O Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo (IDESP): Práticas Escolares Resultantes

Luiz Carlos Gesqui

Resumo


Mensurado anualmente – com base apenas nas taxas de aprovação de todos os alunos e nos resultados de testes padronizados de parte dos alunos – a partir de 2008, o Índice de Desenvolvimento da Educação no Estado de São Paulo (IDESP) indica a qualidade da educação básica das mais de cinco mil escolas de sua rede pública de ensino regular. Por meio de participações em reuniões pedagógicas em quatro destas escolas, todavia, no período de 2008 a 2011, observou-se, que o IDESP determina a utilização de práticas escolares que priorizam resultados estatísticos em detrimento do processo educativo, das quais se destacam a excessiva aplicação de exames simulados e a promoção – pautada basicamente nos registros de sua frequência – dos alunos para a série seguinte.

 


Palavras-chave


Educational quality; Public school; Idesp.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/198464449121

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc - Prédio 16
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação (UFSM) agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

    

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar