THE POPULATION OF SÃO GABRIEL CITY, RS AND SATISFACTION LEVEL IN RELATION TO URBAN ENVIRONMENTAL QUALITY

Daniel Dejalmiro Medeiros da Silva, Nara Rejane Zamberlan dos Santos, Hamilton Munari Vogel, Mirla Andrade Weber

Abstract


The growth of environmental impacts in the cities comes from the increase in population and the constant expansion of urban areas. These conflicts coupled with the lack of infrastructure contribute to the deterioration of environmental quality and life of the urban population and consequently to the physical, chemical and biological changes that compromise ecosystems and alter the landscape in these centers. The theme of this study relates to the perception and satisfaction of urban environmental quality has, as social actors, residents of a sample of the population of five districts in São Gabriel, RS. Through interviews addressed issues such as solid waste, noise, visual, air, soil, deforestation, the presence of sewage, illegal occupation, floods, urban sanitation and municipal environmental policies. The result of the survey showed satisfaction with some environmental aspects, but dissatisfaction with public policy indifferent to the quality of life of citizens.

Keywords


Society. Environment. Human intervation.

References


Abreu; L. E. de (Org.). As Políticas Públicas e Suas Narrativas. Brasília: Ipea, 2011.

Alirol, P. Como Iniciar um Processo de Integração. In: Vargas, H. C., Ribeiro, H. (orgs.). Novos Instrumentos de Gestão Ambiental Urbana. Editora da Universidade de São Paulo-EDUSP. São Paulo-SP. p. 21-42. 2001.

Barbisan, A. O; Pandolfo, A; Reinehr, R; Martins, M.S; Pandolfo, L. M; Guimarães, J; Rojas, J. W. J. R. Técnica de valoração econômica de ações de requalificação do meio ambiente: aplicação em área degradada. Eng. Sanit. Ambient. [online]. 2009, vol.14, n.1, pp. 119-128. ISSN 1413-4152. Disponível em: . Acesso em: 16 Fev. de 2015.

Brasil; Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, 1988. Senado Federal. Disponível em: https:// www.presidencia.gov.br/casacivil/site/static/ le.htm. Acesso em : 15.jun.2015.

_____; Ministério das Cidades / Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) Mapeamento de Riscos em Encostas e Margem de Rios. Carvalho, C. S.; Macedo, E. S. de; Ogura, A. T. (Orgs.). Brasília: Ministério das Cidades; Instituto de Pesquisas Tecnológicas - IPT, 2007. 176 p. Disponível em: http://www.cidades.gov.br/images/ stories/ArquivosSNPU/Biblioteca/PrevencaoErradicacao/ Livro_Mapeamento_Enconstas_Margens.pdf. Acesso 19 ago 2015.

______; Presidência da República. Lei 12.651, de 25 de maio de 2012, Brasília. Disponível em: https:// www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/ l12651.htm Acesso em: 20 out. 2015.

Brilhante, O. M. Environmental Management in Middle and Small Cities in Latin America. In: Internacional Conference on Water and Sanitation. Colombia, 2000.

Calderoni, S. Os bilhões perdidos no lixo. 4. ed. São Paulo: Humanitas/ FFLCH-USP, 2003. p. 25.

Campos; A. C. O Estado e o Urbano: os Programas de Construção de Conjuntos Habitacionais em Aracaju. Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe. Aracaju, v.1, p.199-222, 2005.

Carvalho, D, S. Percepção da qualidade ambiental em Aveiro: estudo das reclamações ambientais. 2007. 217 f. Dissertação (Mestrado em Gestão e Políticas Ambientais) – Universidade de Aveiro, Aveiro, Portugal.

Castanheiro, I. C. A poluição visual: formas de enfrentamento pelas cidades. Revista Internacional de Direito e Cidadania, n. 4, p. 63-78, junho/2009.

Crestana, et al.: Florestas: sistemas de recuperação com essências nativas. Campinas: Coordenadoria de Assistência Técnica Integral. 1993. 60p.

Del Rio, V. (1999) - Cidade da Mente, Cidade Real: Percepção e Revitalização da Área Portuária do RJ. In: Del Rio, V.; Oliveira, L. (org.), Percepção Ambiental: A Experiência Brasileira, pp.3-22, Ed Studio Nobel, São Carlos, SP, Brasil. ISBN: 8528604411.

Faggionato, S. Percepção ambiental, 2007. Disponível em: . Acesso em: 20 jan. 2015.

Fernandes, F. A. dos S. O poema imperfeito: crônicas de Biologia, conservação da natureza, e seus heróis. 2. ed. Curitiba: UFPR, 2004.

Ferreira, D. A. C.; Dias, H. C. T.; Situação atual da mata ciliar do ribeirão São Bartolomeu em Viçosa, MG. Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 28, n. 4, p. 617-623, 2004.

Fiedler, N.C.; Merlo, D. A.; Medeiros, M.B. (2006). Ocorrência de incêndios florestais no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, Goiás. Ciência Florestal, v. 16, p. 153-161.

Figueiredo, P. J. M. A sociedade do lixo: os resíduos, a questão energética e crise ambiental. Piracicaba: Unicamp, 1995. 240p.

Fracalanza, A. P., 1996. 100p. Programa de Despoluição do Rio Tietê: uma análise de concepções no tratamento de recursos hídricos e da participação de diferentes atores. Dissertação de Mestrado, Campinas, São Paulo, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas.

Gomes, M. A.; Soares, B. R. A vegetação nos centros urbanos: considerações sobre os espaços verdes em cidades médias brasileiras. Estudos Geográficos, Rio Claro, 1(1): 19-29, Junho, 2003.

Lima, A. G, da M.; Carvalho, R, G. Poluição sonora no meio ambiente urbano- Caso Centro de Mossoró, Rio Grande do Norte, Brasil. Rede-Revista Eletrônica do Prodema, Fortaleza, v.5,n.2, p.69-87, 2010.

Lopes, F. S.; Ribeiro, H. Mapeamento de internações hospitalares por problemas respiratórios e possíveis associações à exposição humana aos produtos da queima da palha de cana-de-açúcar no estado de São Paulo. Revista Brasileira de Epidemiologia, São Paulo, v. 9, n. 2, p. 215-225, trimestral, 2006.

Macedo, D. R.; Magalhães Jr, A. P. Percepção social no programa de restauração de cursos d’água urbanos em Belo Horizonte. Sociedade & Natureza, Uberlândia, v.23, n.1, p.51-63, abr. 2011.

Mazzeto, F. A. P. Qualidade de vida, qualidade ambiental e meio ambiente urbano: breve comparação de conceitos. In: Sociedade e Natureza (Revista do Instituto de Geografia da UFU). Uberlândia: EDUFU, Ano 12, n 24 – Jul/dez 2000, p. 21-31.

Mertens, B.; Lambin, E. F. Land-cover-change trajectories in southern cameroon. Annals of the Association of American Geographers, Washington, v. 90, n. 3, p. 467-494, 2000.

Mucelin, C. A.; Bellini, L. M. Lixo e impactos ambientais perceptíveis no ecossistema urbano. Sociedade & Natureza. Uberlândia, n. 20, p. 111‐124, jun. 2008.

_______, C. A.; Bellini, L. M. Percepção ambiental em ecossistema urbano. In: Congresso de Ecologia do Brasil, 8. Anais... Coxambu – MG: UTFPR, UEM, 2007. Disponível em < http://www.seb-ecologia.org.br/viiiceb/pdf/291.pdf >. Acesso em: 29 de abril 2015.

Nowatzki, A.; Santos, L. J. C.; Paula, E. V. Utilização do SIG na delimitação das áreas de preservação permanente (APP's) na Bacia do Rio Sagrado (Morretes/PR). Sociedade e Natureza, Uberlândia, v. 22, n. 1, p. 107-120, 2010.

Pacheco, J. W.; Yamanaka, H.T. Guia Técnico Ambiental de abates (bovino e suíno). São Paulo: CETESB, 2006.

Rodrigues, A. M. Produção e Consumo do e no Espaço: Problemática ambiental urbana. São Paulo: Editora Hucites, 1998.

Sachs, I. Rumo à ecossocioeconomia: teoria e prática do desenvolvimento. São Paulo: Cortez, 2007.

Santos, M. Metamorfoses do espaço habitado. São Paulo: Hucitec, 1988. v. 4, 136 p.

Santos, N. R. Z. dos. O difícil convívio arroio x lixo x moradores. In: Congresso Nacional de Gestão Ambiental, 5. Belo Horizonte, 2014. Anais... Abeas, 2014.

Silva, A. S; Silva, M. C. (2006). Prática de queimadas e as implicações sociais e ambientais na cidade de Araguaina-TO. Caminhos de Geografia, v. 7, n. 18, p. 8-16.

Silva, C. L. da; Souza-Lima, J. E. de (Org.). Políticas Públicas e Indicadores para o Desenvolvimento Sustentável. São Paulo: Saraiva, 2010.

Sousa e Silva, L; Travassos, L. Problemas ambientais urbanos: desafios para a elaboração de políticas públicas integradas. Cadernos Metrópole, n. 19 p. 27-47, 10 sem. 2008.

Tuan, Y. Espaço e lugar: a perspectiva da experiência. São Paulo: Difel, 1983. 250 p.

Suhugusoff, V. G., Piliackas, J. M. Breve histórico da ação antrópica sobre os ecossistemas costeiros do Brasil, com ênfase nos manguezais do estado de São Paulo. Integração, Butantã, n. 51. p. 343-351, out. 2007.

Un‐Isdr – United Nations Internacional Strategy for Disaster Reduction. 2009. Terminology on Disaster Redution. Disponível em: http://www.unisdr.org. Acesso em: 18 agosto de 2015.




DOI: https://doi.org/10.5902/2179460X21871

Copyright (c) 2016 Ciencia & Natura



Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.