Formação de professores e o ensino de leitura crítica de gêneros

Marcia Juliana Dias de Aguiar

Resumo


Ao se considerar o contexto de ensino, é relevante prestar atenção ao modo pelo qual os professores desenvolvem suas aulas. De fato, as aulas são uma conseqüência  do modo como eles concebem as teorias de ensino e aplicam-nas em sala de aula. O objetivo deste estudo é fornecer uma visão simplificada sobre a pesquisa-ação e o processo de formação dos professores. Além disso, faz-se necessário enfatizar o uso de gêneros no ambiente de sala de aula, baseando-se numa perspectiva crítica de análise.


Palavras-chave


Formação de professores; Leitura crítica; Gêneros

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, Mikail. Estética da Criação Verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

BURNS, Anne. Collaborative Action Research for english Language Teachers.Cambridge University Press, 1999.

CRISTÓVÃO,V.L.L. Modelo didático de gênero como instrumento para formação de professores. In J.L. Meurer, D. Motta-roth (orgs.): Gêneros textuais. Bauru, SP: EDUSC, 2002.

KOCH, I.G.V. Desvendando os segredos do texto. São Paulo: Cortez,2002

MOTTA-ROTH, Désirée. Leitura em Língua Estrangeira na escola. Santa Maria: UFSM, PROGRAD, COPERVES, CAL, 1998.

NUNAN, David. Designing Tasks for the Communicative Classroom. Cambridge University Press,1989.

RICHTER, Marcos Gustavo. Ensino do Português e Interatividade. Santa Maria: Ed. da UFSM, 2000.

WALLACE, Catherine. Critical Literacy Awareness in the EFL Classroom. In: N. Fairclough. Critical Language Awareness. Longman, 1996.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1516849229196

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores da revista L&C:

                                                                                          


Órgãos aos quais a revista L&C pertence:

 

                              

 

E-ISSN 2674-6921. Revista Qualis B3, área de Letras e Linguística, Classificações de Periódicos Quadriênio 2017-2020 (CAPES).