Conhecimento e comportamento de acadêmicos de enfermagem acerca da prevenção de infecções sexualmente transmissíveis

Caroline Clemente Merenhque, Camila Nunes Barreto, Luiza Cremonese, Graciela Dutra Sehnem, Carolina Carbonell Demori, Eliane Tatsch Neves

Resumo


Objetivo: descrever o conhecimento e comportamento de acadêmicos de enfermagem acerca das infecções sexualmente transmissíveis. Método: realizaram-se três sessões grupais no período de novembro de 2019, com a participação de acadêmicos de enfermagem. A análise das informações fundamentou-se na análise de conteúdo operativa. Resultados: os universitários demonstraram possuir conhecimento sobre as infecções sexualmente transmissíveis. Em relação à percepção de risco, sentem-se vulneráveis, embora tenham conhecimento quanto à proteção. O meio acadêmico proporciona maiores susceptibilidades, assim como as mídias sociais. Durante a graduação, ampliaram seus conhecimentos e passaram a ter mais cuidado, principalmente ao diagnosticar novas infecções de usuários do sistema de saúde atendidos em aula prática e estágio. Conclusão: a adoção de práticas seguras está associada ao conhecimento adquirido e a verificação de novos casos de usuários em cenários de aprendizagem. É essencial que as instituições de ensino, especialmente as universidades, desenvolvam ações educativas direcionadas aos discentes.


Palavras-chave


Doenças sexualmente transmissíveis; Prevenção; Universitários; Risco; Educação em saúde

Referências


Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Protocolo clínico e diretrizes terapêuticas para a atenção integral às pessoas com Infecções Sexualmente Transmissíveis. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2020.

Hughes G, Field N. The epidemiology of sexually transmitted infections in the UK: impact of behavior, services and interventions. Future Microbiol. 2015;10(1):35-51. doi: 10.2217/fmb.14.110

World Health Organization (WHO). Sexually transmitted infections (STIs): the importance of a renewed commitment to STI prevention and control in achieving global sexual and reproductive health. Geneva (CH): WHO; 2015.

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Boletim Epidemiológico HIV/Aids. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2016.

Dantas KTB, Spindola T, Teixeira SVB, Lemos ACM, Ferreira LEM. Young academics and the knowledge about sexual transmitted diseases - contribution to care in nursing. Rev Pesq Cuid Fundam. 2015;7(3):3020-36. doi: 10.9789/2175-5361.2015.v7i3.3020-3036

Borges MR, Silveira RE, Santos AS, Gazi U. Comportamento sexual de ingressantes universitários. Rev Pesq Cuid Fundam. 2015;7(2):2505-15. doi: 10.9789/2175-5361.2015.v7i2.2505-2515

Fonte VRF, Spindola T, Lemos A, Francico MTR, Oliveira CSR. Conhecimento e percepção de risco em relação às infecções sexualmente transmissíveis entre jovens universitários. Cogitare Enferm. 2018;23(3):e55903. doi: 10.5380/ce.v23i3.55903

Castro EL, Caldas TA, Morcillo AM, Pereira EMA, Velho PENF. O conhecimento e o ensino sobre doenças sexualmente transmissíveis entre universitários. Ciênc Saúde Colet. 2016;21(6):1975-84. doi: 10.1590/1413-81232015216.00492015

Monteiro SS, Brandão E, Vargas E, Mora C, Soares P, Daltro E. Discursos sobre sexualmente em um centro de testagem e aconselhamento (CTA): diálogos possíveis entre profissionais e usuários. Ciênc Saúde Colet. 2014;19(1):137-46. doi: 10.1590/1413-81232014191.1906

Sehnem GD, Alves CN, Wilhelm LA, Ressel LB. Utilização do grupo focal como técnica de coleta de dados em pesquisas: relato de experiência. Ciênc Cuid Saúde. 2015;14(2):1194-200. doi: 10.4025/cienccuidsaude.v14i2.21960

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 14ª ed. São Paulo: Hucitec; 2014.

Ministério da Saúde (BR), Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS. Protocolo de Diretrizes Terapêuticas, Infecções Sexualmente Transmissíveis. Relatório de Recomendação [Internet] Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2015 [acesso em 2020 abr 19]. Disponível em: http://conitec.gov.br/images/Consultas/Relatorios/2015/Relatorio_PCDT_IST_CP.pdf

Mola R, Pitangui ACR, Barbosa SAM, Almeida LS, Sousa MRM, Pio WPL, et al. Condom and alcohol consumption in adolescents and youth. Einstein. 2016;14(2):143-51. doi: 10.1590/S1679-45082016AO3677

Delatorre MZ, Dias ACG. Conhecimentos e práticas sobre métodos contraceptivos em estudantes universitários. Rev SPAGESP [Internet]. 2015 [acesso 2020 abr 25];16(1):60-73. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rspagesp/v16n1/v16n1a06.pdf

Horan SM, Cafferty LA. Condom communication: reports of sexually active young adults’ recent messages with new partners. J Health Commun. 2017;22(9):763-71. doi: 10.1080/10810730.2017.1355420

Cordeiro JKR, Santos MM, Sales LKO, Morais IF, Dutra GRS. School teenagers about STD/AIDS: when knowledge does not follow safe practices. Rev Enferm UFPE On Line [Internet]. 2017 [cited 2020 Apr 25];11(suppl 7):2888-96. Available from: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/9014/19197

Rufino AC, Madeiro A, Trinidad A, Santos R, Freitas I. Sexual practices and health care of women who have sex with women: 2013-2014. Epidemiol Serv Saúde. 2018;27(4):e2017499. doi: 10.5123/s1679-49742018000400005

Knight DA, Jarrett D. Preventive health care for women who have sex with women. Am Fam Physician [Internet]. 2017 [cited 2020 Apr 20];95(5):314-21. Available from: https://www.aafp.org/afp/2017/0301/p314.pdf

Fernandes B. Educação popular em saúde: um diálogo da sociedade civil com os postos de saúde em Goiânia. Tempus (Brasília). 2017;11(1):29-39. doi: 10.18569/tempus.v11i1.2358

Araujo LC, Penna LHG, Carinhanha JI, Costa CMA. O cuidado às mulheres lésbicas no campo da saúde sexual e reprodutiva. Rev Enferm UERJ. 2019;27:e34262. doi: 10.12957/reuerj.2019.34262

Fonte VRF, Spindola T, Francisco MTR, Sodré CP, André NLNO, Pinheiro CDP. Jovens universitários e o conhecimento acerca das infecções sexualmente transmissíveis. Esc Anna Nery. 2018;22(2):e20170318. doi: 10.1590/2177-9465-ean-2017-0318

Abreu LDP, Mendonça GMM, Araújo AF, Torres RAM, Silva MRF, Fialho AVM. Cuidado de enfermagem na relação saber/poder e sexualidade junto a juventude escolar via web rádio [Internet]. Rev Enferm UFSM. 2019 [cited 2020 Apr 19];9(e54):1-21. Available from: https://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/view/33663

Grangeiro A, Kuchenbecker R, Veras MA. Novos métodos preventivos para o HIV: reconhecendo as fronteiras entre a autonomia dos indivíduos e as políticas públicas. Rev Bras Epidemiol. 2015;18(Suppl 1):1-4. doi: 10.1590/1809-4503201500050001




DOI: https://doi.org/10.5902/2179769243700

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.