Degradação do Agrotóxico Connect® com Fotocatalisador Hidroxiapatita

Cleber Antonio Lindino, Camilla Ferradoza Batalioto, Debora Hoss, Suelen Caroline Hoff Schuranck

Abstract


A utilização da hidroxiapatita como fotocatalisador é uma tecnologia promissora, pois é um material não tóxico e de fácil obtenção e suas características estruturais e físico-químicas podem ser alteradas dependendo da metodologia de síntese e dos dopantes incorporados em sua estrutura. Este trabalho estudou a eficiência da hidroxiapatita como catalisador heterogêneo na degradação do agrotóxico Connect®, utilizando-se radiação UV e radiação solar. A hidroxiapatita foi sintetizada por precipitação homogênea e dopada com metais de transição. A eficiência fotocatalítica foi dependente da hidroxiapatita utilizada, devido às alterações em sua cristalinidade, na área superficial, no tamanho dos poros, na capacidade de adsorção e na estabilidade. A hidroxiapatita apresentou eficiência de 100 % na fotodegradação do agrotóxico Connect®, (dopantes W e V), com radiação UV, em uma hora de irradiação. Utilizando-se radiação solar, foram necessárias 20 h de exposição (dopantes Zn ou Cr) para total degradação do agrotóxico, indicando a influencia do método de preparação. A degradação total do agrotóxico com radiação UV e com radiação solar ocorreu em diferentes tempos de exposição permitindo a diminuição de seus efeitos poluidores no ambiente.


Keywords


catalisador heterogêneo; remediação; química verde



DOI: https://doi.org/10.5902/2179460X22203

Copyright (c) 2016 Ciencia & Natura



Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.