Acolhimento com classificação de risco na Estratégia de Saúde da Família: percepção da equipe de enfermagem

Karine Rossato, Vera Regina Real, Giseli Buligon de Oliveira, Camile Dalla Corte de Araujo

Resumo


Objetivo: conhecer a percepção da equipe de enfermagem acerca do Acolhimento com Classificação de Risco na Estratégia de Saúde da Família (ESF). Método: estudo descritivo de abordagem qualitativa. Participaram da pesquisa oito profissionais das equipes de enfermagem. Utilizou-se entrevista semiestruturada como técnica de coleta dos dados. A análise dos dados ocorreu pela Análise de Conteúdo na modalidade temática, e após, os mesmos foram organizados em duas categorias: Capacitação dos profissionais de enfermagem da ESF sobre o Acolhimento com Classificação de Risco e Importância da implementação de um protocolo para Classificação de Risco em ESF. Resultados: muitos profissionais encontraram dificuldades em realizar a classificação de risco, devido a falta de capacitação e protocolo para classificar o risco. Conclusões: reconhecer as fragilidades dimensiona a expectativa de que gestores e profissionais da atenção primária revejam suas práticas e o processo de trabalho, buscando estratégias de apoio institucional, da equipe e dos usuários.


Palavras-chave


Acolhimento; Atenção primária à saúde; Equipe de enfermagem; Estratégia saúde da família

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2179769226655



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.