Bahia. Dissertação de Mestrado em Engenharia Ambiental Urbana, Universidade Federal da Bahia, 2009; 144p.

SCHWENK, L. M.; CRUZ, C. B. M. Conflitos socioeconômicoambientais relativos ao avanço do cultivo da soja em áreas de influência dos eixos de integração e desenvolvimento no Estado de Mato Grosso. Acta Sci. Agron. 2008; 30: 501-511.

STIPP, N. A. F.; OLIVEIRA, J. Estudos ambientais da microbacia do ribeirão dos Apertados. Geografia. 2004; 3.

TEIXEIRA, A. J. A. Classificação de bacias de drenagem com o suporte do Sensoriamento Remoto e Geoprocessamento – O caso da Baía de Guanabara. Dissertação de Mestrado em Geografia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio de Janeiro. 2003; 156p.

VICENS R. S. O transporte de sedimentos em suspensão como parte da análise ambiental da bacia hidrográfica do rio Mazomba. Dissertação de mestrado em Geografia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio de Janeiro. 1997; 117p.

VIVACQUA, M.; VIEIRA, P. F. Conflitos socioambientais em unidade de conservação. Política e Sociedade, 2005; 7: 139-162.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2179460X26090

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Ciência e Natura

EISSN  2179-460X

ISSN 0100-8307

DOI 10.5902

 

contador de visitas
Access since January, 18th, 2013.


Licença Creative Commons

This work is licensed under a

 Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International (CC BY-NC-ND 4.0).