Ser e Ter, Escutar e Trabalhar

Carolina de Roig Catini

Resumo


O filme Ser e Ter contém elementos que possibilitam a discussão sobre o impacto da produção cinematográfica na constante reformulação do imaginário social acerca da escola e do professor. No entanto, até onde tomei conhecimento, essa problemática não fora levada em consideração por pesquisadores no campo educacional que se propuseram a discutir o filme, e cujas análises trataram o filme apenas como um exemplo da prática educacional - um exemplo em duplo sentido: como uma simples amostra do trabalho docente, e como um modelo a ser seguido. Tendo isso em vista, neste texto, procuro primeiramente criticar as interpretações positivas da prática pedagógica "retratada" no filme, para depois tecer algumas considerações sobre o papel desse filme na produção do imaginário social acerca do trabalho docente e suas possíveis implicações práticas.

Palavras-chave: Trabalho Docente. Escola. Imaginário.


Palavras-chave


Teacher’s Work; School; Imaginary.

Texto completo:

PDF


CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc - Prédio 16
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação (UFSM) agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

    

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar