Análise da Detecção e Ocorrência de Queimadas em Áreas Urbanizadas e Entorno

Gustavo Maximiano Junqueira Lazzarini, Luiz Carlos Costa Ferreira, Maryelle Ferreira Garcia Felicíssimo, Lawrence Nóbrega de Oliveira, Marcos Giongo

Abstract


Este trabalho analisou a relação entre queimadas que foram combatidas em algumas cidades do Estado do Tocantins e focos de calor detectados por vários sensores orbitais durante o ano de 2012. Dados de 346 relatórios de ocorrência de incêndios mostraram a concentração de 1,42 eventos/km² em áreas urbanizadas. No entorno de até 9 km ao redor dessas queimadas foram registrados 950 focos de calor, dos quais 40% eram das plataformas AQUA_M-T e TERRA_M-T. A análise dos incêndios e focos de calor registrados no mesmo dia revelou que apenas 7,8% das queimadas foram registradas por algum dos sensores. Houveram outras 89,5% intersecções entre as queimadas e a área de abrangência dos focos de calor, porém com diferença temporal maior que 2 dias. Esses resultados realçam a inaplicabilidade do uso de focos de calor como ferramenta de monitoramento de queimadas em áreas urbanizadas e entorno e evidenciam o potencial de erros quando da utilização de produtos com grande intervalo temporal para a validação de focos de calor e áreas queimadas.

Keywords


focos de calor, validação, queimadas, acurácia, geoprocessamento

References


Antunes MAH. Uso de satélites para detecção de queimadas e para avaliação do risco de fogo. Ação Ambiental. 2000;12:24-27.

Boschetti L, Flasse SP, Brivio PA. Analysis of the conflict between omission and commission in low resolution dichotomic thematic products: The Pareto Boundary. Remote Sensing of Environment. 2004;91:280-292.

Crutzen PJ, Andreae MO. Biomass burning in the tropics: impast on atmospheric chemistry and biogeochemical cycles. Science. 1990;250:1669-1678.

Foody GM. Status of land cover classification accuracy assessment. Remote Sensing of Environment. 2002;80:185-201.

Foody GM. Harshness in image classification accuracy assessment. International Journal of Remote Sensing. 2008;29(11):3137-3158.

Gomes C. Geotecnologias da informação e remodelação do espaço urbano-regional: os sistemas de informação geográfica. Interface. 2006;(3):7-28.

Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e recursos Naturais Renováveis (IBAMA). Manual do brigadista. 2010. 15 p.

Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Impactos do fogo na vegetação do Planalto do Itatiaia. Relatório técnico. 2007. 17 p.

Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Portal de Monitoramento de Queimadas e Incêndios. 2012. Available from: http://www.dpi.inpe.br/proarco/bdqueimadas/. Accessed: 2013 novembro 27.

Jaiswal RK, Mukherjee S, Raju KD, Saxena R. Forest fire risk zone mapping from satellite imagery and GIS. International Journal of Applied Earth Observation and Geoinformation. 2002;4:1-10.

Jesus SC, Setzer AW, Morelli F. Validação de focos de queimadas no Cerrado em imagens TM/LANDSAT-5. In: Anais do XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 2011 Abril 30-Maio 5; Curitiba, Brasil. p. 8051-8058.

Justino FB, Souza SS, Setzer A. A relação entre focos de calor e condições meteorológicas no Brasil. In: Anais do XII Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2002; Foz do Iguaçu, Brasil. p. 2086-2093. Available from: http://www.cbmet.com/cbm-files/11-c89e8a4e7b3271429a0456aaa5367981.pdf.

Lazzarini GMJ, Ferreira LC C, Felicíssimo MFG, Lira RG, Justino AG, Gomes C, et al. Análise da distribuição de focos de calor no Tocantins entre 2002 e 2011. Interface. 2012;(5):24-35.

Martinez LL, Fiedler NC, Lucatelli GJ. Análise das relações entre desflorestamento e focos de calor. Estudo de caso nos municípios de Altamira e São Félix do Xingu, no Estado do Pará. Árvore. 2007;31(4):695-702.

Morisette JF, Giglio L, Csiszar I, Setzer A, Schroeder W, Morton D. et al. Validation of MODIS active fire detection products derived from two algorithms. Earth Interactions. 2005;9:1-25.

Pereira AA, Pereira JAA, Morelli F, Barros DA, Acerbi Júnior FW, Scolforo JRS. Validação de focos de calor utilizados no monitoramento orbital de queimada por meio de imagens TM. Cerne. 2012;18(2):335-343.

Piromal RAS, Rivera-Lombardi RJ, Shimabukuro YE, Formaggio AR, Krug T. Utilização de dados MODIS para a detecção de queimadas na Amazônia. Acta Amazonica. 2008;38(1):77-84.

Powell RL, Matzke N, Souza Jr C, Clark M, Numata I, Hess LL, et al. (2004). Sources of error in accuracy assessment of thematic land-cover maps in the Brazilian Amazon. Remote Sensing of Environment. 2004;90:221-234.

Razafimpanilo H, Frouin R, Iacobellis SF, Somerville RCJ. Methodology for estimating burned area from AVHRR reflectance data. Remote Sensing of Environment. 1995;54:273-289.

Ribeiro H, Assunção JV. Efeitos das queimadas na saúde humana. Estudos Avançados. 2002;16(44):125-148.

Schroeder W, Prins E, Giglio L, Csiszar I, Schmidt C, Morisette J, et al. Validation of GOES and MODIS active fire detection products using ASTER and ETM+ data. Remote Sensing of Environment. 2008;112(5):2711-2726.

Secretaria de Planejamento do Estado do Tocantins (SEPLAN). Base vetorial. 2012. Available from: http://www.seplan.to.gov.br/Portal/governo/geo/bases-vetoriais. Accessed: 2012 maio 7.

Setzer AW. Operational satellite monitoring of fires in Brazil. International Forest Fire News. 1993;9:8-11.

Setzer AW, Pereira MC, Pereira AC. O uso de satélites NOAA na detecção de queimadas no Brasil. Climanálise. 1992;7(8):40-53.

Setzer AW, Pereira MC, Pereira AC. Satellite studies of biomass in Amazonia – some practical aspects. Remote Sensing Reviews. 1994;10:91-103.

Sismanoglu RA, Setzer A, Justino F, Lima WFA. Avaliação inicial do desempenho do risco de fogo gerado no CPTEC. In: Anais do XII Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2002; Foz do Iguaçu, Brasil. p. 1991-1999. Available from: http://www.cbmet.com/cbm-files/11-ff3a330a1c978afa7fb42940745768e5.pdf.

Tomzhinski GW, Coura PHF, Fernandes MC. Avaliação da detecção de focos de calor por sensoriamento remoto para o Parque Nacional do Itatiaia. Biodiversidade Brasileira. 2011;1(2):201-211.

Vettorazzi CA, Ferraz SFB. Uso de sistema de informações geográficas aplicados à prevenção e combate a incêndios em fragmentos florestais. Série Técnica IPEF. 1998;12(32):11-115.




DOI: https://doi.org/10.5902/2179460X21536

Copyright (c) 2016



Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.