O cuidado humanizado em unidade de terapia intensiva: uma revisão bibliográfica

Silviamar Camponogara, Tanise Martins Santos, Margot Agate Seiffert, Camila Neumaier Alves

Resumo


O estudo objetivou conhecer que publicações têm sido divulgadas, na área da enfermagem, a cerca da humanização em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Constitui-se em uma revisão sistemática, cujos dados foram coletados nas bases de dados LILACS e BDENF, com recorte temporal entre 2000 a 2009. Após leitura do material foi realizada categorização e discussão dos dados. Os resultados evidenciam que quatro temas são destacados com maior relevância na produção científica: o ambiente da Unidade de Terapia Intensiva; uso de tecnologias em detrimento do cuidado; o trabalhador como protagonista da humanização em UTI; dificuldades vivenciadas pela equipe de enfermagem para implementar a humanização na UTI. A humanização é apontada como forma de resgatar a dignidade humana, mas somente será realidade se for compreendida sua real importância e os profissionais se sentirem protagonistas desse processo na UTI.


Palavras-chave


Equipe de Enfermagem; Unidade de Terapia Intensiva; Humanização da assistência

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/217976922237



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.