A Energia Eólica Como Alternativa Energética para Agricultura Familiar Em Regiões Serranas

Beatriz Rogers Paranhos, Flávio Castro da Silva, Marcio Cataldi

Abstract


Diante do apelo por medidas de crescimento da participação de energias renováveis no cenário mundial e também da grande dependência brasileira sobre a energia hidráulica, o presente trabalho tem por finalidade provocar o debate sobre a possibilidade de aproveitamento eólico em topos de morros e montanhas, dado o potencial promissor dos ventos nestas regiões. Além disso, existem no Brasil, muitas cooperativas em que o emprego de tecnologias sustentáveis poderia possibilitar a redução dos custos de produção. Desta forma, a Cooperativa Agrícola de Vieira, situada no município de Teresópolis, RJ, foi escolhida para investigação da viabilidade técnica de implantação de aerogeradores em  sistema de geração distribuída. Para tal, foram coletados e manipulados os dados de ventos fornecidos pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), aplicadas as Leis de Parede para estabelecimento do perfil vertical logarítmico do vento, bem como estimada a produção elétrica do aerogerador nacional selecionado para pesquisa e comparada ao real consumo de uma plantação de referência. Assim, é constatada a capacidade do recurso eólico local em gerar energia elétrica durante todo o ano, contribuindo para o crescimento da utilização da energia eólica em regiões serranas e, consequentemente, para a ampliação da diversificação da matriz elétrica brasileira.

Keywords


Aerogerador; Energia eólica; Vento

References


AMARANTE, O. A. C.; SILVA, F. J. L. da; RIOS FILHO, L. G. Atlas eólico do Estado do Rio de Janeiro. Secretaria de Estado de Energia, da Indústria Naval e do Petróleo. Governo do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro. 2002.

ASO, R.; CHEUNG, W. M. Towards greener horizontal-axis wind turbines: analysis of carbon emissions, energy and costs at the early design stage. Journal of Cleaner Production, v. 87, p. 263-274, 2015.

BRASIL. Resolução Normativa ANEEL no 482, de 17 de abril de 2012. Estabelece as condições gerais para o acesso de microgeração e minigeração distribuída aos sistemas de distribuição de energia elétrica, o sistema de compensação de energia elétrica, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, p. 53, 19 abr. 2012. Seção 1.

BRASIL. Resolução Normativa ANEEL no 687, de 24 de novembro de 2015. Altera a Resolução Normativa nº 482, de 17 de abril de 2012, e os Módulos 1 e 3 dos Procedimentos de Distribuição – PRODIST. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, no 230, p. 45, 2 dez. 2015. Seção 1.

BUSINGER, J. A., WYNGAARD, J. C., JZUMI, Y., BRADLEY, E. F., FLUX. Profile relationships in the Atmospheric Surface Layer. Journal of the Atmospheric Sciences, vol. 28, pp. 181-189, 1971.

EMPRESA DE PESQUISA ENERGÉTICA. Balanço Energético Nacional 2016 – Ano base 2015. Rio de Janeiro, RJ, 2016. 292 p.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Cidades – Teresópolis. Disponível em: . Acesso em: 11 fevereiro 2016.

MATHEW, Sathyajith. Wind energy: fundamentals, resource analysis and economics. Berlin: Springer, 2006.

PREMALATHA, M.; ABASSI, T.; ABASSI, T.; ABASSI, S.A. Wind energy: Increasing deployment, rising environmental concerns. Renewable and Sustainable Energy Reviews, v. 31, p. 270-288, 2014.

STANGROOM, P. CFD modelling of wind flow over terrain. Tese de Doutorado. University of Nottingham, 2004.

STULL, Roland B. An introduction to boundary layer meteorology. Atmospheric Sciences Library, Dordrecht: Kluwer, 1988, v. 1, 1988.

WISER, R., LANTZ, E., Bolinger, M., BOLINGER, M., HAND M. (2012). Recent developments in the levelized cost of energy from U.S. wind power projects. International Energy Agency. 2012.




DOI: https://doi.org/10.5902/2179460X24285

Copyright (c) 2016 Ciência e Natura



Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

 

DEAR AUTHORS,

PLEASE, CHECK CAREFULLY BEFORE YOUR SUBMISSION:

1. IF ALL AUTHORS "METADATA" (ORCID, LINK TO LATTES, SHORT BIOGRAPHY, AFFILIATION) WERE ADDED,

2. THE CORRECT IDIOM YOUR SECTION,

3 IF THE HIGHLIGHTS WERE ADDED,

4. IF THE GRAPHIC ABSTRACTS WAS ADDED,

5. IF THE REVIEWERS INDICATION WAS DONE,

6. IF THE REFERENCES FORMAT ARE CORRECT(ABNT)

7. IF THE RESOLUTION YOUR FIGURES (600 DPI) ARE SUITABLE

8.  IF THE STATEMENT BY THE ETHICS COMMITTEE (IF IT INVOLVES HUMANS) WAS ADDED;

9. IF THE DECLARATION OF ORIGINALITY WAS ADDED.

10. IF THE TEXT IS ORIGINAL. IF THE IDEA HAS ALREADY BEEN REGISTERED IN SUMMARY FORM, OR PUBLISHED IN CONGRESS ANNUALS, PLEASE INFORM THE EDITOR.