O cinema como arte e dispositivo midiático potencializador de atos de currículo multirreferenciais no ensino superior

Mirian Maia do Amaral, Rosemary dos Santos, Edméa Oliveira Santos

Resumo


A cibercultura, cenário contemporâneo, mediado por tecnologias digitais em rede, vem impactando, significativamente, processos educativos e alterando dinâmicas sociocomunicacionais e culturais. No contexto da mídia-educação, como produtor de estranhamento de si e do mundo, o cinema estimula o surgimento de reflexões e formas de expressão diversas. Constitui, ainda, um potente dispositivo didático-pedagógico; sobretudo quando utilizado para além da perspectiva instrucional/informacional na composição dos currículos escolares voltados ao ensino superior. Alinhados à abordagem da pesquisa nos cotidianos escolares, na multirreferencialidade e nos princípios da pesquisa-formação na cibercultura, utilizamos o filme “Um Conto Chinês”, para criar atos de currículo na perspectiva de uma ecologia de saberes, uma pedagogia das emergências e uma artesania das práticas .  Desse modo, possibilitamos aos estudantes o desenvolvimento de novas visões de mundo, que contemplam, entre outras questões, a diversidade cultural e a alteridade, entrelaçando arte e educação, no contexto da pesquisa desenvolvida no Curso de Graduação em Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ, realizada no âmbito da disciplina Cotidianos e Currrículos, durante estágio de doutoramento. 


Palavras-chave


Cinema; Atos de currículo; Multiculturalidade

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Nilda. Decifrando o pergaminho: os cotidianos das escolas nas lógicas das redes cotidianas. In: Oliveira, Inês. B.; Alves, Nilda (Orgs.). Pesquisa nos/dos/com os cotidianos das escolas. Petrópolis: DP et Alii, 2008, pp. 15-38.

ALVES, Lynn Rosalina G.; NEVES, Beatriz da Cruz N.; PAZ, Tatiana S. da. Revista e-Curriculum. São Paulo, maio/out. 2014, nº 12, v. 2. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/curriculum. Acessado em: 18.03.2018.

AMARAL, Mirian M.; BOHADANA, Estrella. Conectividade e mobilidade social: pilares da inclusão digital? Contemporânea, dez. 2008, v. 6, nº 2, p. 1-21.

BAKHTIN, Mikail. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade líquida. Trad. Plínio Dentzien. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

BERGALA, Alain. A hipótese-cinema: pequeno tratado de transmissão do cinema dentro e fora da escola. Rio de Janeiro: Booklink e CINEAD/UFRJ, 2008.

BRAIT, Beth. Bakhtin e a natureza constitutivamente dialógica da linguagem. In: Brait, Beth (Org.). Bakhtin – dialogismo e construção do sentido. 2ª Ed.. Campinas: Unicamp, 2005.

BRAIT, Beth. Bakhtin: outros conceitos-chave. 2ª Ed.. São Paulo: Contexto, 2012.

CANEN, Ana; XAVIER, Giseli Pereli de M. Multiculturalismo, pesquisa e formação de professores: o caso das diretrizes curriculares para formação docente. Ensaio: avaliação e políticas públicas em educação. Rio de Janeiro: Fundação Cesgranrio, jul./set. 2005, v.113, nº 48, p.333-44.

COSTA, Elzimar G. M.. Espanhol: língua de encontros. In: Sedycias, J. (Org.). O ensino do espanhol no Brasil: passado, presente, futuro. São Paulo: Parábola, 2005, p. 61-70.

FANTIN, Mônica. Mídia-educação e cinema na escola. Teias. Rio de Janeiro, jan./dez. 2007, ARTIGOS, ano 8, nº 15-16, p. 1-13.

FISCHER, Rosa M. B. Imagens da mídia, educação e experiência. In: Girardello, Gilka; Fantin, Mônica. Liga, roda, clica: estudos em mídia, cultura e infância. Campinas; Papirus; 2008.

FRESQUET, Adriana. Cinema e educação: reflexões e experiências com professores e estudantes de educação básica, dentro e “fora” da escola. Belo Horizonte: Autêntica (Coleção Alteridade e Criação), 2013.

FOUCAULT, Michel. Em defesa da sociedade: curso no Collège de France (1975-1976). Tradução Maria Ermantina Galvão. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

LARROSA, Jorge. Prólogo: uma experiência sensível com a língua. In: SKLIAR, Carlos. Experiências com a palavra: notas sobre linguagem e diferença. Rio de Janeiro: Wak, 2012.

MACEDO, Roberto S.. Multirreferencialidade: o pensar de Jacques Ardoino em perspectiva e a problemática da formação. In: Macedo, Roberto S. C.; Barbosa, Joaquim G.; Borba, Sérgio. (Orgs). Jacques Ardoino & a educação. Belo Horizonte: Autêntica (Coleção Pensadores @Educação), 2012.

McLUHAN, Marshall. Os meios de comunicação como extensão do homem. São Paulo: Cultrix, 1964.

PAULA, Luciane. O dizer estético e antiético da mídia - a veridictoriedade à luz da perspectiva bakhtiniana. In: Osório, Ester M. R. (Org.). Bakhtin na prática. São Carlos: Pedro e João Editores, 2008.

SANTAELLA, Lucia. Cultura das mídias. São Paulo: Experimento, 1996.

SANTOS, Edmea. As imagens e a educação online: convergências entre o cinema e os fóruns de discussão no contexto de uma pesquisa-formação multirreferencial. In: BERINO, Aristóteles; SOARES, Conceição. (Orgs.). Educação e imagens: instituições escolares, mídias e contemporaneidade. Rio de Janeiro: DP et Alii, 2010, v. 1, p. 105-24.

SANTOS, Edmea; OKADA, Alexandra. A imagem no currículo: da crítica à mídia de massa a ações de autorias dialógicas na prática pedagógica. Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade. Salvador, jul./dez. 2003, v. 12, n. 20, p. 287-97.

SOUZA, Fábio M. O cinema como mediador na (re)construção de crenças de professores de espanhol - língua estrangeira em formação inicial. Tese Doutorado em Educação). São Paulo: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, USP, 2014.

XAVIER, Gisele Pereli de M.; CANEN, Ana. Multiculturalismo e educação inclusiva: contribuições da universidade para a formação continuada de professores de escolas públicas no Rio de Janeiro. Pro-posições, set./dez.2008, v, 19, nº 3 (57), p. 225-42.




DOI: https://doi.org/10.5902/1984644432935

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc - Prédio 16
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação (UFSM) agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

    

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar