O contar da cor: a resistência através da história, das linguagens e da cultura dos negros africanos

Felipe Freitag, Anselmo Peres Alós

Resumo


Um delineamento dos sinais de identidade nacional e de crítica social na "arte de tematização do urbano, ou citadino" aparece como o tema deste artigo, na medida em que se configura como uma linguagem de representação das culturas africanas. Foram selecionados para análise da composição, duas obras do artista plástico angolano Lino Damião, que de alguma forma parecem horizontalizarem-se sob símbolos específicos da cultura urbana em alguns países africanos, mais especificamente de Angola.

Palavras-chave


Linguagem não-verbal; Culturas africanas negras; Identidade nacional; Crítica social; Inclusão social

Texto completo:

PDF

Referências


ALÓS, Anselmo Peres. Versos pós-colonias: manifestações poéticas em São Tomé e Príncipe. In: Itinerários, Araraquara, n. 35, p. 119-130, jul/dez. 2012.

BERND, Zilá. O que é Negritude? São Paulo: Brasiliense, 1988, p. 17.

DUFRENNE, Mikel. Fenomenologia e experiência estética. São Paulo: Perspectiva, 2001.

DANTAS, Elisalva Madruga. Literatura, território e questões sobre hibridismo. In: Literaturas em movimento: hibridismo cultural e exercício crítico, Rita Chaves e Tania Macêdo (org). São Paulo: Arte e Ciência, 2003.

LARANJEIRA, Pires. A Negritude africana de língua portuguesa. Porto: Afrontamento, 1995.

MOURÃO, Fernando Augusto Albuquerque. A sociedade angolana através da literatura. São Paulo: Ática, 1978.

MUNANGA, Kabengele. Negritude: usos e sentidos. São Paulo: Ática, 1986.

PALLAMIN, Vera. Arte urbana. São Paulo: Fapesp, 2000.

RENAN, Ernest. O que é uma nação? In: ROUANET, Maria Helena. Nacionalidade em questão. Rio de Janeiro: UERJ, 1997.

SANTOS, Donizeth. Representações da Mãe-África nas poesias moçambicana e afro-brasileira. In: Abril, Revista do Núcleo de Estudos de Literatura Portuguesa e Africana da UFF, vol. 5, n. 9, p. 67-78, nov. 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1516849222826

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores da revista L&C:

                                                                                          


Órgãos aos quais a revista L&C pertence:

 

                              

 

E-ISSN 2674-6921. Revista Qualis B3, área de Letras e Linguística, Classificações de Periódicos Quadriênio 2017-2020 (CAPES).