Educação que produz saúde: atuação da enfermagem em grupo de hipertensos

Raissa Kerin Meira Arantes, Denise Albieri Jodas Salvagioni, Juliane Pagliari Araujo, Simone Roecker

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/2179769213472

Objetivo: conhecer a importância das ações educativas para um grupo de hipertensos. Método: estudo qualitativo realizado com dez pacientes hipertensos que frequentaram os encontros de educação em saúde de um projeto de pesquisa no Instituto Federal do Paraná, Londrina, Brasil. Os dados foram coletados em dezembro de 2012, por meio de entrevistas semiestruturadas gravadas e, posteriormente submetidas à análise de conteúdo. Resultados: emergiram duas categorias temáticas denominadas: Educação em saúde: plantando frutos e Educação em saúde: colhendo frutos. Os pacientes valorizaram às ações de educação em saúde no âmbito do autocuidado e prevenção das consequências da hipertensão arterial sistêmica. Considerações finais: a educação em saúde torna-se ferramenta imprescindível no trabalho dos profissionais de enfermagem junto aos hipertensos visando, especialmente, a prevenção de complicações advindas da doença e a promoção de bem estar e qualidade de vida.


Palavras-chave


Hipertensão; Educação em saúde; Enfermagem.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2179769213472



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.