Educação e complexidade: um diálogo possível

Elza Maria Neffa Vieira de Castro, Krishna Neffa Vieira de Castro

Resumo


Por supor que a filosofia de Paulo Freire se encontra impregnada de elementos de complexidade, um dos princípios da transdisciplinaridade, este artigo analisa as premissas do pensamento complexo identificando suas aproximações com os pressupostos freirianos, entendidos como elementos organizadores do conhecimento e estimuladores do espírito problematizador-criativo dos sujeitos históricos atuantes na educação brasileira. O estudo aponta elementos da abordagem transdisciplinar no pensamento de Paulo Freire por ele vislumbrar a educação como caminho de autonomia e libertação, a partir de um método de ensino entendido como campo de construção de conhecimento que incorpora a dimensão ontológica do ser humano e a prática educativa formadora de um sujeito transdisciplinar comprometido com a geração de novas estratégias articuladas ao bem comum em um processo contínuo de aprendizagem e de atuação política.


Palavras-chave


Educação, complexidade, sujeito transdisciplinar

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, M. C. Complexidade, do casulo à borboleta. In: CASTRO, G. et al. (org). Ensaios de Complexidade. Porto Alegre: Sulina, 1997, p. 25-45.

ALMEIDA, M.C.; KNOBB, M.; ALMEIDA, A. M.(org.). Polifônicas Ideias. Porto Alegre: Sulina, 2003.

BETTO, F. Indeterminação e Complementaridade. In: CASTRO, G. (org.) et al. Ensaios de Complexidade. Porto Alegre: Sulina, 1997, p. 47-53.

BOHR, N. Física atômica e conhecimento humano: ensaios 1932-1957. Rio de Janeiro: Contraponto, 1995.

FREIRE, P. Papel da educação na humanização. Trad. Carlos Souza. Universidade do Chile, Santiago, mai./1967.

_______. Conscientização: teoria e prática da libertação – uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. Ed. Moraes, 1980.

_______. O compromisso do profissional com a sociedade. In: Educação e Mudança. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.

_______. Pedagogia do Oprimido. 13a ed. Rio de Janeiro. Paz e Terra. 1983.

GADOTTI, M. Saber aprender: um olhar sobre Paulo Freire e as perspectivas atuais da educação. In: LINHARES, C.; TRINDADE, M. N. (orgs.) Compartilhando o mundo com Paulo Freire. São Paulo: Cortez: Instituto Paulo Freire, 2003, p. 107-125. (Biblioteca freiriana; v.7)

HEISENBERG, W. Física e filosofia. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 4ª ed. – Edições Humanidades, 1998. (Série Métis).

MORIN, E. Epistemologia da Complexidade. In: SCHNITMAN, D. F. (org.). Novos paradigmas, cultura e subjetividade. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996, p.274-286.

________. A noção de sujeito. In: SCHNITMAN, D. F. (org.). Novos paradigmas, cultura e subjetividade. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996, p. 45-58.

_______. A ética do sujeito responsável. In: CARVALHO, E. A. et al. Ética, Solidariedade e Complexidade. São Paulo: Palas Athena,1998, p.65-76.

_______. Ciência com Consciência. 2ª ed., Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998.

_______. O Método I: a natureza da Natureza. 3ª ed., Portugal: Publicações Europa-América, Biblioteca Universitária, 1977.

_______. O Método III: o conhecimento do conhecimento. Portugal: Publicações Europa-América. Éditions Du Seil, 1986.

_______. Abertura. Complexidade e ética da solidariedade. In: Ensaios de complexidade. Coordenação de Gustavo de Castro (org) et. al. Porto Alegre: Sulina, 1997, p.11-12.

NICOLESCU, B. O manifesto da transdisciplinaridade. São Paulo: TRIOM, 1999.

_______. Para uma educação transdisciplinar. IN: LINHARES, C. e TRINDADE, M. N. (orgs.) Compartilhando o mundo com Paulo Freire. São Paulo: Cortez: Instituto Paulo Freire, 2003, p. 41-71. (Biblioteca freiriana; v.7)

SIMÕES, J. A ideologia de Paulo Freire. São Paulo: Loyola, 1974.

TORRES, C. A. A dialética hegeliana e o pensamento lógico-estrutural de Paulo Freire. In: Síntese, Nova Fase, no7, São Paulo: Edições Loyola, 1976.




DOI: https://doi.org/10.5902/1984644427228

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc - Prédio 16
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação (UFSM) agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

    

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar