Modificações Corporais: atores e significados a partir de uma websérie

Eveline Ximenes Tomaz, Rui Neves

Resumo


Considerando o crescimento da procura pelas Modificações Corporais (MC), em especial por jovens e adolescentes, este se efetiva como um tema importante a ser discutido no processo educacional. Na perspectiva de minimizar algumas preocupações associadas a estas ações, propõe-se mais conhecimento sobre seus adeptos, objetivos e significados. Utilizando a internet como fonte de promoção do conhecimento sobre as MC, este estudo tem suporte no Youtube, site de partilha de vídeo, com uma investigação centrada sobre a natureza das MC realizadas pelos sujeitos ao longo da sua vida. Elegemos a websérie Sautering, do conjunto de 8 episódios disponibilizados até a data de julho/2017, selecionando os 3 primeiros, para análise, envolvendo um total de dezesseis sujeitos entrevistados. Objetivos: i) caracterizar os utilizadores das técnicas de modificações corporais; ii) identificar o primeiro contato com as MC; e iii) descrever o significado dessas MC para cada sujeito. Em termos metodológicos tratou-se de uma abordagem qualitativa de caráter descritivo, com base na análise de conteúdo do discurso dos entrevistados. As modificações mais comuns são as tatuagens e os piercing; o interesse de fazer uso das MC desperta na adolescência, sob influencias diversas; os significados estão relacionados a fatos históricos importantes, gostos pessoais, personagens que admiram, registros de conquistas alcançadas e outros. Considerando-se a relação das MC com os riscos à saúde, a relação com a auto-estima e a formação da identidade, reforça-se a importância de inserir a temática em momentos de formação na escola, promovendo maiores conhecimentos e melhores esclarecimentos aos jovens e formadores.


Palavras-chave


Modificações corporais; Corpo; Educação; Websérie.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


ABONIZIO, Juliana; FONSECA, Ana Graciela Mendes Fernandes da. Modificação ritual do corpo: Dor, morte e nojo nos freak shows. e-cadernos ces, Universidade de Coimbra/Portugal, n. 8, p. 49-61, 2010. Disponível em http://eces.revues.org/459. Acesso em 10/10/2017.

AHLERT, Alvori. Corporeidade e educação: O corpo e os novos paradigmas da complexidade. Caderno de Educação Física e Esporte, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, v. 9, n. 17, p. 113-126, 2010. Disponível em http://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/4529. Acesso em 15/07/2017.

ALDIN, Drema Dial. Making the body (w)hole: A semiotic exploration of body modifications. Psychodynamic Practice, v. 1, n. 12, p. 19-35, 2006. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1080/14753630500471960. Acesso em 10/06/2017.

AYANLOWO, O. O. et al. Growing trend of tattooing and its complications in Nigeria. International Journal of Dermatology, v. 56, n. 7, p. 709–714, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1111/ijd.13521. Acesso em 10/03/2017.

ARMSTRONG, Myrna; TUSTIN, Jane; OWEN, Donna; KOCH, Jerome; ROBERTS, Alden. Body Art Education: The Earlier, the Better. The Journal of School Nursing, v. 30, n. 1, p. 12-18, 2013. Disponível em: https://doi.org/10.1177/1059840513480815. Acesso em 10/5/2018.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa-PT: Edições 70 Ltda, 1977. ISBN: 972-44-0898-1.

BERTE, Odailso Sinvaldo; MARTINS, Raimundo. Corpo e educação: desconstruindo imagens para reconstruir pedagogias. Revista Educação e Cultura Contemporânea, v. 13, n. 32, p. 307-326, 2016. Disponível em: http://periodicos.estacio.br/index.php/reeduc/article/view/1358/1250. Aceso em: 20/12/2018. DOI10.5935/2238-1279.20160053PDF

BEZERRA, Fabrício Leomar Lima; MOREIRA, Wagner Wey. Corpo e educação: O estado da arte sobre o corpo no processo de ensino aprendizagem. Revista Encontro de Pesquisa em Educação, Uberaba, v. 1, n. 1, p. 61-75, 2013. Disponível em: http://revistas.uniube.br/index.php/anais/article/download/699/996. Acesso em 17/05/2017.

CANDAU, Vera Maria Ferrão. Diferenças culturais, cotidiano escolar e práticas pedagógicas. Currículo sem Fronteiras, v. 11, n. 2, p. 240-255, 2011. Disponível em: http://www.curriculosemfronteiras.org/vol11iss2articles/candau.pdf. Acesso em: 05/03/19.

CARVALHO, Mauro Giffoni. A construção das identidades no espaço escolar. Revista Reflexão e ação, v. 20, n. 1, p. 209-227, 2012. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/reflex/article/view/2161. Acesso em: 10/02/2019.

CEGOLON, Luca et al. Body Art in 4,277 Italian Secondary School Adolescents: Prevalence and Associations With Personal and Family Characteristics. Family Medicine, v. 42, n. 4, p. 273-279, 2010. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/43078439. Aceso em 10/08/2018.

DUKES, Richard L.; STEIN, Judith. A. Ink and Holes: Correlates and Predictive Associations of Body Modification Among Adolescents. Youth & Society, v. 43, n. 4, p. 1547–1569, 2011. DOI: 10.1177/0044118X10396638.

FERREIRA, Vitor Sérgio. Tatuar o corpo jovem hoje: Rito de passagem ou ritual de impasse? Revista Vivência, Universidade de Lisboa, v. 36, p. 137-156, 2011. Disponível em: http://hdl.handle.net/10451/6127. Acesso em 20/08/2017.

FREIRE, I. M.; DANTAS, A. Educação e corporeidade: um novo olhar sobre o corpo. Holos, v. 4, p. 148-157, 2012. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/download/729/578. Acesso em 18/12/2018.

GONZAGA, Elaine Silva Ferreira. As práticas de modificações corporais e a formação de identidades somáticas. Programa de Pós-graduação em Comunicação/Universidade Federal de Goiânia. Dissertação Mestrado em Comunicação, 2011. Disponível em: https://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tde/1407. Acesso em 10/10/2017.

LE BOULCH, Jean. O desenvolvimento psicomotor: Do nascimento aos 6 anos. Porto Alegre: Artes Médicas, 2° ed, 1982.

LE BRETON, David. Adeus ao corpo: Antropologia e sociedade. Campinas, SP: Papirus, 2003.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da percepção. São Paulo: Martins Fontes, 3° ed, 2006.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento: Pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Hucitec, 9° ed., revista e aprimorada, 2006.

OLIVIER, Giovanina Gomes de Freitas. Um olhar sobre o esquema corporal, a imagem corporal, a consciência corporal e a corporeidade. Universidade Estadual de Campinas. Tese de Mestrado apresentada à Faculdade de Educação Física, 1995. Disponível em http://repositorio.unicamp.br/bitstream/REPOSIP/275242/1/Olivier_GiovaninaGomesdeFreitas_M.pdf. Acesso em: 10/10/2017.

OWEN, Donna; ARMSTRONG, Myrna; KOCH Jerome; ROBERTS, Alden. College Students With Body Art: Well-Being or High-Risk Behavior? Journal of Psychosocial Nursing and Mental Health Services, v. 51, n. 10, p. 1-8, 2013. Disponível em: DOI: 10.3928/02793695-20130731-03. Ac=aesso em 15/03/2018.

RIOS, Fabíola Teixeira Araujo; MOREIRA, Wagner Wey. A importância do copo no processo de ensino e aprendizagem. Evidência, v. 11, n. 11, p. 49-58. Disponível em: https://www.uniaraxa.edu.br/ojs/index.php/evidencia/article/view/468. Acesso em 8/10/2018.

SCATOLIN, Henrique Guilherme. A imagem do corpo: as energias construtivas da psique. Psic. Revista São Paulo, v. 21, n. 1, p. 115-120, 2012. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/psicorevista/article/viewFile/13586/10093. Acesso em: 10/03/2019.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Cortez, 23 ed., 2007.

SILVA, Maria Dulce dos Santos da; WEISS, Silvio Luiz Indrusiak. O corpo na escola e na vida: A educação corporal e seus efeitos no indivíduo. Revista de divulgação técnico-científica do ICPG, v. 2, n. 5, p. 79-83, 2004. Disponível em: http://nead.uesc.br/arquivos/pedagogia/educacao-ludicidade/corpo-na-escola-e-na-vida.pdf. Acesso em: 28/19/2017.

SILVA, Sérgio Gomes da. As modificações corporais na sociedade contemporânea. Cad. psicanál. - CPRJ, Rio de Janeiro, v. 33, n. 25, p. 239-257, 2011. Disponível em: http://cprj.com.br/imagenscadernos/caderno25_pdf/20_CP_25_AS_MODIFICACOES_CORPORAIS_NA_SOCIEDADE.pdf. Acesso em 23/07/2017.

SWAMI, Viren et al. Are tattooed adults really more aggressive and rebellious than those without tattoos? Body Image, v. 15, p. 149–152, 2015. https://doi.org/10.1016/j.bodyim.2015.09.001.

VOLPI, José Henrique. Body modification: Uma leitura caracterológica da identidade inscrita no corpo. Anais Congresso Brasileiro de Psicoterapias Corporais, Curitiba, p. 1-16, 2009. Disponível em: http://www.centroreichiano.com.br/artigos/Anais%202009/VOLPI,%20Jos%C3%A9%20Henrique%20-%20Body%20modification.pdf. Acesso em: 8/10/2017.

WOHLRAB, Silk et al. Differences in Personality Characteristics Between Body-Modified and Non-Modified Individuals: Associations With Individual Personality Traits and Their Possible Evolutionary Implications. European Journal of Personality, n. 21, p. 931–951, 2007. DOI: 10.1002/per.642.

WOHLRAB, Silke; STAHL, Jutta; KAPPELER, Peter. Modifying the body: Motivations for getting tattooed and pierced. Body Image, v. 4, n. 1, p. 87–95. Doi:10.1016/j.bodyim.2006.12.001.




DOI: https://doi.org/10.5902/1984644435168

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc - Prédio 16
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação (UFSM) agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

    

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar