A educação de adultos na sociedade contemporânea: perfil de competências do educador

Albertina Lima Oliveira, Marco Antônio Franco Amaral

Resumo


Os múltiplos desafios educativos e formativos de públicos adultos nas sociedades contemporâneas têm conduzido à necessidade, nos planos nacional e internacional, de mais reflexão e investigação em torno dos saberes e competências fundamentais dos profissionais da educação de adultos, de modo a potenciar uma atuação responsável e a prestação de serviços de qualidade. Neste âmbito, ouvir a voz dos que mais se têm dedicado à reflexão teórica e política, bem como a dos agentes que no terreno têm construído saber de experiência feito, reveste-se de grande importância. Este estudo pretende identificar as competências-chave do educador de adultos na sociedade contemporânea e contribuir para enriquecer o debate nacional internacional sobre o tema. De modo a cruzar pluralidades de olhares, levamos a efeito um estudo Delphi que integrou um painel de 14 especialistas do meio acadêmico e agentes do terreno com experiência substancial de trabalho com públicos adultos. Após a realização de 4 voltas foi possível chegar a um consenso significativo. A análise das competências propostas conduziu aos 7 seguintes clusters: ética; mobilização e valorização da experiência de vida; facilitação da aprendizagem; métodos e técnicas de educação, formação e aprendizagem; planejamento, gestão e avaliação do processo formativo; autodesenvolvimento; e ligação à comunidade. O conjunto das competências reportadas inscrevem-se maioritariamente em posicionamentos teóricos humanistas, reflexivos e críticos.

Palavras-chave


educação de adultos; competências do educador de adultos; estudo delphi.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


AMADO, João. Manual de investigação qualitativa em educação. 3. ed. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2017.

BARROS, Rosanna. O Movimento das Histórias de Vida e a Educação de Adultos de Matriz Crítica: ideias e conceitos em contexto. Revista Lusófona de Educação, [S.l.], v. 23, n. 23, julho 2013.

BARROS, Rosanna. Diversificação, Massificação e Esvaziamento da Oferta de Educação e Formação de Adultos (EFA) em Portugal: Algumas Reflexões e Inquietações. Revista Portuguesa de Pedagogia, [S.l.], p. 13-36, dez. 2016.

BAPTISTA, Isabel (Org.). Instrumento de regulação ético-deontológica: Carta ética. 2014. Disponível em: http://www.spce.org.pt/PDF/CARTAETICA.pdf. Acesso em: 13 jun. 2018.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. Vocação de criar: anotações sobre a cultura e as culturas populares. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 39, n. 138, p.715-746, set./dez. 2009.

CAVACO, Cármen. Reconhecimento, validação e certificação de competências: complexidade e novas atividades profissionais. Revista de Ciências da Educação, São Paulo, v. 1, n. 2, p.21-34, 2007.

CEDEFOP (European Centre for the Development of Vocational Training). Trainers in continuing VET: Emerging competence profile. Luxembourg: Publications Office of the European Union, 2013.

DAVE, Ravindra. (Org.). Fundamentos de la educación permanente. Madrid: Santilla, 1979.

FRAGOSO, António; LUCIO-VILLEGAS, Emílio. A mediação na comunidade e no desenvolvimento comunitário: tendências e potencialidades. Revista Lusófona de Educação, [S.l.], v. 28, n. 28, mar. 2015.

FRAGOSO, António; KURANTOWICZ, Ewa; LUCIO-VILLEGAS, Emilio. Between global and local: adult learning and development. Frankfurt: Peter Lang, 2011.

GUIMARÃES, Paula. Ocupações da educação de adultos e desafios à profissionalização: Tarefas e atividades desenvolvidas em contexto de trabalho. Revista de Estudos Curriculares, [S.l.], v. 2, n. 7, p.57-82, 2016.

GONÇALVES, Maria José. Researching and Transforming Adult Learning and Communities: The Local/Global Context. Revista Lusófona de Educação, [S.l.], v. 35, n. 35, june 2017.

IRELAND, Timothy Denis; SPEZIA, Carlos Humberto (Orgs.). Educação de adultos em retrospectiva: 60 anos de CONFINTEA. Brasília: Unesco, 2012.

JARVIS, Peter. Adult education & Lifelong learning: Theory and practice. 3. ed. Nova York: Routledge, 2004. Kahler, Alan et al. Methods in adult education. Danville: The Interstate Printers & Publishers, 1985.

LIMA, Licínio Carlos. Revisitação gelpiana da educação permanente: Ambiguidades e erosão política de um conceito. Investigar em Educação, [s.l.], v. 2, n. 5, p.53-73, 2016.

LOUREIRO, Armando. O trabalho técnico-intelectual em educação de adultos: Contribuição etnossociológica para a compreensão de uma ocupação educativa. Cascais: Sururu, 2009.

MELO, Alberto. Que educação de adultos para uma sociedade em mutação? In Actas das Jornadas de Educação de Adultos em Portugal: Situação e Perspectivas. Coimbra: Fpce, 1996.

MELO, Alberto. Agir localmente, pensar globalmente: Testemunho de um percurso inspirado em Paulo Freire. Revista Portuguesa de Pedagogia, 35 (1), p.115-122, 2001.

MELO, Alberto; MATOS, Lisete; SILVA, Olívia Santos. S@ber +: Programa para o desenvolvimento e expansão da educação e formação de adultos, 1999-2006. Lisboa: Anefa/gmefa.

MEZIROW, Jack. On critical reflection. Adult Education Quarterly, [S.l.], v. 48, n. 3, p.185-198, 1998.

OLIVEIRA, Albertina Lima de. Aprender a aprender: Para uma construção contínua do saber e do sujeito que o elabora. In: GOMES, Joaquim Ferreira. Ensaios de homenagem a Joaquim Ferreira Gomes. Coimbra: Universidade de Coimbra, 1998. p. 567-579.

OLIVEIRA, Albertina Lima de. O professor enquanto facilitador da aprendizagem. Psychologica, Coimbra, p.523-534, 2004.

PIRES, Ana Luisa de Oliveira. Reconhecimento e validação das aprendizagens experienciais: Uma problemática educativa. Sísifo: Revista de Ciências da Educação, n. 2, p. 5‑20, 2007.

PORTUGAL. Conselho Nacional de Educação. Recomendação sobre políticas públicas de Educação e Formação de Adultos. Diário da República, 2.ª série, N.º 95, 17 de maio de 2013.

QUINTAS, Helena Luísa Martins. Educação de adultos: vida no currículo e currículo na vida. Lisboa: Perspectivas e Reflexões, 2008.

RESEARCH VOOR BELEID. Key competencies of learning professionals: Contribution to the development of a reference framework of key competencies for adult learning professionals. Zoetemmer: Research voor Beleid. 2010.

ROMÃO, José Eustáquio. O círculo de cultura. Revista Portuguesa de Pedagogia, v.35, n.1. p. 123-147, 2001.

ROTHES, Luis. A formação dos educadores de adultos em Portugal: Trajectos e tendências. Forum, v.34, p. 35-62, 2003.

SEIXAS, Ana Maria et al. Editorial. Revista Portuguesa de Pedagogia, [S.l.], v. 1, n. 50, p.5-12, dez. 2016.

SIMÕES, António. Educação permanente e formação de professores. Coimbra: Livraria Almedina, 1979.

SMITH, Robert. Learning to learn. In: TUIJNMAN, Albert C. International encyclopedia of adult education and training.[S.l.]: Elsevier Science, 1996. p. 418-427.

SOARES, Leôncio José Gomes. As especificidades na formação do educador de jovens e adultos: Um estudo sobre propostas de EJA. Educação em Revista, v.27, n.2, p. 303-322, 2011.

SOARES, Leôncio José Gomes; PEDROSO, Ana Paula Ferreira Pedroso. Dialogicidade e a formação de educadores na EJA: As contribuições de Paulo Freire. Educação Temática Digital, v.15, n.2, p.250-263, 2013.

SURIKOVA, Svetlana et al. Competencies of adult education facilitators: transnational comparison (India, Lithuania and Latvia). In: NUISSL, e et al. Facets of professionalization among adult education teachers: Eurasian perspectives. New Delhi: Sarup Book Publishers, 2015. p. 49-65.

WAHLGRE, Bjarne. Adult educators’ core competences. International Review of Education,v. 62, n.3, p. 343–353, 2016.




DOI: https://doi.org/10.5902/1984644434349

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc - Prédio 16
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação (UFSM) agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

    

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar